sábado, 30 de julho de 2016

Lei da Ficha Limpa pode tirar Lula da sucessão


Convertido em réu pela primeira vez na Lava Jato, Lula declarou nesta sexta-feira que sente uma vontade incontida —“uma coceira”— de ser novamente candidato ao Planalto. Esse desejo, no entanto, já não depende apenas da sua vontade. Além do medo de ser preso, Lula passou a conviver com o receio de se tornar inelegível por oito anos. Nessa hipótese, sofreria um duplo revés: ficaria de fora das próximas duas sucessões presidenciais —2018 e 2022. E ainda entraria para a história como o primeiro ex-presidente da República a ser enquadrado numa lei que ele próprio sancionou: a Lei da Ficha Limpa (número 135/2010).
Afora a acusação de tentar obstruir a Lava Jato, que o levou ao banco dos réus na 10ª Vara Federal de Brasília, Lula deve ser alvejado por pelo menos mais três denúncias que estão no forno da força-tarefa de Curitiba. Envolvem a suspeita de que recebeu favores da Odebrecht e da OAS, empreiteiras que ajudaram a pilhar a Petrobras. Esses favores se materializaram nas reformas realizadas no tríplex do Guarujá e no sítio de Atibaia, além do transporte e aluguel de contêiners usados para guardar pertences de Lula.
Entre os crimes que devem ser imputados ao morubixaba do PT, estão lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Sancionada por Lula em junho de 2010, a Lei da Ficha Limpa relaciona 14 hipóteses de inelegibilidade. São delitos que sujeitam seus autores ao banimento eleitoral por oito anos. As encrencas foram incluídas na Lei das Inelegibilidades (número 64/1990). Encontram-se empilhadas no artigo 1º. A alínea ‘e’ anota que “lavagem de dinheiro ou ocultação de bens” são motivos para impedir alguém de se candidatar a cargos eletivos.
De acordo com a lei, para que um político seja tachado de “ficha suja”, sua condenação precisa ser confirmada por um “órgão judicial colegiado.” Assim, os direitos políticos de Lula seriam suspensos, por exemplo, se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, confirmasse uma eventual condenação decretada por Sérgio Moro. Para azar de Lula os desembargadores do TRF-4 não costumam reformar as decisões do juiz da Lava Jato.
Lula parecia sentir o cheiro de queimado ao se manifestar nesta sexta-feira. “Se o objetivo de tudo isso é me tirar de 2018, isso não era necessário, a gente escolheria outro candidato mais qualificado, mas essa provocação me dá uma coceira'', declarou, antes de exercitar o seu esporte predileto, o autoelogio: “Duvido que tenha alguém nesse país que seja mais cumpridor da lei do que eu, que respeite mais instituições do que eu.'' O diabo é que o conceito que Lula faz de si mesmo combina cada vez menos com os fatos.
Fonte: UOL.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Carro com placa finalizada em 5, 6 e 7 tem documento válido até esta sexta


Atenção motoristas de Pernambuco. Quem ainda circula com o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) de 2015 deve ficar ligado. Donos de carros com placas terminadas  5, 6 ou 7 precisam renovar o documento até esta sexta-feira (29). Para os veículos de placa com terminação 8,9 e 0, o prazo vai até 30 de agosto.

Segundo o Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran), a partir de sábado (30), os condutores de veículos com as placas finalizadas com os números indicados estão sujeitos a punições, casos sejam  flagrados usando o CRLV fora da validade. Eles podem ter o carro apreendido. E mais: o veículo só é devolvido se o motorista apresentar o documento atualizado e pagar uma multa de R$ 191,54, além das taxas de liberação. Ele acumula, ainda, mais sete pontos na carteira.




Para tirar o CRLV, é preciso ter pagado o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), as taxas de bombeiros e licenciamento, possíveis multas de trânsito vencidas e o seguro obrigatório. Quem pagou a taxa de postagem, que custa R$ 15,77, vai receber a certificação em casa, pelos Correios. Já aqueles que optaram por não pagar a taxa precisam agendar a emissão do documento no site do Detran e, depois, pegar a declaração em qualquer posto de atendimento.

Ainda de acordo com o órgão, quem pagou a taxa de postagem pode monitorar o envio do CRLV na internet. Para isso, é necessário digitar a placa do carro na seção ‘Consultar Placa’, que fica na parte esquerda superior da página inicial do site. Em seguida, é preciso clicar no botão ‘Detalhamento de Débito’ e na opção de rastreamento do CRLV. Somente o proprietário do veículo ou um procurador legal pode receber o documento.


Fonte: G1.

Polícia Civil apreende 275 quilos de maconha na maior ação deste ano em PE


A Polícia Civil de Pernambuco apreendeu, na madrugada desta sexta-feira (29), em Escada, na Zona da Mata Sul, 275 quilos de maconha. É a maior ação desse tipo realizada em 2016, de acordo com a corporação. Durante a operação, comandada pelo Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc)  e com apoio da Delegacia de Escada, cinco pessoas foram presas.
Segundo a polícia, a droga, proveniente do Paraguai,  seria distribuída em todo o estado de Pernambuco. Com os presos, os policiais encontraram uma pistola calibre 380 e uma espingarda calibre 22.
Apreensões de maconha têm se tornado cada vez mais corriqueiras no estado. No mês passado, a Polícia Federal (PF) divulgou, o resultado da 'Operação Cânhamo II', realizada em cidades do Sertão. Durante a ação foram erradicados 188 mil pés de maconha e 256 quilos da droga pronta para consumo também foram encontrados.
A operação foi realizada nas cidades de Orocó, Cabrobó, Belém do São Francisco, Dormentes, Afrânio, Santa Maria da Boa Vista, Ilhas do São Francisco, Mirandiba, Ibimirim, Petrolândia, Carnaubeira da Penha, Floresta, Betânia e Manari.
Outro caso de destaque foi o de um jovem de 26 anos que foi preso em junho, em Floresta, também no Sertão de Pernambuco, com 33 kg de maconha. De acordo com a Polícia Militar, a droga estava separada em 32 tabletes - escondidos dentro sacos, no banco traseiro de um carro. O suspeito foi abordado na PE-360, após um bloqueio policial.
Fonte: G-1 Caruaru.

Mais cotado para vice de Túlio Vieira, em Surubim, empresário Fernando Brito não teme que socialistas prejudiquem vereador Fabrício Brito

               

O empresário  Fernando Brito PTB é o nome mais cotado ocupar a vice na chapa do prefeito Túlio Vieira  PT , que disputa a reeleição.  A possibilidade passou a se trabalhada após o irmão dele, vereador Fabrício Brito, que ia disputar a prefeitura, ter a candidatura rifada no PSB.

                “Meu ‘plano A’ sempre foi Fabrício disputar a prefeitura. Ele construiu esse projeto no PSD, com o apoio de cinco vereadores eleitos, varias lideranças comunitárias, empresários, muitos amigos... existia uma expectativa muito forte. Não faria nenhum sentido ele deixar o PSD e se filiar ao PSB só para renovar mandato de vereador”, conta o empresário.


                     Fernando Brito questiona ainda o suposto critério de pesquisa eleitoral, que teria sido utilizado pelo PSB para optar pela candidatura de Ana Célia Cabral. “Acho que essa ideia está dissipada. Não valeu no PSB nem para o prefeito Geraldo Julio nem para o governador Paulo Câmara. É evidente que o nome dela apareceria melhor numa pré- campanha porque ela disputou as últimas eleições”, avalia.

                Com Fabrício fora da disputa majoritária, Fernando passou a ser cortejado para compor com o prefeito Túlio Vieira, que está sem vice. O atual, Fábio Barbosa PR, perdeu o controle do partido no município e ficou sem o aval da legenda para disputar, porque os republicanos aderiram à candidatura socialista.

                Caso Fernando aceite ocupar a vice da chapa do atual prefeito, com o apoio de Fabrício, no entanto, os irmãos Brito podem acabar desagradando  à cúpula socialista. Nos bastidores, inclusive, especula-se que Fabrício poderia até ficar sem legenda para disputar a renovação do mandato de vereador, tida como certa.


                “Não acredito que esta hipótese esteja sendo trabalhada. Por mais que a política seja um jogo sujo, me recuso a acreditar que isso possa ocorrer. Seria uma medida muito extrema, fora de contexto dos princípios da ‘nova política’ propagados pelo governo  Paulo Câmara, afinal  nós votamos nos deputados  Danilo  Cabral e Nilton Mota. Na eleição municipal passada inclusive, foi esse o cenário. Fabrício se elegeu ‘sem palanque’, embaixo, com o povão mesmo, como sempre foi. O PSD coligou com o PSB, mas Fabrício consultando o eleitorado votou em Túlio, tudo de forma transparente. Não houve desavença política ou qualquer tipo de intimidação ou ameaça. E política se faz assim, com democracia e respeito ao pluralismo de idéias”,  pondera.    


                A confirmação do nome do empresário vem sendo aguarda com expectativa entre os  defensores doa reeleição de Vieira, que consideram o nome como uma novidade capaz de potencializar bastante a campanha da reeleição do prefeito, tornando a chapa muito mais competitiva. Fernando Brito nunca disputou eleição, mas sempre esteve na linha de frente das campanhas disputadas pelo irmão.  Advogado e empresário, é um dos mais respeitados nomes do empresariado surubinense, com respaldo amplo, sobretudo, entre empreendedores locais, sociedade civil organizada e na classe formadora de opinião.  

                Por conta dessa articulação, tanto o PT, quanto o PSB, já alteram as datas das convenções partidárias várias vezes. Agora, os dois partidos fazem a convenção na mesma data, no próximo dia 5 de agosto, quando as coisas ficam, de fato, mais definidas.


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Oito anos depois, único brasileiro curado da raiva humana vive em condições precárias no interior de PE


"Medo, medo, eu não tenho não, mas fico com as pernas tremendo quando um morcego chega perto de mim”, diz, com a voz fraca, o jovem Marciano Menezes da Silva, hoje com 23 anos. Morador do município de Floresta, no Sertão de Pernambuco, 437 km distante da capital do Estado, Recife,  Marciano vai  celebrar, em 18 de setembro, oito anos de um marco na medicina mundial. Quando tinha apenas 16 anos o rapaz se tornou o primeiro brasileiro a sobreviver à raiva humana, uma doença tida como 100% fatal. Mesmo com os avanços na medicina, o jovem é apenas um dos únicos três casos do mundo de pessoas que foram curadas do vírus. 
O adolescente guerreiro, que surpreendeu até mesmo a equipe médica que o tratou no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), no Recife, convive hoje com as sequelas de uma luta árdua pela vida. Pernas e braços atrofiados lhes impedem de ter a mesma vida de antes de ser mordido no tornozelo por um morcego hematófago enquanto dormia na casa de taipa onde morava à época. As dificuldades em falar também não lhe tiram a capacidade de expressar o quanto se sente feliz em ter sobrevivido à raiva.
"O amor que eu tenho pelos meus é muito grande. Eu agradeço muito a eles por terem vencido essa batalha comigo", ressaltou Marciano que hoje vive sentado numa cadeira de balanço vendo a paisagem do Sertão, assistindo TV, tomando um bom cafezinho e curtindo seu pássaro de estimação. Ele mora com os pais e parte dos sete irmãos numa casa vizinha à de onde foi mordido pelo morcego.
O maior sonho do jovem pernambucano ainda é voltar a andar. Mas ele enfrenta dificuldades para receber os medicamentos controlados que impedem, entre outras coisas, que ele tenha crises convulsivas. Marciano também está há três meses sem passar pelas sessões de fisioterapia que deveriam lhe ajudar no processo de caminhar - ou voltar subir, sozinho, no lombo de um cavalo, como fazia antes da doença. Antes ele fazia duas sessões por semana numa unidade de saúde em Floresta e era levado ao local por um veículo cedido pela prefeitura.
Enquanto o sonho de voltar a andar não é realizado, Marciano deseja ter um pouco mais mobilidade e independência. Hoje ele não tem cadeira de rodas e fica de olho nos modelos motorizados. Mas para quem mora numa casa humilde na zona rural de Floresta, que ainda usa fogão à lenha, esse desejo vai parecendo cada vez mais distante de ser atendido.


Mesmo com as dificuldades, o jovem se mostra orgulhoso com o fato de ter sido forte o suficiente para, aos 15 anos, tornar-se o primeiro brasileiro a desafiar, e vencer, o vírus da raiva. “Quando eu contei [que fui mordido por um morcego] o povo não queria acreditar. Disseram que era mentira. Ninguém imaginava que iria acontecer uma coisa dessa”, relembrou.
Era domingo, dia 7 de setembro de 2008, quando Marciano foi atacado pelo animal. Morando a cerca de 65 km distante do centro de Floresta e sem transporte, o pai, João Menezes, só conseguiu levar o garoto a um hospital quando ele começou a perder o movimento das pernas. "No início a gente pensava que era meningite. Só depois de vários exames foi descoberto que ele estava com raiva", relembrou João. "Os médicos deram apenas 7 dias de vida ao meu filho, devido ao estado em que ele estava. Mas eu nunca desisti", disse o pai.
O TRATAMENTO - Os médicos que trataram Marciano Menezes, no Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), no Recife, não sabem especificar o que foi determinante para a cura do garoto, considerado o primeiro brasileiro a se ver livre do vírus da raiva. "Era um menino muito valente", lembrou o infectologista Vicente Vaz, que fez parte da equipe multidisciplinar que cuidou do pernambucano que passou 11 meses internado.
No período de quase um ano de internamento, o garoto foi submetido a diversos procedimentos médicos, a maior parte deles baseada no Protocolo de Milwaukee, criado pelo norte-americano Rodney Willoughby que, em 2004, conseguiu tratar uma paciente com raiva com sucesso. "Em 2005 saiu um artigo numa revista médica falando do protocolo criado pelo dr. Willoughby. Depois disso, tivemos uma paciente no Oswaldo Cruz na qual tentamos usar a técnica, mas ela morreu muito rápido. Depois, quando recebemos Marciano, eu e dr. Gustavo Trindade Filho, que era o chefe da UTI na época, decidimos tentar novamente e deu certo", contou Vicente Vaz.
Os médicos pernambucanos da equipe médica de Marciano entraram em contato com Rodney Willoughby e conseguiram reproduzir o protocolo criado pelo norte-americano, baseado nas condições do Hospital Universitário Oswaldo Cruz. "Eu mesmo não acreditava, mas o Marciano foi resistindo à infecção, o Ministério da Saúde se envolveu, o próprio Willoughby veio para o Recife, e nós conseguimos ter sucesso", ressaltou o infectologista Vicente Vaz.

Desde o caso de Marciano Menezes, curado em 2009, o HUOC não recebeu mais pacientes diagnosticados com raiva. Ele também é apenas o terceiro, no mundo, a superar a raiva, e o segundo a sobreviver, já que uma colombiana que se livrou do vírus acabou morrendo por complicações clínicas posteriores. Em todos os casos, inclusive, foi usado o protocolo de tratamento criado por Willoughby, que é baseado no uso de antivirais, sedativos e anestésicos injetáveis.
Apesar do sucesso do protocolo, o mesmo não deve ser considerado a cura para esta doença que é extremamente fatal. No mundo já foram feitas ao menos 16 tentativas desde 2004 e apenas três obtiveram sucesso. O caso bem sucedido do pernambucano Marciano, no entanto, mudou a perspectiva dos profissionais que trabalharam naquele tratamento.
"A raiva é uma doença que os médicos sempre tentavam tratar de um modo diferente, encontrar uma saída, mas nunca dava certo. Em geral, inclusive, quando recebíamos um paciente com raiva nós dávamos medicamentos para que ele sofresse menos, mas sem muitas expectativas de cura. Hoje não. Agora a gente sabe que é preciso estar sempre estudando, buscando saídas, caminhos. Acho que o caso de Marciano mudou a vida de todos que se envolveram", disse Vicente Vaz.
O médico infectologista do HUOC ainda afirmou que não é possível decretar se foi o protocolo, a infecção por um vírus mais fraco que afetou o garoto, ou a força de vontade de Marciano que foi determinante para evitar sua morte pela doença. "Acredito que foi a união dos três fatores. Sem dúvida esse menino foi muito forte em resistir a tudo que o protocolo exige que seja feito para tentar eliminar o vírus da raiva."
A DOENÇA - O ser humano contrai a raiva pela mordida e arranhões de animais contaminados pelo vírus, como cachorros, gatos, macacos e morcegos. A doença é infecciosa e leva a óbito praticamente 100% dos pacientes contaminados. Para evitar a enfermidade é preciso lavar bem o local ferido logo após a mordida e receber imediatamente o soro e ou a vacina. Salivação excessiva, convulsões, mudanças de comportamento e fortes dores de cabeça são os principais sintomas.
Em Pernambuco, desde o caso de Marciano, em 2008, não houve um novo registro de raiva em humanos. Até hoje, inclusive, apenas quatro animais domésticos foram diagnosticados com a doença, sendo dois em 2012, um em 2015 e outro este ano. No Brasil, o último caso de raiva humano registrado ocorreu em 2015. A situação aconteceu no ano passado, no Mato Grosso do Sul, mas o paciente de 38 anos faleceu seis semanas após seu internamento.
Fonte: Elvis Lima / Blog do Elvis - Floresta e Marília Banholzer / Ne 10.

Discordâncias no PT atrasam 'Carta aos Brasileiros' de Dilma

A presidente afastada, Dilma Rousseff, planeja divulgar carta à nação

A presidente afastada, Dilma Rousseff, ainda não divulgou a prometida Carta aos Brasileiros porque seus apoiadores divergem sobre o tom da mensagem. A avaliação é que, se houver chance de derrotar o impeachment, Dilma acenará para a manutenção da equipe econômica de Michel Temer. Caso o afastamento seja considerado "favas contadas", porém, o documento trará apenas diretrizes à esquerda.
A segunda alternativa é, hoje, a mais provável. Até mesmo no PT os comentários são de que "só um milagre" fará Dilma reassumir a Presidência. No julgamento final, previsto para o fim de agosto, ela precisará de ao menos 28 votos para voltar ao Planalto. Em 12 de maio, 22 dos 81 senadores foram contra a admissibilidade do impeachment. Até agora, no entanto, o grupo que apoia Dilma não conseguiu virar votos e muitos no Senado dizem que ela corre o risco de perder alguns.
Um dos assediados é o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que era do PT e foi ministro da Educação (2003-2004), demitido por telefone pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Cristovam votou a favor do impeachment, mas tem dado sinais contraditórios sobre o que pretende fazer no julgamento definitivo. Ele é um dos que defendem a permanência de Henrique Meirelles na Fazenda. O ministro de Temer foi recentemente elogiado por Dilma.
A Carta aos Brasileiros - ou à Nação - foi planejada há dois meses para ser uma espécie de "programa da volta" de Dilma. Divergências sobre seu conteúdo, porém, atrasaram a divulgação e até hoje não se sabe se Dilma vai respaldar a proposta de plebiscito para antecipar as eleições presidenciais. "Ninguém da Executiva do PT conhece essa carta, que deveria ser discutida conosco", disse o secretário de Formação Política do partido, Carlos Henrique Árabe.
Nos bastidores, o PT também vive o conflito entre os que querem começar a construir o "pós-Dilma" sem virar totalmente as costas para o Planalto e os que pregam oposição radical a Temer. "Esse jogo de aceitação do golpe é o que pode dividir o PT", disse Árabe. "Duvido que a parte do PT que deseja se conciliar com Temer deixe isso claro. Tentará esconder, apesar de ter votado em Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a presidência da Câmara." As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".
Fonte: Conteúdo Estadão

Investigação da PR sobre avião de Eduardo Campos indicia 20 pessoas


A Polícia Federal (PF) indiciou 20 investigados na Operação Turbulência, um deles indicado como operador de propinas para o senador Fernando Bezerra (PSB-PE) e para o falecido ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). Apontados como compradores do avião Cessna que vitimou o ex-candidato à Presidência da República em 2014, os empresários João Carlos Lyra Mello Filho, Eduardo Freire e Apolo Santana Vieira foram indiciados por organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, de acordo com relatório da PF.

A delegada Andréa Pinho Albuquerque atesta que os três eram “os principais integrantes” do esquema de arrecadação de recursos de lavagem de dinheiro. Como tem foro privilegiado, Bezerra responde a inquérito sobre fatos semelhantes no Supremo Tribunal Federal (STF). O indiciamento foi concluído em 15 de julho e encaminhado à 4ª Vara Federal do Recife.



A Operação Turbulência, deflagrada em 21 de junho, contou com informações compartilhadas pela Lava-Jato e só investigou pessoas sem foro privilegiado. Andrea Pinho narra a existência de “diversas pessoas, que, de forma estável, permanente e ordenada, utilizavam as contas bancárias de empresas de fachada ou fantasmas ou de ‘laranjas’ para recebimento de valores de origem espúria ou duvidosa” que, depois, eram entregues “aos seus reais destinatários, seja por meio de saque em espécie, seja por meio de transferências bancárias”.



O inquérito policial aponta que “restou clara a atuação do investigado João Carlos Lyra na condição de operador financeiro de numerários recebidos clandestinamente para abastecer ou pagar dívidas decorrentes da campanha eleitoral do falecido ex-governador Eduardo Campos”. O Inquérito 4005 do STF diz que sobrepreços em contratos na refinaria da Petrobras Abreu e Lima praticados pela empreiteira Camargo Corrêa eram “destinados provavelmente ao pagamento de dívidas de campanha do então governador Eduardo Campos à reeleição”, em 2010. 

Lyra foi reconhecido por ex-funcionários da construtora como “a pessoa encarregada de entregar a propina devida por aquela empreiteira ao ex-governador Eduardo Campos e ao senador Fernando Coelho”. No STF, apura-se a “possível interferência” do senador perante “operadores do esquema de pagamento de propinas a partidos políticos decorrentes de contratos com a Petrobras, visando a obtenção da ajuda ilícita à campanha de seu então correligionário”.



Bens confiscados - Os investigados negam as acusações. Os advogados de Lyra não quiseram comentar o indiciamento. Mas, em habeas corpus, Maurício Leite e Nabor Bulhões afirmaram que não há motivos para manter o empresário preso e que ele não oferece risco às apurações. Ele, Freire e Santana devem tentar um recurso ao STJ.


A assessoria de Bezerra destacou, ontem à noite, que ele “não é investigado na Operação Turbulência e ratifica o que afirmou no mês de junho: que não foi coordenador de nenhuma campanha de Eduardo Campos”. Naquele mês, o senador disse ainda que a apuração em Recife contraria “frontalmente” depoimentos no inquérito a que responde no STF. A advogada de Eduardo Freire, Ludmila Groch, disse que seu cliente nega os crimes, mas que não comentaria o caso. O defensor de Apolo, Ademar Rigueira, não foi localizado, assim como os demais indiciados.

Fonte: Correio Brasiliense.

PF entrega laudo indicando que Lula orientou reformas de R$ 1,2 milhão em sítio


Um laudo realizado pelo setor especializado em perícias da Polícia Federal apontou indícios de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Sila e a esposa Marisa Letícia teriam orientados reformas no sítio em Atibaia (SP). O local era frequentado pela família de Lula.
De acordo com a PF, as obras começaram a ser planejadas em setembro de 2010, e se iniciaram em novembro do mesmo ano, quando Lula estava exercendo seu segundo mandato de presidente da República.

As obras tiveram fim apenas em outubro de 2014, e o custo total foi estimado em R$ 1,2 milhão, de acordo com a perícia realizada pela PF.
Durante a reforma da cozinha da propriedade, o laudo indica que a “execução foi coordenada pelo arquiteto da empreiteira OAS, Sr. Paulo Gordilho, com conhecimento do presidente da OAS, Léo Pinheiro, e com orientação direta do ex-presidente Lula e sua esposa, conforme foi idicado nas comunicações do arquiteto da empreiteira e de Fernando Bittar”.


No laudo da PF, existem mensagens de textos interceptadas que indicam que as despesas de compra e instalação da cozinha, no sítio e em um triplex no Guarujá foram registradas em um custo da OAS denominado “Zeca Pagodinho”.
A perícia indicou que, entre 2010 e 2011, Fernando Bittar, dono do sítio no papel, havia gastado cerca de R$ 1,7 milhão com reformas e a compra do local. Porém, os rendimentos que foram declarados por Bittar em seu imposto de renda no mesmo período são incompatíveis com os gastos da propriedade rural.

Os procuradores agora estão investigando se as empreiteiras OAS e Odebrecht, além do pecuarista José Carlos Bumlai, teriam favorecido de forma ilegal o ex-presidente através de pagamentos de obras e melhorias para a casa de campo.
Em nota, a assessoria do Instituto Lula informa que não tem conhecimento desse laudo realizado pela PF.
Fonte: Jornal do Brasil.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

“Me desesperei quando dei o dinheiro e vi eles levando meu filho. Mas graças a Deus, tudo acabou bem”

                        
                       
                      O que seria uma simples viagem de carro de Surubim ao Recife transformou a quarta-feira em um dos dias mais angustiantes da vida do casal Jeová e Joana Leal, e do filho deles, Danilo e da nora Théana.

                      O empresário Jeová Leal foi vice-prefeito de Surubim e Joana Crócia foi vereadora. Atualmente, o filho, Danilo Leal é secretário municipal de Governo. Ela conversou por telefone com a reportagem do Blog.


                     
                      De acordo com a ex-vereadora, a nora seguia sozinha de Surubim para Recife para fazer exames de rotina, quando o veículo, uma Amarok, esquentou, no município de Carpina.  Danilo foi acionado pelo celular e foi socorrer a esposa com o avô.

“Lá, com o veículo já ‘frio’ ele decidiu seguir com ela para o Recife e papai voltou para Surubim. Só que depois da descida da mata de São João, o carro esquentou e eles pararam no acostamento, num local esquisito. Danilo me disse que assim que desligou o veiculo, eles foram abordados por dois homens armados que queriam dinheiro e os sequestraram, um deles assumindo o volante do veiculo, e o outro com a esposa dele no banco de trás, seguindo em direção à Arena Pernambuco”, conta.


Danilo Leal acionou a família e um dos sequestradores começou a negociação com a ex-vereadora. “Ele me disse logo para não avisar à polícia e que eles dois queiram R$ 5 mil, eu disse que só estava com R$ 2 mil naquele instante e ele mandou eu pegar esse valor  e seguir imediatamente para a Arena, mas que não avisasse a ninguém”, diz.

O casal seguiu para o local indicado, e durante a viagem, mantiveram contato com um do sequestradores e com o filho. “Eu pedia a ele o tempo todo: ‘moço, por Deus, não faça nada com meu filho, nem com minha nora. Danilo  também falava comigo, dizia: ‘a gente ta bem...não estão fazendo nada com a gente não’...e um deles falava: ‘eu vou deixar ele com o celular pra falar com a senhora, mas chegue logo”..., afirma.

A ex-vereadora conta que ao chegar no local indicado, num pequeno viaduto (passagem de nível), nas proximidades da Arena. “Pelo telefone, pediram pra gente abaixar os vidros do carro para terem certeza que eu e Jeová estávamos sozinhos. Mandaram eu seguir para uma estrada próxima a um matagal”.



DESFECHO  -  quando tudo parecia caminhar para o fim, o fato teve ainda um episódio bem traumático: “Quando entreguei o dinheiro, ele me disse que iam liberar ela, mas que Danilo ‘iria até ali próximo com eles’...fiquei vendo eles levando meu filho, até aí não tinha batido o desespero, foi realmente desesperador, horrível, não sei nem como definir o que senti, você fica completamente impotente. Mas foi algo muito rápido, quando a gente entrou no carro  e seguiu em busca de Danilo, graças a Deus o encontramos e tudo acabou bem. Sempre entrego meus filhos à Nossa Senhora, e acredito que minhas orações são atendidas”, completa.

                   Os bandidos não roubaram o veículo e além dos R$ 2 mil entregues por Joana Leal, fugiram levando também outros R$ 500 que estavam com Danilo. “Um deles era mais calmo, chegou a me dizer que só queria dinheiro e que tava fazendo aquilo porque estava com dois filhos passando fome. Tudo isso vale também de alerta para que os jovens, dos riscos que correm ao parar um carro na estrada... o melhor é tentar evitar, mesmo que prejudique muito o veículo”, aconselha. 

Golpe ? Fábio Barbosa perde direção do PR em Surubim e não pode disputar reeleição na vice de Túlio Vieira


O vice-prefeito de Surubim, Fábio Barbosa (PR), não poderá fazer parte da chapa encabeçada pelo prefeito Túlio Vieira (PT), que disputa a reeleição, porque perdeu o controle da legenda no município, e os “republicanos” foram incorporados à candidatura do PSB.

Barbosa havia se distanciado politicamente do companheiro de chapa e, nesse período, se aproximado do PSB dos deputados surubinenses Danilo Cabral e Nilton Mota, sendo inclusive colocado como possível nome para encabeçar uma chapa da oposição na disputa municipal deste ano.



Com a decisão dos socialistas em lançarem a terceira candidatura de Ana Célia Farias, dessa vez com o filho do ex-prefeito Flávio Nóbrega, Guilherme, na vice, Barbosa chegou a ter o nome lançado pelo PR para encabeçar uma chapa para disputar a prefeitura, com o aval dos deputados Sebastião Oliveira e Anderson Ferreira.

"Fábio terá nosso apreço e estaremos lá no lançamento da sua candidatura dando todo nosso apoio", disse Oliveira, ao Blog de Magno Martins na ocasião.



Entretanto, diante da evidente polarização entre as candidaturas de Túlio Vieira e Ana Célia, o atual vice decidiu reatar politicamente com o prefeito, o que desagradou o comando socialista, que teria se articulado com o deputado Sebastião Oliveira PR, para destituir Barbosa da direção local do partido, e colocar o PR a serviço da candidatura da socialista.

“Foi uma atitude antidemocrática. Querem ganhar por ‘W.O’. À tarde fiz uma reunião com os candidatos a vereador e a maioria decidiu que iríamos apoiar à reeleição do prefeito. À noite, eu estava destituído e a direção entregue, para apoiar à candidatura do PSB, sem nenhum comunicado, sem conversar. Isso é democrático?”, questiona Fábio Barbosa.



O atual vice não só discorda da terceira candidatura da socialista como afirma que o ex-prefeito é o responsável pelo desmonte do amplo palanque previsto para apoiar à campanha do PSB, e confirma o apoio ao prefeito mesmo impossibilitado de compor a chapa.

“Eu nunca votei nela, e ele é um desagregador, foi ‘pra’ lá para desunir o grupo. Apoio Túlio Vieira mesmo sem poder disputar a vice, porque o prefeito é um homem honesto, tem as mãos limpas e vem fazendo um bom trabalho, mesmo com essa crise toda. Para Surubim, o melhor é que Túlio permaneça”, afirma Barbosa.

Impedido de disputar, o vice lembra que o nome do empresário Fernando Brito PTB para ocupar a vaga e lembra ainda que outros partidos que decidiram apoiar Túlio Vieira podem sofrer a mesma intervenção, a exemplo do PPS, PTN, PMN e Solidariedade.
      

Safadão entrega doação de cachê polêmico de R$ 575 mil a instituições de caridade de Caruaru


O cachê de R$ 575 mil, que o cantor Wesley Safadão recebeu para se apresentar no São João de Caruaru deste ano, foi doado para cinco instituições de caridade desse município do Agreste de Pernambuco. Os pagamentos foram feitos na tarde desta terça-feira (26), durante coletiva de imprensa na sede da Luan Promoções, empresa responsável por gerir a carreira do artista, na Ilha do Retiro, na Zona Oeste do Recife.
Wesley afirma não guardar mágoas do episódio e se sentir muito feliz por praticar a solidariedade. Na época, três advogados entraram com uma ação popular para que a apresentação fosse cancelada , e a Prefeitura de Caruaru decidiu anular o pagamento, que acabou sendo realizado por patrocinadores. "Acho que tudo que aconteceu serviu como um grande aprendizado, e eu estou muito feliz. Eu acho que não tem um mal que não traga um bem", disse.
Todas as instituições contempladas atuam na Capital do Forró. São elas: Centro Social São José do Monte, Lar da Criança Pobre Nossa Senhora do Carmo, Centro de Educação Popular Comunidade Viva, Casa dos Pobres São Francisco de Assis e Instituto do Câncer Infantil do Agreste (ICIAH). Cada uma delas recebeu o valor de R$ 92.943,10, já que do valor total da doação foram descontados impostos.

Durante show para cerca de 100 mil pessoas no dia 24 de junho, Safadão anunciou que doaria o cachê, após uma polêmica envolvendo o valor pago ao artista. No mês passado, o Ministério Público chegou a questionar o montante, considerado muito alto em comparação com o que teria sido pago ao cantor para se apresentar em Campina Grande, na Paraíba, onde o cachê seria de R$ 195 mil, segundo a prefeitura da cidade. Já de acordo com a Luan Produções, a quantia foi de R$ 360 mil.

Safadão diz ter sido pego de surpresa pela repercussão em torno do assunto. “A gente estava numa correria muito grande no mês de junho, na estrada, nos shows. Acordei com a notícia. Meu empresário logo em seguida disse que tudo ia se resolver. E a forma como aconteceu, eu não ia dormir tranquilo”, ressalta.

Praça Wesley Safadão - Uma das entidades beneficiadas, a Casa dos Pobres São Francisco de Assis, que cuida de idosos, terá uma praça com o nome do cantor, que já foi convidado para a inauguração. “A praça vai ficar dentro da nossa instituição. Isso vai ajudar muita gente que está conosco. Hoje nós atendemos 86 pessoas”, conta o representante da instituição, Edson Antônio Bezerra.

Um dos sócios da Luan Promoções, Luiz Augusto Nóbrega, conta que a equipe recebeu pedidos de doações de várias entidades, inclusive de outras cidades. “Pedimos até a ajuda do Ministério Público porque queríamos beneficiar entidades que tivessem uma ação mais abrangente. E tinha que ser de Caruaru, como o cantor já tinha dito no show”, esclarece.


Fonte: G1 - Caruaru.

Quase metade dos municípios só tem médicos graças ao Mais Médicos, diz Humberto


Relator da Medida Provisória que tramita no Congresso Nacional e garante a prorrogação do Mais Médicos por mais três anos, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), ressaltou a importância do programa, nesta quarta-feira (27), ao lembrar que quase metade dos municípios brasileiros só tem médicos participantes do projeto. 

Segundo ele, a ampla aprovação popular do Mais Médicos se deve justamente ao fato de os profissionais chegarem aos locais mais longínquos do país, incluindo comunidades quilombolas e indígenas, e atenderem a população de forma diferenciada. 

“Quando o programa começou, havia um receio sobre a adaptação dos médicos à nova realidade de trabalho que encontrariam no país, como dificuldades com idioma, idiossincrasia, cultura, principalmente em áreas como as indígenas”, lembra. 

Hoje, porém, destaca Humberto, o medo caiu por terra. Os médicos do exterior, principalmente os cubanos, maioria do programa, ganharam o apoio da população. "A média de médico por habitante foi bastante ampliada no nosso país depois da implantação dessa política pública revolucionária da gestão de Dilma. Eles estão indo a lugares onde simplesmente não existiam profissionais da saúde", diz. 

Na última sexta-feira (22), foi realizada uma cerimônia para acolher novos profissionais do Mais Médico, que contou com a participação de alguns deles que estão entre os mais de mil que devem chegar ao Brasil até o fim de agosto para substituir médicos de Cuba que concluem atividades em território brasileiro neste ano.

Os médicos de Cuba que concluem as atividades entre agosto e outubro deste ano deverão ser substituídos a partir de novembro, depois dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e das eleições municipais.

Mas o governo interino de Michel Temer (PMDB) já anunciou que não deve promover a renovação dos demais contratos de médicos estrangeiros, razão pela qual o programa pode acabar após as eleições de outubro.

"O que faz esse governo, neste caso, é mais um desmonte de uma política pública de êxito conquistada pelos brasileiros. Em breve, a população vai estar novamente desassistida, graças a uma medida arbitrária de Temer e sua equipe. É isso o que vai provocar esse golpe, se ele for concluído", afirma o líder do PT.

Atualmente, mais de 18 mil médicos estão espalhados por todo o território nacional, garantindo atenção básica à saúde a mais de 60 milhões de pessoas, quase um terço da população brasileira, que antes era subassistida ou absolutamente desassistida nessa área.


Foto: Assessoria de Comunicação.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Ana Célia inicia terceira disputa pela Prefeitura de Surubim, com apoio do ex-adversário, Flávio Nóbrega


A candidata do PSB, Ana Célia Farias, iniciou pela periferia da cidade a terceira tentativa para conquistar a prefeitura de Surubim, encabeçando a chapa socialista.

Para a disputa deste ano, Ana Célia conta com o apoio do ex-adversário, Flávio Nóbrega, que deixou o PT e se filou ao PSB, indicando o filho, Guilherme, para vice.


Como apenas 30% do eleitorado residindo na zona rural, a estratégia adotada para a disputa começou pela periferia da cidade, onde se concentra a maior parte do eleitorado.

Embora Surubim não tenha nenhuma tradição cultural de ciranda – uma dança litorânea - a exemplo da ciranda de Lia da Ilha de Itamaracá ou a de dona Duda, da praia do Janga – a socialista deu as mãos ao médico e colocou o bloco na rua, utilizando a dança como a principal atração de eventos políticos realizados nas comunidades de Surubim.


A idéia é ‘circular’ pelos bairros, como ocorre na ciranda, e ‘cercar, envolver’ a cidade. Desses 70% dos eleitores da zona urbana, apenas 20% são da classe média, moradores do Centro da cidade, e estariam com certa resistência para aceitar o novo palanque da candidata.

Com o objetivo focado na conquista da periferia, a estratégia socialista pretende com isso influenciar a zona rural e sufocar o eleitorado do Centro.

“Se ela repetir a votação dela, e ele – Nóbrega – trouxer 30% do eleitorado dele, a gente ganha a eleição. É uma equação matemática muito simples. A gente antes era muito forte na classe média, hoje já percebemos que estamos mais firmes na periferia, que é maioria”, revela uma liderança socialista.


HISTÓRICO – Ana Célia Farias foi eleita vice em 2000, numa composição entre adversários históricos, que elegeu Humberto Barbosa (PFL),  prefeito.  

Em 2004 perdeu a reeleição com o pefelista (10.134), para o médico Flávio Nóbrega PT, eleito com 13. 792 votos.

Nas duas últimas disputas pela prefeitura, Ana Célia, encabeçou a chapa socialista, que perdeu para o PT.

Em 2008, teve 10.596 votos, contra 19. 705 de Flávio Nóbrega, que acabou reeleito.


Em 2012, atingiu 14.745 votos, sendo superada por Túlio Viera (17.167), que havia sido vice da segunda gestão Nóbrega. Agora, Ana Célia e Túlio Vieira repetem a disputa, numa conjuntura e em circunstâncias bem diferentes das enfrentadas no pleito anterior. 






Em PE, mais de 6,5 milhões estão aptos a votarem na eleição deste ano

Dos 184 municípios pernambucanos, 73 terão eleições com identificação biométrica (Foto: Ely Venâcio/ EPTV)

Pernambuco conta com 6.509.982 cidadãos aptos para participarem das eleições municipais deste ano. Esse quantitativo representa um aumento de 2,4% com relação ao número de eleitores que votaram no pleito de 2014. Esses e outros dados estatísticos foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta segunda-feira (25).

O total de eleitores em Pernambuco representa 4,5% dos 144.088.912 eleitores aptos a eleger prefeitos e vereadores no próximo dia 2 de outubro em todo o Brasil. 


O Recife concentra a maior parte dos eleitores do estado, com 1.119.271 pessoas votando na capital. Já o menor número de cidadãos que participarão das eleições é encontrado no município de Ingazeira, no Sertão pernambucano.

Das 184 cidades de Pernambuco, 73 terão eleições com identificação biométrica. Isso significa um total de 3.730.581 eleitores cadastrados, o que representa 57,3% dos aptos a votar neste ano. 

Em Olinda e Paulista, municípios da Região Metropolitana do Recife em que os cidadãos puderam se recadastrar até maio deste ano, apresentam, respectivamente, 259.335 e 193.271 pessoas aptas a participarem da votação.

Com relação ao perfil, mais da metade do eleitorado pernambucano é formada por mulheres (53%), sendo a faixa etária principal a compreendida entre 30 e 34 anos, onde se incluem 395.383 eleitoras. Entre os homens, essa faixa etária também é a mais representativa, abrangendo 354.552 eleitores.


Fonte: G1-PE.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Surubim está entre as cidades com madrugada mais fria (16,6°C) de 2016 em PE, diz Apac

SURUBIM ; Rua João Batista, no Centro da Cidade. FOTOS: Luiz Carlos Mota

Caruaru, no Agreste de Pernambuco, registrou 11,7ºC na madrugada desta quinta-feira (31), considera a menor temperatura do ano no estado, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). 
De acordo com a assessoria, "as baixas temperaturas são registradas em noites de céu claro (sem nuvens), quando ocorre grande perda de radiação da superfície da Terra para o espaço".

A Apac informou que as menores temperaturas de Pernambuco em 2016 foram registradas no Agreste, toda na madrugada desta quinta. Brejão (12,7°C), Garanhuns (15,9°C), Águas Belas (16,1°C) e Surubim (16,6°C).
TO NEM AÍ : Faé, proprietário de bar, na rua João Batista
Na Mata Sul do estado, Palmares registrou 17,9°C. No Sertão, Ibimirim teve a madrugada mais fria da região, com 13°C, seguida por Arcoverde, que atingiu 14°C. Na faixa litorânea, Goiana registrou 18,4°C.

Segundo a assessoria da Agência, "as nuvens funcionam como um cobertor, impedindo a perda de calor e a tendência é que as temperaturas permaneçam baixas durante essa madrugada, devido à pouca nebulosidade que há sobre o estado".
Fonte : G-1 / Fotos: Luiz Carlos Mota / Surubim News.