quinta-feira, 30 de julho de 2020

COVID-19: João Alfredo ultrapassa marca dos 150 casos



De acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, nesta quarta(29), a cidade registra 152 casos do novo corona vírus. 

Desses, 23 estão sendo tratados em isolamento, três foram registrados entre profissionais de saúde, 108 são de pessoas recuperadas e 18 não resistiram ao covid-19.

Outros 22 suspeitos aguardam o resultado do teste e 207 testaram negativo para o novo corona vírus.

Ainda de acordo com o boletim, 102 pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias e outras 1.42 tiveram este monitoramento concluído sem complicações médicas.

Arte: Divulgação / Prefeitura de João Alfredo
Da Redação. 

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Reunião com governador discute mobilização contra privatização da Eletrobrás


Diante da disposição do governo federal em retomar as privatizações neste ano, especialmente do setor elétrico, parlamentares e representantes do Conselho Nacional dos Eletricitários retomaram a mobilização contra a venda da estatal. Nesta quarta-feira (29), foi realizada uma reunião com o governador Paulo Câmara e a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB). 


O deputado federal Danilo Cabral (PSB), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Chesf, presente na reunião, destacou a importância da mobilização para evitar a venda da estatal. “Se já era crime privatizar a Eletrobrás antes da pandemia, pela quebra da soberania, pelos impactos na vida das pessoas e na atividade econômica, agora, é mais grave. Precisamos de uma empresa forte e que atenda aos interesses do Brasil”, afirmou. 


De acordo com Danilo Cabral, a reunião foi muito positiva e o governador assumiu o compromisso de conversar com os outros governadores do Nordeste sobre assunto. “O governador deve liderar, mais uma vez, na região, a luta contra a privatização da Eletrobrás e da Chesf, que é fundamental para o desenvolvimento do Nordeste”, disse o parlamentar. Ele destaca que o movimento feito no Congresso Nacional, junto com os governadores e a sociedade civil foi decisivo para impedir a venda da estatal durante o governo do ex-presidente Michel Temer


Segundo Danilo Cabral, a venda da Eletrobrás deve ser discutida com profundidade porque se trata de um setor estratégico para o Brasil. “Além disso, tem a questão valor. O governo fala em arrecadar R$ 12 bilhões, um montante que não chega perto dos R$ 23 bilhões injetados pela Eletrobrás nos cofres da União, nos últimos dois anos”, critica Danilo Cabral. O deputado acrescenta que também é preciso analisar os impactos de uma possível venda da estatal para a população. 


Estudos da ANEEL já indicaram que a energia aumentará num primeiro momento 16%, reajuste que será repassado para a cadeia industrial inteira - 40% dos custos industriais são de energia. Portanto, todos os bens terão alta considerável de preços.


“As atividades das frentes parlamentares foram paralisadas devido à pandemia, mas estamos atentos aos movimentos do governo. Ontem, fizemos uma reunião com as quatro frentes parlamentares ligadas ao setor elétrico para estabelecermos um cronograma de ações, como fizemos na tentativa passada de vender a Eletrobrás”, comentou Danilo Cabral. Para os próximos passos, estão previstas reuniões com o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e com lideranças da oposição. 


O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou a intenção de realizar ao menos quatro grandes privatizações neste ano: Eletrobrás, Correios, Porto de Santos e PPSA (Pré-Sal Petróleo S.A.). Para a venda das empresas do setor elétrico, no entanto,  é preciso a aprovação do projeto de lei 5.877/2019, de autoria do governo federal, que dispõe sobre a desestatização da Centrais Elétricas Brasileiras S.A. – Eletrobras, pelo Congresso Nacional. O texto está aguardando despacho do presidente da Câmara. 


Da Assessoria de Comunicação.

Brasil terá nota de R$ 200 com lobo-guará estampado



O Banco Central informou nesta quarta-feira (29) que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200, que terá como personagem o lobo-guará. De acordo com a instituição, a nova cédula deverá entrar em circulação no final de agosto, e a previsão é que sejam impressas 450 milhões de cédulas de R$ 200 em 2020.

A diretora de Administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, afirmou que a nova cédula ainda está em fase final de testes de impressão e que a “boa prática internacional” recomenda que não sejam revelados os elementos da cédula até estar pronta.

Por isso, afirmou, não foi divulgada imagem da nova nota de R$ 200 – o que será feito no final de agosto. Atualmente, há seis tipos de cédulas em circulação: R$ 2, R$ 5, R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100.


Carolina Barros afirmou que a instituição está atenta à demanda da população por mais meio circulante. "Se [a demanda] existe, a gente precisa atender. A gente não sabe por quanto tempo essa demanda adicional por dinheiro vai durar", declarou.

Segundo ela, em momentos de incerteza, como atualmente, durante a pandemia de coronavírus, as pessoas tendem a fazer saques e acumular dinheiro. "Isso não é um fenômeno do nosso país, e isso gerou um aumento expressivo de demanda nas casas impressoras", declarou.

De acordo com a diretora, o Conselho Monetário Nacional autorizou nesta quarta-feira (29) o valor de R$ 113,4 milhões para impressão de 450 milhões de cédulas de R$ 200 e 170 mihões de cédulas de R$ 100.


A diretora do BC afirmou que a impressão de novas cédulas não tem relação com inflação. "Temos um sistema de metas. No momento, a inflação é baixa, estável, e controlada", disse.


De acordo com Carolina Barros, o Banco Central fez uma pesquisa em 2001 e selecionou para as cédulas uma lista de imagens de animais ameaçados de extinção. 

"Como nas demais cédulas, tem elementos de segurança robustos e capazes de proteger de falsificação. Quanto maior o valor, maior é a preocupação", declarou a diretora.

Do G1.

Toritama: TAC celebrado entre Promotoria de Justiça e empresa de engenharia prevê financiamento privado de obras públicas


Por ter descumprido partes de um Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) anterior e causado prejuízo à Prefeitura de Toritama e a seus cidadãos, a empresa Enpal Engenharia e Pavimentação firmou um novo TAC com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e se comprometeu a obrigação de financiar e fazer obras públicas no valor de R$ 8.4 milhões. As obras a serem realizadas pela Enpal serão apontadas pelo Secretário de Obras do Município de Toritama, em 30 dias, e devem ser concluídas no prazo de dois anos, sendo posteriormente revertidas ao patrimônio público municipal.

“Como serão patrimônio público, as obras deverão, obrigatoriamente, dar-se em espaço e territórios públicos”, frisou o promotor de Justiça Vinícius Costa e Silva, autor do TAC. Segundo o documento, a empresa Enpal ainda ficou obrigada a construir e implantar 1.400 bancos privados, em área própria, para aumento do número de bancos na feira. No antigo TAC descumprido, a empresa assumiu o compromisso de fornecer 700 bancos públicos, pelo prazo de 50 anos, mas ofereceu apenas 350 bancos de feira, pelo prazo de 19 anos.

De acordo com o promotor, todos os bancos a serem construídos e custeados pela Enpal Engenharia e Pavimentação seguirão os moldes da feira pública, em especial, quanto aos modelos e formas de bancos para unicidade visual e urbanística da área de feira. “A Prefeitura de Toritama cumpriu, integralmente, as condições e obrigações do TAC passado, estando assim liberada das sanções legais”, revelou o promotor de Justiça.

Caso a empresa descumpra o novo TAC, ficará sujeita às sanções de multa diária de R$ 1.000,00, a partir do dia imediatamente posterior ao termo da prorrogação do TAC e a conversão das obrigações de fazer, tanto compensação quanto a sanção, em obrigação de dar coisa certa, no montante de R$ 15.000.000,00.

Foto: Reprodução Google.
Da Assessoria de Comunicação do MP-PE.

terça-feira, 28 de julho de 2020

Pernambuco é o 2º estado do país em número de leitos abertos para enfrentar a Covid-19


O Conselho Federal de Medicina publicou um estudo que analisou o número de leitos nos estados e capitais brasileiros entre fevereiro e junho de 2020. Pelo levantamento, Pernambuco aparece como o segundo estado brasileiro em ampliação da rede hospitalar. São 2.697 novos leitos criados em função do enfrentamento da Covid-19. O estado de São Paulo contabilizou 5.354.

“Isso só foi possível, graças não só ao esforço dos profissionais da Secretaria Estadual de Saúde, mas também de várias áreas do governo que se engajaram no nosso Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 e realizaram a maior operação logística e sanitária da história da saúde pública pernambucana e, agora, comprovadamente, uma das maiores do país”, avaliou o governador Paulo Câmara.

Assim como o estado de Pernambuco, o Recife só perdeu para o município de São Paulo em número de leitos abertos durante a pandemia.

“A melhor notícia em relação a todos esses leitos é que a taxa de ocupação deles está há quase dois meses abaixo de 80%, mesmo com o Plano de Convivência com a Covid-19 tendo avançado até a etapa 6, na Região Metropolitana, na Zona da Mata e em parte do Agreste”, completou o governador.

O estudo do Conselho Federal de Medicina está disponível na página oficial do órgão: portal.cfm.org.br.

Link para o pronunciamento do governador: https://we.tl/t-42NlxoPpYB

Foto: Jailton Júnior/TV Jornal

segunda-feira, 27 de julho de 2020

EXCLUSIVO: Empresário fala sobre obra em rua do Centro: "Quis apenas engrandecer Surubim e melhorar mobilidade"


Uma intervenção realizada na rua Rosa Amélia de Miranda, no Centro de Surubim gerou críticas nas redes sociais e questionamentos na justiça, por não ser uma obra da prefeitura, mas por se tratar de um projeto de uma empresa da iniciativa privada, executado em um espaço público. 


A rua liga a avenida Paulo Afonso à rua Dr. Estácio Coimbra, duas vias bem movimentadas. A Paulo Afonso concentra a Prefeitura, quatro agências bancárias, supermercados, lojas de comércio popular e feira livre praticamente todos os dias. Na Estácio Coimbra, padarias, farmácias, supermercados, lojas e pontos de táxis.

A Rosa Amélia é mais utilizada para o tráfego de pedestres do que como artéria para veículos. Por lá o trânsito é sempre tranquilo. Aos sábados, vira um corredor de pedestres, com os bancos da feira dos dois lados da rua, de uma extremidade a outra. Durante a semana, boa parte da lateral vira 'depósito' com bancos da feira amontoados. 



INTERVENÇÃO - o Hotel e a Panificadora Cristal, que funcionam na rua Dr. Estácio Coimbra, se somarão a um terceiro empreendimento, um empresarial de seis andares, na mesma rua, separados apenas pela Maria Amélia. A empresa fez uma intervenção que elevou parte do nível da rua e substituiu o piso. A obra deixou a via aberta ao trânsito de veículos, com aspecto de calçada ligando os empreendimentos.

A intervenção foi criticada sobretudo com foco político, por adversários da prefeita Ana Célia Farias(PSB), que questionam se a obra estava autorizada pela Prefeitura, e acionaram o Município e a empresa na justiça.

Nossa reportagem conversou, com EXCLUSIVIDADE com a prefeita de Surubim Ana Célia Farias(PSB) e com o empresário João Batista, proprietário do hotel e panificadora Cristal e do empresarial. A prefeita confirma que autorizou a obra e o empresário afirmou que se sente constrangido por querer engrandecer Surubim e ser tão criticado.



AUTORIZADA - em recente entrevista ao Blog por telefone, a prefeita Ana Célia Farias(PSB) confirmou que autorizou a empresa fazer a obra e frisou que as críticas são políticas.

"A obra está autorizada pela Prefeitura e eu não tô vendo onde eu errei. A obra é praticamente só uma substituição do piso por intertravado... é porque as pessoas que criticam ainda estão na idade do paralelepípedo. João Batista só quis investir pra melhorar o local. Os que falam estão querendo fazer política antes da hora. Deveria falar que João Batista está fazendo um trabalho social com doação de milhares de pães nesta pandemia. Se todo empresário de Surubim fosse igual a ele, era outra coisa. Agora se falam da obra pra fazer política, por que os que passaram antes de mim não observaram que a construção dele vai quase até a calçada, não acham não que ele construiu quase em cima da calçada não?", disse a prefeita.



ACESSIBILIDADE - Também por telefone, o empresário João Batista conversou com nossa reportagem. e ressaltou que a obra teve como objetivo melhorar o aspecto do Centro e a acessibilidade.

"Eu pedi autorização e tenho por escrito o documento da Prefeitura. Temos um hotel e uma panificadora e estamos investindo na construção de um empresarial de seis andares, para engrandecer Surubim. O Centro está morto. A Cristal é a terceira indústria de pães do país e eu recebo inclusive convite para ir para outras cidades, mas preferimos investir aqui. Então, precisava melhorar o fluxo das pessoas, de um lado para o outro, garantir mais acessibilidade, pensando inclusive na dificuldade do cadeirante em se locomover na calçada", disse.

O empresário conta que fez a obra sem qualquer despesa para o poder público.

"Eu nunca usei nada de prefeitura, nunca incomodei prefeito. Contratei arquiteto, construtora, material, mão-de-obra... tirando o projeto do arquiteto, investi R$ 23.400 (vinte três mil e quatrocentos reais). Para construir, não baguncei, não coloquei nem metralha na rua, não usei nem uma máquina da prefeitura, a intervenção não mexeu em dinheiro público", frisa.



O empreendedor também frisou que a rua nunca teve fluxo intenso de veículos e que a obra não altera em nada a vida dos feirantes.

"Não muda nada na vida de quem tem banco ou vende ali na rua. O máximo que eu posso fazer, é pedir: 'por favor, você pode deixar um pequeno espaço entre um banco e outro, para meu cliente entrar?' É o máximo que eu posso dizer. O fluxo de veículo também não tem problema algum, não será alterado. Só a velocidade do carro será um pouco reduzida por conta da lombada, para passar na faixa de pedestre sinalizada de vermelho no piso. O pedestre terá mais segurança... então eu não fiz nada além do que uma obra para melhorar a mobilidade em Surubim", disse.

POLÍTICA - o empresário João Batista também lamentou a vinculação da obra à política partidária local.

"Eu acho que é um tiro no pé essa coisa do quanto pior melhor. A rua era mais bonita? Querem a rua esburacada para falarem mal da prefeita? É uma atitude mesquinha. Procuraram o Ministério Público, nunca me procuraram para eu falar sobre o assunto. Se o Ministério Público mandar eu desmanchar, eu obedeço. Encaminhamos todo projeto ao MP. Mas ao contrário do que dizem, não houve 'privatização' de rua, nem de nada. Investimos para melhorar o Centro. Não se apresenta nem um dado técnico para contestar a obra. Não há nada que diga que vai prejudicar o tráfego, os feirantes, nem quem passa. Honestamente, eu fico triste com tudo isso", lamenta.

Sobre a observação da prefeita de que os prefeitos que exerceram o cargo antes dela deveriam ter observado que a construção avançou além do que deveria, o empresário frisou que não fez nada ilegal.

"A calçada ali já existia assim, há muito tempo, sempre foi muito estreita. Eu não fiz nada de ilegal, posso até ter feito um investimento errado, mas ilegal não. Nessa de 'prefeitos', eu só conheci dois prefeitos de Surubim que não ficaram 'só na política': 'seu' Nelson Barbosa, que era agropecuarista, e Antônio Barros, que já era auditor fiscal, o resto não. Ana Célia sempre viveu, teve cargo público. Flávio [Nóbrega] era médico, virou político, quer ser perfeito de novo. Tulio deixou a prefeitura, foi procurar emprego em órgão público... quer dizer, parece que é um costume de Surubim. Tem até um advogado aí,  porque é candidato, sai por aí, 'metendo o sarrafo' na gente, por conta de política. Eu acho isso tudo uma coisa mesquinha", rebate.



CONSTRANGIDO - Por fim, o empresário João Batista frisou que as pessoas o cumprimentam na rua pela ação, mas que não faria a obra se soubesse que ela teria essa repercussão. Ele lembrou ainda que a ação social que faz o isenta de qualquer interesse político 

"Ali era conhecido como o 'beco da merda", depois virou 'o beco da padaria', amanhã pode ser o 'beco dos artistas', por exemplo. Nunca foi uma rua de grande fluxo. A obra não causa impacto, ao contrário, melhora a mobilidade. Fizemos o investimento porque acreditamos que estamos beneficiando Surubim. Quando passo lá, as pessoas me param e me parabenizam, eu não sei se é 'pra' me agradar, mas eu escuto muitos elogios. Nosso interesse é ajudar, como estamos doando mais de duzentos mil pães na pandemia aqui em Surubim, mas também em Santa Maria [do Cambucá], Casinhas, e em várias cidades da região. Então eu tenho interesse em que? Então, eu só queria melhorar a cidade, só não sabia que a obra iria causar esse tipo de reação, se soubesse, sinceramente, eu não teria feito. Eu fico constrangido com essa situação toda. É um desabafo que faço", finalizou.  




Fotos: albericocassiano.com.br
Da Redação, Alberico Cassiano.

sexta-feira, 24 de julho de 2020

Governo de Pernambuco estende horário de shoppings e amplia capacidade de atendimento do comércio



A partir da próxima segunda-feira (27.07), após avaliação do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, setores que já estão em operação em todo o Estado passarão por algumas mudanças. O comércio geral terá sua capacidade de atendimento ao público dobrada e será permitido um cliente a cada 10 metros quadrados - atualmente, é permitido um cliente a cada 20m². Além disso, os shopping centers terão ampliação no horário de funcionamento. Antes, abertos das 12h às 20h, os centros de compra passarão a funcionar das 10h às 20h.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, reforçou, no entanto, que é importante que as medidas de segurança, como distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação devem permanecer funcionando, assim como os protocolos específicos da atividade. “Observamos o comportamento dos clientes com a volta da operação de alimentação nesses estabelecimentos, e decidimos por antecipar a abertura para poder diluir o fluxo nessa entrada, separando quem quer fazer compras de quem quer ir ao shopping para se alimentar”, pontuou o gestor.

A avaliação feita pelo Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 de Pernambuco é contínua e leva em consideração indicadores de saúde, como o número de casos registrados, de óbitos, pressão sobre a rede hospitalar, entre outros fatores que contribuem para o planejamento de combate à pandemia. Essa análise permitirá, caso necessário, a implantação de medidas restritivas específicas e a possibilidade de recuo das regiões na retomada das atividades econômicas.


Foto: Pedro Menezes/SEI

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Polícia Civil faz operação em Surubim, Casinhas e outras cidades para cumprir 30 mandados de prisão e 14 de buscas e apreensão


A Polícia Civil de Pernambuco, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 23/07/2020, a 30ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada "EXÍCIO", vinculada à Diretoria Integrada do interior I – DINTER I, sob a presidência do Delegado Jean Pierry Brito. A ORQ tem como ambiente operacional as cidades pernambucanas de Recife, Caruaru, Surubim, Casinhas, Limoeiro e Itaquitinga, além de localidades nos Estados da Bahia e São Paulo. 

As investigações foram realizadas ao longo de 1 ano e 2 meses, com o objetivo de prender integrantes de um grupo criminoso atuante nos municípios pernambucanos de Surubim, Casinhas e Macaparana, responsável  pela prática dos crimes de:

1.HOMICÍDIOS QUALIFICADOS;

2ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA;

3.ASSOCIAÇÃO PARA O TRÁFICO ILÍCITO DE ENTORPECENTES;

4.CORRUPÇÃO DE MENORES;

5.POSSE OU PORTE ILEGAL DE ARMAS DE FOGO DE USO RESTRITO.

Integrantes dessa Organização Criminosa têm envolvimento com o homicídio do Comissário de Polícia Civil José Rogério Duarte Batista, ocorrido em 30/05/2020, na cidade de Surubim.

Durante a operação estão sendo cumpridos 30 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos por Juízes especialmente designados pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco,  mediante parecer favorável de Promotores designados pelo Procurador Geral do Ministério Público.

Na execução da operação, foram empregados cerca de 140 (cento e quarenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães. Atuaram ainda equipes do Grupamento Tático Aéreo - GTA  e CORE. A Operação conta também  com a colaboração das Polícias Civis dos Estados da Bahia e São Paulo.

A Operação está sendo coordenada pela GCOI 1/ DINTER 1 e supervisionada pela Chefia de Polícia.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL.

Os detalhes da referida operação serão divulgados pelo setor de comunicação da Polícia Civil em momento oportuno.

Da Assessoria de Imprensa da SDS.

terça-feira, 21 de julho de 2020

SURUBIM: Polícia Civil faz operação contra dispensa indevida de licitação, associação criminosa e lavagem de dinheiro



A Polícia Civil deflagrou a Operação Locatário na manhã desta terça-feira (21). 

As diligências são realizadas nas cidades de Recife, Paulista, Olinda, Surubim e Sairé.

A operação ocorre sob a presidência do Delegado Diego Pinheiro.

A investigação foi iniciada em julho de 2019, com o objetivo de identificar  a participação de empresários e agentes públicos na prática dos crimes de dispensa indevida de licitação, peculato, uso de documento falso, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Os nomes dos alvos não foram divulgados.



Durante a operação, estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão domiciliar, 07 mandados de suspensão do exercício de função pública, 1 mandado de suspensão temporária de participar de licitações e o sequestro de bens imóveis e valores, todos expedidos pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco - TJPE. 

55 policiais civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães, participam das diligências.

As investigações foram assessoradas pela Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco - DINTEL, com auxílio do LAB/LD (Laboratório de Tecnologia Contra a Lavagem de Dinheiro).

Nossa reportagem procurou a Polícia Civil, por meio da assessoria de Imprensa, para saber que trabalho a operação Locatário realizou especificamente em Surubim, mas não obtivemos resposta.

Fotos: Divulgação/PC. Da Assessoria de Imprensa PC.

segunda-feira, 20 de julho de 2020

COVID-19: Surubim ultrapassa 500 casos. Curva da pandemia e mortes crescem


O município de Surubim ultrapassou a marca dos 500 (quinhentos) casos da covid-19, de acordo com o boletim divulgado pela prefeitura, nesta segunda-feira(20).

De acordo com os dados oficias, são 503 casos confirmados, 104 pessoas estão em tratamento e isolamento; sete são profissionais de saúde; e 372 pessoas se recuperaram e receberem alta médica.

O boletim traz um dado preocupante: o aumento do número de mortos pelo novo corona vírus em Surubim. Na segunda-feira(13) da semana passada eram 13(treze) mortos. O boletim desta segunda(20) aponta 20(vinte) óbitos, ou média de uma morte a cada dia, na última semana.







Ainda de acordo com o boletim, 17 casos suspeitos aguardam resultado do teste, e 533 pessoas testaram negativo para Covid-19.

Outras 163 pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias, e mais 339 tiveram este monitoramento concluído, sem complicações médicas.

Os bairros com maior número de casos da Covid-19 são o Centro(101), São Sebastião(79), Coqueiro(41), São José(33) e Bela Vista(21). Na zona rural, a Chã do Marinheiro(15) e Lagoa da Vaca(10) registram mais casos.

A curva da Covid-19 não para de crescer em Surubim.

No início de Junho, quando o comércio reabriu oficialmente, a cidade registrava 200 casos

Pandemia cresceu 182% no município no mês de Junho, ultrapassando a marca dos 350 casos.

Por sua vez, na primeira semana de Julho, Surubim atingiu os 400 casos.


Em menos de quinze dias, um acréscimo de mais de 100 casos, chegando aos 503 do mais recente boletim oficial. 





Arte: Divulgação/Prefeitura 
Da Redação, Alberico Cassiano.. 

sexta-feira, 17 de julho de 2020

Surubim: Fabrício Brito propõe criação de espaço específico para esportes radicais


A prática de esportes alternativos ganha cada vez mais adeptos em Surubim. Não é muito difícil ver nas ruas ou praças da cidade, jovens com Skate ou BMX, por exemplo. Para oferecer estrutura apropriada e estimular mais jovens a fazerem atividade física, bem como promover eventos voltados para o Turismo, o vereador Fabrício Brito(Republicanos) apresentou requerimento para construção de um local específico para a prática de esportes radicais.

"A nossa ideia é oferecer um local apropriado, para os jovens que praticam essas modalidades. Toda prática esportiva deve ser sempre estimulada, a exemplo dos chamados esportes radicais. Um local específico vai permitir uma prática mais segura desses esportes, por exemplo, com a construção de uma pista de Skate. Vai ainda estimular outros jovens a se exercitarem, interagir com amigos e buscar mais saúde", destaca o vereador.

De acordo com a proposta apresentada pelo presidente da Câmara, o espaço será construído no trevo que dá acesso ao município. Ainda de acordo com a proposta, o espaço seria construído com toda infraestrutura para que a pratica dos esportes ocorra em total segurança. O DER - departamento de Estradas e Rodagem, foi consultado e informou não haver problema técnico para construção.


O autônomo Luiz Tomás, 19 anos, destaca que a proposta do vereador Fabrício Brito, é uma boa forma de valorizar e estimular a prática do skate. "Acho que será muito bem apropriado e aproveitado. Eu pratico skate há cinco anos, e sempre foi assim, 'ao léo', abandonado na rua ou em praças. A gente tendo um canto nosso, será muito melhor, praticar com segurança. Também teremos mais visibilidade e a possibilidade de fazer eventos, o que seria bom até para o turismo", afirma.

O jovem destaca ainda, que a falta de um local apropriado para a prática de esportes radicais já tem causado transtornos. "A realidade de quem pratica esses esportes, aqui na cidade, é bem complicada. O local, a gente improvisa, construindo os equipamentos. É também tudo junto e misturado, a gente acaba dividindo o local na academia das Cidades. Às vezes acaba tendo um pouco de conflito, pessoas esbarrando. Enfim, não há um local apropriado para nós", completa.



Praticante da modalidade BMX Park, o autônomo João Félix, 21 anos, que participou de campeonato nível estadual, destaca que a construção vai estimular a prática de um esporte Olímpico. "É um local muito importante para a juventude. Vários esportes poderão ser praticados no local, skate, BMX, patins... Será um estímulo para que os jovem participem de campeonatos porque terão onde treinar. E como é um esporte diferente, conhecido mundialmente, e que vai fazer parte até da Olimpíada de Tóquio 2020, assim como o BMX, frisa.

O requerimento de Fabricio Brito foi aprovado em plenário pela Câmara de Vereadores, e encaminhado à Prefeitura de Surubim, para que seja executado.

Fotos: Cintia Barros
Fonte: Assessoria de Imprensa.

quinta-feira, 16 de julho de 2020

SURUBIM: Prefeitura paga primeira parcela do 13° salário nesta sexta(17). Contratados não recebem "o faz-me rir"

A Prefeitura de Surubim paga nesta sexta-feira(17), a primeira parcela do 13° salário aos servidores efetivos, comissionados, aposentados e pensionistas.
O pagamento "vai injetar R$ 1,5 milhão na economia local".
"Além de trazer um reforço para as finanças dos trabalhadores e seus familiares, é mais dinheiro circulando, aquecendo o mercado e trazendo mais renda e oportunidade para o comércio, que foi tão afetado com a pandemia do novo coronavírus", diz a página oficial.
Os funcionários contratados pelo Município não recebem. De acordo com a Prefeitura, o não pagamento tem amparo em decisão STF - Supremo Tribunal Federal.
No ano passado, o município pagou a primeira parcela do 13° salário no dia 11 de dezembro. Os contratados não receberam e tiveram gratificações cortadas.
No último dia 19 de Junho, a Prefeitura de Vertente do Lério, pagou a folha do mês e a primeira parcela do décimo terceiro salário aos servidores.
Da Redação..

SURUBIM: Polícia Civil apresenta resultado da investigação do assassinato de comissário e prende três dos cinco acusados

Delegado Jean Rockfeller, gestor DINTER 1, delegado Nehemias Falcão, Chefe da PCPE, delegado Bruno Vital, gestor da GCOI, e o delegado Eric Costa, titular da 3° Divisão de Homicídios do Agreste


A Polícia Civil de Pernambuco divulgou, nesta quarta(15) os detalhes da 25ª Operação de Repressão Qualificada do ano, denominada Lança Gloriosa, com os detalhes da investigação do assassinato do comissário José Rogério Duarte Batista, ocorrido às margens da PE-90, no trevo de Surubim, no dia 30 de maio.



" Após, aproximadamente, 40 (quarenta) dias de investigações e diligências policiais, a 3ª Delegacia de Homicídios do Agreste, com eficiente apoio da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil, através do Núcleo de Inteligência da Zona da Mata e do NI DRACO, identificaram os 05 (cinco) envolvidos na execução do crime em comento", diz o relatório da polícia, divulgado para a imprensa.



De acordo com a Polícia Civil, estes são os principais detalhes das investigações:



"No dia 31/05/2020 foi encontrado o veículo (abandonado e carbonizado) utilizado no crime, em Umbuzeiro/PB; veículo foi identificado como propriedade de empresa de locação, obtendo informação do locatário; 

Solicitada prisão temporária do contratante, cumprida em 12/06/2020, em Aracaju/SE; A partir desta, verificou-se a atuação de associação criminosa, tendo como objetivo a apropriação dos veículos locados; 




Após os depoimentos preliminares dos suspeitos, constatou-se que o automóvel foi vendido para “Kedinho Primavera”, em Arapiraca/AL, posteriormente, identificado como “Kledson Barbosa Mendinça”, conhecido pela prática de várias modalidades criminosas, conforme informações da Polícia Civil de Alagoas; 

Concomitante, chegou-se ao indício de outro envolvido: Francelyno Deivison da Silva, que teve prisão temporária decretada e, então, cumprida, em 25/06/2020;" diz o relatório da Polícia Civil. 

INVESTIGAÇÃO: Ainda de acordo com o material divulgado pela PC, "com a continuidade das investigações, provou-se que os irmãos Kledson Barbosa Mendonça e Kleverton Barbosa Mendonça tiveram participação no homicídio; 





Depois da prisão, Franceluno foi interrogado e confessou seu envolvimento, indicando os coautores: 

1. Clériston Lucas da Silva (“Clerinho"): autor intelectual do crime. 

2. Kledson Barbosa Mendonça(“Kedinho”): adquiriu o automóvel e o conduziu. 

3. Iraac dp Nascimento Santana (“Neguinho”, “Rei do Gado” ou “Menino de Rua”): efetuou disparos contra a vítima 

4. Kleverton Barbosa Mendonça (“Kauan”): efetuou disparos contra a vítima. 

5. Francelyno Deivison da Silva (“Deivison” ou “Dê”): contatado por Clériston", aponta o relatório.


Ainda de acordo com a polícia, foram expedidos e cumpridos seis mandados de busca e apreensão domiciliar.

Os policiais apreenderam uma pistola, três carregadores com municção, um revólver e munições.

Dos cinco acusados que tiveram mandado com prisão decretada três foram presos e dois estão foragidos. 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, as imagens dos envolvidos estão sendo divulgadas após decisão judicial

Confira VÍDEO da Operação:




Fotos divulgadas pela Polícia Civil.
Da Redação, com Assessoria de Imprensa SDS.

quarta-feira, 15 de julho de 2020

SURUBIM: Polícia Federal prende ex-gerente do Banco do NE acusado de fraude milionária contra Sistema Financeiro Nacional


Polícia Federal em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, deflagrou nesta quarta-feira (15) a operação Escaparate, terceira fase da Operação Impunitas, que tem o objetivo de combater crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Um ex-gerente do Banco do Nordeste de Santa Cruz do Capibaribe foi preso em Surubim, também no Agreste.



Foram cumpridos um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão, além do bloqueio de contas bancárias de 11 pessoas físicas e jurídicas, sequestro de bens e afastamento de sigilo fiscal de nove pessoas físicas e jurídicas. Houve ainda a intimação de oito pessoas, identificadas como supostos "laranjas". As medidas cautelares foram expedidas pela 27ª Vara da Justiça Federal de Pernambuco.



De acordo com a Polícia Federal, as investigações começaram em março de 2019, com foco na atuação de uma organização criminosa na agência do Banco do Nordeste de Santa Cruz do Capibaribe. O grupo era especializado na prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, peculato, lavagem de dinheiro e constituição e participação em organização criminosa.

CONFIRA VÍDEO DA OPERAÇÃO DA PF:


As duas primeiras fases da Operação Impunitas foram deflagradas nos dias 11 de junho de 2019 e 24 de setembro de 2019. Foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, além do bloqueio de valores e sequestro de bens dos investigados.

EX-GERENTE É LÍDER DO GRUPO: Segundo a PF, o líder do grupo é o ex-gerente da agência do Banco do Nordeste de Santa Cruz. Trinta pessoas foram indiciadas por envolvimento nas práticas investigadas. As fraudes resultaram em prejuízos aos cofres públicos superiores a R$ 10 milhões.
Como gerente da agência do banco, o suspeito teria sido responsável pela prática de atos de gestão fraudulenta na instituição financeira, que facilitaram o acesso aos demais integrantes do grupo às altas somas de valores em espécie. O dinheiro seria de operações de crédito enganosas, subsidiadas por documentos produzidos com esta finalidade.



Ainda de acordo com as investigações, a maior parte dos valores disponibilizados pelo banco eram destinados ao líder do grupo e as pessoas próximas dele, também parte do esquema. As análises das quebras dos sigilos bancários apontaram que entre 2016 e 2020, eles movimentaram mais de R$ 379 milhões.


Fotos: PF
Do NE-10.