terça-feira, 19 de junho de 2018

Governador Paulo Câmara autoriza captar mais de R$ 337 milhões para obras de saneamento


O compromisso do governador Paulo Câmara em mudar a realidade do saneamento no estado deu mais um passo no dia de ontem (18), com a inclusão de 20 novos projetos para obras em várias regiões de Pernambuco, no valor de R$ 337 milhões. Hoje (19) o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, detalhou ao governador e ao secretário de Planejamento, Márcio Stefanni, a lista das obras escolhidas para inscrição no processo seletivo definido pela Instrução Normativa nº 7 de 2018, do Ministério das Cidades, para financiamento com recursos do FGTS, por meio da Caixa Econômica Federal. A reunião ocorreu no Palácio do Campo das Princesas. “Esses investimentos vão garantir ações importantes de abastecimento de água e esgotamento sanitário de nosso Plano de Governo, se juntando ao maior programa de obras que a Compesa já executou, para melhorar a qualidade de vida de milhares de pernambucanos”, afirmou Paulo Câmara.  
Dentro dos projetos apresentados, o Governo do Estado e a Compesa priorizaram obras de esgotamento sanitário nos bairros do Pina, Boa Viagem e Imbiribeira, Zona Sul do Recife, em Porto de Galinhas, município de Ipojuca, e na cidade Triunfo, no Sertão do Pajeú. Também estão na lista, dentre outras cidades, obras para melhoria do abastecimento de água de Fernando de Noronha, Vitória de Santo Antão, Salgueiro, Arcoverde e Custódia, no Sertão – para esta última cidade, está prevista a construção do Sistema Adutor partindo do Eixo Leste, para garantir segurança hídrica ao município.  

Na seleção ocorrida em 2017, 19 projetos de Pernambuco foram selecionados para serem executados com empréstimo do FGTS através do Governo do Estado e Compesa, totalizando quase R$ 1 bilhão de investimentos em saneamento. “Isso mostra nossa capacidade de elaborar projetos para captação de recursos e também de endividamento para investir em saneamento básico, aproveitando uma das poucas fontes de recursos que ainda estão disponíveis”, explica o presidente da Compesa, Roberto Tavares, pontuando que o cenário é de escassez de recursos do Orçamento da União. “Além de conseguir R$ 1 bilhão, estamos solicitando esses R$ 337 milhões para incrementar a carteira de investimentos da Compesa”, acrescenta Tavares. O resultado da seleção e respectiva contratação devem ser anunciados pelo Ministério das Cidades no mês de dezembro deste ano. 

Outras ações apresentadas por Pernambuco são as obras de melhoria e ampliação dos sistemas de abastecimento de água de Olinda, Paulista e Araçoiaba, na Região Metropolitana do Recife; de Pombos, na Zona da Mata Sul; de Sertânia e Afogados da Ingazeira, no Sertão; e dos distritos de Sapucarana e Encruzilhada de São João, em Bezerros, no Agreste. 

Ainda foram cadastradas propostas de elaboração de projetos importantes para melhoria e ampliação da infraestrutura dos sistemas de abastecimento de água das cidades de Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Surubim, Gravatá, Bonito, Bezerros, Belo Jardim, Lajedo e São Bento do Una, cidades do Agreste que irão receber água por meio das obras da Adutora do Agreste, de Serro Azul, de Moxotó e do Alto Capibaribe. O Governo do Estado e Compesa também buscam nesse processo seletivo recursos para elaborar projetos de ampliação dos Sistemas Produtores de Suape e Tapacurá, além dos sistemas de abastecimento que atendem as cidades de Ipojuca, Moreno, Olinda e Jaboatão dos Guararapes.


Fonte: Assessoria de Imprensa.

Celpe denuncia ameaça e atuação irregular de provedores clandestinos de internet


A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) apresentou à Secretaria de Defesa Social (SDS) notícia-crime relatando ameaças sofridas por equipes técnicas que realizam trabalho de remoção de fiação clandestina de telefonia e telecomunicações. A concessionária também denunciou a atuação não autorizada de provedores irregulares de internet na rede de distribuição, comprometendo o fornecimento de energia elétrica.  
Os eletricistas estão sendo hostilizados durante as operações de ordenamento de redes instaladas irregularmente e que colocam em risco a população. Diante das ameaças, a Celpe solicitou apoio policial para prosseguir com as atividades de regularização dos cabos. Pioneira no Brasil na ação de ordenamento de rede, a concessionária removeu das ruas, desde 2015, aproximadamente 26 toneladas de fiação e notificou mais de 20 operadoras.
Instalados de forma indiscriminada, os cabos de telecomunicações, além da poluição visual, podem representar riscos para a população, provocando acidentes e interrupção no fornecimento de energia. A Celpe realiza, periodicamente, a fiscalização dos postes com o objetivo de certificar se as empresas de telecomunicações possuem contrato e estão instalando corretamente os equipamentos. Ao identificar cabos instalados clandestinamente, a concessionária realiza a imediata remoção, com a finalidade de garantir a segurança da população e assegurar o suprimento de energia elétrica. No caso das operadoras que possuem contrato de compartilhamento dos postes, a companhia notifica as empresas para que regularizem a situação.
Em algumas áreas do Grande Recife, os postes estão saturados e não comportam mais a instalação de novos fios. Nas demais localidades, as operadoras interessadas em usar a estrutura da Celpe devem procurar a concessionária para formalizar projetos, em conformidade com as normas técnicas previstas na legislação vigente.  
Em 2017, equipes da companhia removeram mais de 15 toneladas de fios instalados irregularmente ou de forma clandestina em postes da concessionária. A ação abrange municípios do Grande Recife e já percorreu mais de 100 quilômetros de linhas de transmissão, identificando irregularidades em 1400 postes. Mais de 20 operadoras de telefonia foram identificadas utilizando ilegalmente as estruturas.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

terça-feira, 5 de junho de 2018

SURUBIM: Comerciante é multado pelo Ibama por maus-tratos de animal silvestre e indiciado por crime ambiental

IMAGEM:  reprodução do Relatório do Ibama

Um comerciante de Surubim foi autuado e multado em operação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nesta terça-feira(5), quando se comemora o dia do Meio Ambiente. A ação contra maus-tratos e venda de animais silvestres pela internet teve apoio da Polícia Militar e aconteceu simultaneamente em 14 estados e no Distrito Federal. Em Pernambuco, foram três autuações. Os casos foram rastreados pelo setor de inteligência do Ibama.

De acordo com o chefe do núcleo de Fiscalização do Ibama em Pernambuco, Amaro Fernandes, que conversou por telefone com nossa reportagem, "em Surubim, foi autuado Carlos Roberto Soares da Silva, de 45 anos. 'Karl Bbida', convida amigos para comer um macaco prego e tomar cachaça, na página dele do Facebook. As imagens são chocantes e mostram o macaco esquartejado, com a cabeça bem à mostra. Não sei se já retirou, normalmente, essas pessoas apagam a postagem, quando são notificadas," afirmou.

Ainda de acordo com o chefe da fiscalização, a postagem ocorreu no ano passado, mas desde então, o caso vem sendo monitorado e "o  responsável pelo ilícito foi autuado pelo Ibama por matar animal silvestre nativo, sendo aplicada multa de R$ 5 mil. O fato será comunicado ao Ministério Público, para possível denúncia de crime ambiental à Justiça", completou.

IMAGEM:  reprodução do Relatório do Ibama

DEFESA - procurado por nossa reportagem, o comerciante Carlos Roberto, ou Karl Bbidas, disse que não sabia que teria sido ele o autuado pelo Ibama em Surubim, e que viu a notícia em um telejornal da TV Globo Recife. "Eu assisti hoje no NE-TV da tarde que um comerciante de Surubim tinha sido autuado pelo Ibama, mas eu não ouvi nenhum nome. Ninguém do Ibama me procurou", declarou.


IMAGEM: Empresário enviou ao Blog a origem da postagem 

O empresário, também negou que matou o macaco prego, e que compartilhou imagens copiadas da internet. "Eu não matei macaco prego. Aliás, aqui na região nem tem macaco prego. Eu copiei e coloquei no meu face igual a esse aí [reprodução acima]. Isso é tudo montagem. Então um amigo meu falou: ' rapaz, tira isso do teu face!', e eu tirei. A gente só costuma beber com tanajura. Isso aqui tem", disse.

OUTROS CASOS - além do comerciante de Surubim, o Ibama autuou um homem no bairro da Mustardinha, na zona Oeste do Recife. Ele anunciou a venda de dois saguis em uma rede social por R$ 100 e foi multado em R$ 20 mil.

O terceiro caso, aconteceu em Serra Talhada, no Sertão. Haroldo Bauer, ou o 'rei das serpentes', como é conhecido nas redes sociais, posta vídeos mostrando habilidade com as cobras. Para cada animal mantido em cativeiro, uma multa de R$ 500.

Não houve autuação em flagrante, mas os três além da multa, vão responder por crime ambiental, cuja pena varia de seis meses a um ano de prisão.

O número do telefone do Ibama para fazer denúncias de crimes ambientais é o 0800-61-8080.

Da Redação.

SURUBIM: Prefeitura divulga programação oficial do São João 2018




A Prefeitura de Surubim divulgou, na tarde deste terça(5), a programação do São João 2018. Com o tema "O São João da Gente", as festividades terão início no dia 22 deste mês, a partir das 19h, com  encontro de quadrilhas e bacamarteiros, descendo do Pátio da Usina até o palco principal, localizado na Rua João Batista. Este ano, o homenageado será seu Noé da Ciranda, artista da cultura popular.

O evento tem apoio do governo do estado, por meio da Empetur e da Fundarpe. As atrações do palco principal seguem pelos dias 23 e 28 de junho. As principais atração são Petrúcio Amorim, Marcia Fellipe, Cristina Amaral, Forrozão Chacal, John Geração e Forró Massêta.

Além dos shows no palco principal, vai ser montada a Vila Cultural, na rua José Teteu, para manter viva as tradições do período junino e resgatar a cultura nordestina. Durante os dias 22, 23, 24 e 28, a Vila vai oferecer ao público atrações culturais a exemplo de quadrilhas juninas, bacamarteiros, roda de versos e muito forró pé de serra. 


Fonte: Assessoria de Comunicação.


sexta-feira, 1 de junho de 2018

SURUBIM: Contribuintes podem ganhar desconto para quitar débitos do IPTU de anos anterios

Imagem aérea Surubim / Google











.
Quem tem débito de anos anteriores de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) com o Município, tem agora uma boa oportunidade de quitar o débito.

Uma proposta do vereador Fabrício Brito(PSB), cujo requerimento foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores de Surubim, garante desconto de 60% em débitos com o IPTU, de exercícios anteriores a 2018. O abatimento vale para imóveis residenciais e comerciais.

"Estamos pensando no contribuinte que terá a oportunidade de regularizar a situação do seu imóvel. Quem por algum motivo, como crise, desemprego ou orçamento apertado, por tudo exemplo, pode com esse desconto obter um valor que cabe no bolso. Todo mundo quer ter seu imóvel regularizado, todo certinho. Por outro lado, o Município diminui arrecada e a Prefeitura pode investir mais em infraestrutura urbana e atender às demandas das pessoas que pagam o imposto", argumenta o presidente da Câmara Fabrício Brito(PSB).  


A dona de casa Maria do Carmo, moradora do loteamento Baraúnas, no bairro do Coqueiro, acredita que o desconto é bem-vindo e vai aliviar o bolso dos surubinenses. “Eu acho essa proposta super válida, de modo que ela não vem interferir no desenvolvimento da nossa cidade, já que a gente sabe que o IPTU ajuda no desenvolvimento de calçamento, saneamento... Mas a proposta é super conveniente, sobretudo porque o mais comum é a gente ouvir falar em aumento de imposto, de preços... então essa redução ajuda no bolso”, enfatiza.

Para o taxista Marconi Aguiar, morador do loteamento Maracajá, nessa época de crise, a proposta vai incentivar a regularização dos imóveis. “E uma chance dos proprietários de imóveis colocarem o imposto em dia. É bom ter sempre um imóvel todo em dia. Para quem é dono de comércio, e já paga muitos outros impostos, um desconto de 60% em débitos é bem atrativo”.


A empresária Gisele Almeida possui um imóvel residencial no bairro São José acredita destaca que toda redução é bem vida, mas lamenta morar em uma rua sem calçamento. "É uma resposta positiva para nós que pagamos tantos impostos. Porém, é importante que os valores dos impostos sejam  aplicados e distribuídos com mais rapidez. Na rua onde fica meu imóvel não tem calçamento”, afirma.

A proposta foi encaminhada para a Prefeitura de Surubim. De acordo com o vereador, a prefeita Ana Célia já garantiu que vai conceder o desconto, entretanto aguarda estudo da secretaria municipal de Finanças para definir se pode atender ao percentual proposto.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

SURUBIM: Católicos celebram 'Corpus Christi' confeccionando tapetes coloridos



O termo em latim "Corpus Christi" foi o campeão de buscas na internet desta quarta-feira(30), véspera do feriado. Muitos brasileiros, aproveitam para viajar ou descansar, 'imprensando' a sexta e curtindo um chamado feriadão.

O que pouca gente sabe é que Corpus Christi(31) não é feriado, mas sim ponto facultativo. Ou seja, empresas e repartições públicas não são obrigadas a liberar colaboradores e funcionários.  

Em Surubim, as repartições públicas não funcionaram e o comércio abriu parcialmente, a maior parte só no período da manhã.


Na paróquia de São José, no Centro da cidade, fiéis mantiveram a tradição católica, seguida em diversas cidades do país, e confeccionaram tapetes gigantes nas ruas, expressando mensagens de fé, paz, esperança e os ensinamentos de Jesus.


"Estão muito bonitos. Acho que a criatividade também é um dom de Deus", disse o comerciário Jessé Silva, que aproveitou a folga para admirar os tapetes com a esposa Wleyde Luna e a filha Gabrielle.


"São lindos! Veja são de pedras coloridas!", exclamou a pequena Gabriela para a mãe, a dona de casa Vera Melo.

Confeccionados com materiais simples e recicláveis, os tapetes são confeccionados pelos vários grupos integrantes da igreja.


"Cada grupo fica responsável pela criação e confecção do seu tapete. Utilizamos serragem, cal de várias cores, tampinhas de garrafas pet, plásticos e sal grosso colorido com corante de construção civil", afirmou o integrante do grupo de Treinamento de Líderes Cristãos - TLC, Everton Maciel.


Já o grupo da Pastoral da Criança, confeccionavam um tapete com a bandeira do Brasil. "Estamos pedindo paz para o nosso país", disseram as crianças.


A tarde, os fieis participaram da procissão de Corpus Christi pelas principais ruas do Centro de Surubim.

Mas o que quer dizer Corpus Christi?

'Significa, em latim, "corpo de Cristo". É uma data móvel celebrada pela Igreja Católica sempre 60 dias depois do domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. Na tradição católica, esta quinta-feira é considerada o dia no qual Jesus Cristo instituiu o sacramento da eucaristia.
De acordo com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no Corpus Christi se celebra a "presença real de Jesus Cristo no pão e no vinho".
Da Redação, com BBC Brasil.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

SURUBIM: Como município foi afetado com dez dias de paralização dos caminhoneiros brasileiros




A partir do feriado de Corpus Christi, nesta quinta Surubim(31), Surubim e municípios da região devem retomar à normalidade quotidiana, após dez dias de greve dos caminhoneiros, que afetou todo país.

Com o fim do bloqueio das estradas de acesso, de acordo com a Administração do Porto de Suape, de lá, nesta quarta-feira(30), saíram cerca de duzentos caminhões tanque carregados de combustíveis  para todo o estado.  Caminhões com gás de cozinha, que  também saíram para abastecer os municípios pernambucanos.

Aqui em Surubim, ainda na noite da véspera do feriado, chegou combustível nos postos Maracajá e no Jucazinho, na rodovia PE-90, e logo consumidores correram formaram imensas filas para abastecer.


Mas durante os dez dias da paralização, a cidade sofreu os efeitos da falta de combustíveis em todos os postos. Também faltou de gás de cozinha em todos os distribuidores. Nas ruas, a movimentação de pessoas era pouca por conta da falta de transporte.


No comércio, lojas praticamente vazia e vendedores de braços cruzados. Nos supermercados e feira livre, problemas no abastecimento. Aulas foram suspensas. Também ocorreram dificuldades nos serviços.


A economia local foi fortemente atingida. Sem diesel nos postos, os toyotas que fazem o transporte alternativo de passageiros, praticamente pararam de circular. Surubim, como cidade polo, parou de receber os consumidores das cidades vizinhas e o comércio teve as vendas bem reduzidas.


"As vendas caíram cerca de 50% a 60%, porque as pessoas de outras cidades, e mesmo as de Surubim, não saíram de casa porque ou não conseguem abastecer o carro, e não tem toyotas das cidades vizinhas para cá. Ainda conseguimos fechar vendas, mas com os consumidores que moram próximo", afirma o vendedor da Laser Eletro, Leandro Soares.


TRANSPORTE - Quem precisou de transporte para o Recife, enfrentou sérias dificuldades. Os ônibus da empresa 1002 não circularam. Os motoristas particulares, com veículos a gasolina e álcool, foram obrigados a parar. Apenas os com carros a gás puderam trabalhar, mas amargaram a queda no número de passageiros e enfrentaram tensão nas viagens.

"O movimento caiu bastante, de 75% até 90%, dependendo do dia. A gente passa por até cinco bloqueios até o Recife, fica tenso. Alí, a qualquer hora, nesses protestos, pode ter uma briga, algo mais sério. A gente teme pela segurança, nossa e do cliente", contou motorista, conhecido na praça por D-1.

Os poucos passageiros para o Recife, quem embarcou teve que pagar mais caro.Na quinta-feira(30),quando nossa reportagem conversou com os motoristas, o valor cobrado por passageiro era de R$ 30; segundo eles, em dias normais é R$ 25. Mas, de acordo com os motoristas, "houve dia que chegou a ser cobrado R$ 50 por pessoa".


Após passar alguns dias em casa, o caseiro José Ronisson, não teve como permanecer em Surubim. Ele precisa ir para Olinda, na região metropolitana do Recife.

"Eu trabalho em uma granja no bairro de Águas Compridas. Estava aqui com a família, mas tenho que ir hoje de todo jeito para trabalhar. Não sei se vai ser fácil pegar ônibus do Recife, onde vou ficar, para lá. Tomara que seja tranquilo", torcia.



Entre as cidades da região, os poucos toyotas rodaram. A professora Maria Barbosa acredita ter sorte por ter conseguido transporte de Santa Maria do Cambucá para Surubim.

"As aulas da rede Municipal de Santa Maria, onde ensino, foram suspensas. Não há transporte para a escola. Aproveitei para fazer pagamentos no banco aqui, e por sorte consegui um Toyota, mas não passamos por nenhum outro na estrada", contou.

Pouco transporte também circulando da zona rural para Surubim e da periferia para o Centro da cidade.


O 'toyoteiro' Ronaldo ou Déo, como é conhecido pelos passageiros, parou de rodar porque o veículo estava apenas com um resto de combustível. "Eu estou praticamente há oito dias sem trabalhar. Trouxe a esposa para o trabalho, loto o carro para Lagoa da Vaca e volto para casa... é assim", lamentou o morador do distrito localizado na zona rural.


Já o também 'toyoteiro' Danilo Vicente teve mais sorte. Quando começou a paralisação, ele ainda conseguiu abastecer o veiculo e armazenar combustível. "Eu ainda consegui correr abastecer e guardar dois galões de 20 litros de diesel. Como eu rodo para do bairro do Coqueiro para a cidade o percurso da viagem é menor, então estou pudendo trabalhar mas o tanque já está no fim e não tenho mais guardado", disse.


Os taxis da cidade também sofreram restrições. Os donos de veículos a gasolina e álcool só podiam aceitar viagem para bairros próximos e amargaram prejuízo. "A gente está recusando viagem até para distritos mais próximos, como Lagoa de Pedra [município de Casinhas], se não corremos o risco de ficar sem combustível na volta. Só podemos pegar viagem para os bairros próximos", contaram os taxistas da rua dr. Estácio Coimbra, umas das mais movimentadas do Centro. 

Só um taxista estava com certa autonomia. "O meu carro mesmo está em casa na garagem, sem gasolina. Eu só estou rodando porque estou com outro veículo a gás. Mesmo assim, todos nós estamos sofrendo no bolso porque desde a quinta-feira da semana passada as viagens caíram 80%, pois não há passageiros circulando no comércio", completou o também taxista Márcio Marcondes.


Já o mototaxista Aluízio Souza preferiu completar o tanque de combustível com álcool de hidratado, vendido em supermercados para seguir trabalhando. "Quando minha moto ficou com o tanque meio de gasolina, eu fui comprei dois litros de álcool a 70% no supermercado e misturei para não correr o risco de parar", disse.



ABASTECIMENTO - nos supermercados da cidade, a preocupação foi manter as prateleiras abastecidas, mesmo sem receber mercadorias. No geral, não houve desabastecimento por conta dos estoques das lojas. Alguns suspenderam o serviço de entrega das compras na residência do cliente.


"A gente não consegue receber mercadorias há uma semana. Como temos mercadoria no estoque do supermercado dá para manter o produto na prateleira", afirmaram os promotores Jane Pessoa e Bruno Rafael.


Com dez dias, as prateleiras começavam a apresentar sinais na baixa no estoque. O álcool hidratado 70% foi o primeiro item a faltar. Nas prateleira, apenas álcool a 40%. "Há dificuldades com leite e biscoitos, por exemplo. Carne, desde a quinta-feira da semana passada que não recebemos do fornecedor. Estamos atendendo com o estoque da loja, que está com cerca de 40% do total. E não suspendemos a entrega na casa do cliente", disse o gerente do supermercado Kipreço, Romildo Silva.

Em casa, ele e a esposa, Verônica Amorim, administram um restaurante de comida japonesa. "No Sushi Garagem, eu não tive como atender ao cliente porque não podemos usar peixe congelado, só resfriado e não conseguimos receber. Felizmente, nesta quinta[30] a noite vamos conseguir funcionar, entretanto vamos pagar mais caro pelo produto ao fornecedor do Recife e não vamos alterar os preços", acrescentou.



Na feira livre da cidade, os comerciantes lamentaram a impossibilidade da chegada dos itens que costumam comercializar. "A maioria da gente trabalha com frutas e verduras trazidas de Caruaru e não chega nada. O cliente chega para comprar, vê o que tem e sai comprando um pouco em cada banco, do que vai ficando. Não aumentei o preço de nada, mas estou vendendo sem renovar. O prejuízo na feira é grande para todo mundo", reclama Luciere Barbosa. 


SERVIÇOS - a estudante Tamires Maria, foi a única aluna até conseguiu chegar na escola Ana Faustina, da rede estadual, "mas não teve aula porque eu fui a única aluna da sala de aula que chegou", afirmou.


O motorista desse ônibus escolar, Joel Moraes, que também transporta alunos de outras escolas, conta que o veiculo estava abastecido, e estava com cerca de 20% dos alunos que normalmente utilizam o transporte, todos da rede estadual, que tentava retomar à normalidade. "As escolas do município e o turno da noite das escolas do estado estão com as aulas suspensas, então caiu bastante o número de alunos que a gente traz todo dia", disse.

Na Upa 24 horas de Surubim, o combustível das ambulâncias e os veículos do Samu foi suficiente para suprir a demanda nos dias da paralização. "Abastecemos todos os veículos e tínhamos disponibilidade de combustível. Neste período específico, por determinação da prefeita Ana Celia, redobramos a atenção e nos mantivemos sempre em estado de alerta 24 horas, todos os dias, para que os serviços funcionassem bem. Felizmente tudo funcionou dentro da normalidade, inclusive as transferências para o Recife. Em nenhum momento, deixamos de oferecer todos os serviços que a população tem direito, e cuja qualidade, a gestão procura melhorar diariamente", falou o enfermeiro Wagner Barbosa.

E em pleno racionamento, com água chegando nas torneiras, por apenas dois dias por mês, um cano estourado na rua, em dia de abastecimento, foi motivo de preocupação para dona Zefinha, moradora do Centro da cidade. Caso o vazamento não fosse consertado pela Compesa, ela e moradores de ruas próximas, teriam que comprar água para os próximos trinta dias.

A assessoria de imprensa da Compesa, informou que a companhia ainda estava "com dificuldades de realizar serviços de manutenção por causa da falta de combustíveis". Ainda assim, uma equipe foi enviada ao local.  Dos cinco veículos da Compesa em Surubim, apenas um estava com gasolina, na eminencia da reserva acabar.


Dona Zefinha, na plenitude dos seus 92 anos, com irretocável educação, ficou muito satisfeita com a solução do problema. Agradeceu e parabenizou a equipe. Extremante lúcida e sábia, com vitalidade física invejável e excelente conversa, ela aponta o motivo da crise brasileira e nos ensina como resolver os problemas. "O Brasil está assim porque falta Deus no coração dos políticos. Ele não ensinou nem mandou ninguém fazer nada do que eles fazem. Quanto a nós, é preciso ter fé e paciência para resolver os problemas", finaliza.     

Da Redação.    

quinta-feira, 24 de maio de 2018

MPPE recomenda que promotores de justiça instaurem inquérito criminal para coibir aumento abusivo dos preços nos postos de gasolina de todo estado



O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) publicou na noite desta terça-feira, 23 de maio, a Recomendação n.º 002/2018 a fim de que os promotores de Justiça do Estado instaurem procedimento de investigação criminal ou mesmo requisitem a instauração de inquérito policial a fim de apurar aumentos arbitrários nos preços do combustível comercializado nos postos de gasolina de todo o Estado. O aumento indiscriminado de preços, segundo a recomendação emitida pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, representa prática abusiva, sendo condenada pelo Código do Consumidor (Lei Federal n.º 8.078/1990).

A legislação proíbe aos fornecedores exigir dos consumidores vantagem indevida ou mesmo realizem elevação injustificada, conforme preconiza o inciso quinto, do artigo 39, que proíbe a conduta de: “exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva”. A prática pode resultar em diversas sanções, tais como: apreensão do produto, inutilização do produto, suspensão do fornecimento, suspensão temporária da atividade, revogação de concessão ou permissão de uso, cassação de licença do estabelecimento ou da atividade, interdição total ou parcial do estabelecimento ou até mesmo intervenção administrativa.

“Esse aumento artificial que foi amplamente noticiado no dia de hoje é considerado crime passível de detenção de dois a cinco anos, além de multa. Não podemos deixar façam uso da greve dos caminhoneiros para que os preços sejam elevados de forma exorbitante”, disse o procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros. Segundo a Lei Federal n.º 8.137/1990, que define crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo, a prática é passível de detenção de dois a cinco anos.

O aumento abusivo é ainda considerado crime contra a economia popular, sendo passível de detenção de dois a dez anos, além de resultar em multa. “É crime fazer com que se aumente o preço de um produto ou mesmo de mercadorias de forma falaciosa, por meio de notícias falsas ou qualquer outro artifício”, completou Barros.

Foto: reprodução/ TV Clube Recife.
Fonte: Assessoria de Comunicação Social.

Município da Santa Cecília/PB investe na capacitação dos professores




Professores da rede municipal de ensino da Santa Cecília, na Paraíba, participaram de capacitação profissional que discutiu a nova Base Nacional Comum Curricular,  normas do Ministério da Educação que definem a nova base curricular da Educação Básica.

No evento, que aconteceu durante dois dias (segunda/21 e terça/22), os participantes tiveram oportunidade de participar de palestras e debates sobre todos aspectos da nova BNCC.



A formação continuada incluiu ainda programas com as temáticas Ambiente Alfabetizado, A Importância de Trabalhar com Sequência Didática em Sala-de-aula, Metas para atingir a Alfabetização até o final do segundo ano e Reflexão sobre a Prática Docente.

"Temos investido na infraestrutura das escolas, na assistência aos alunos e nos professores. A capacitação dos educadores tem sido um trabalho constante da gestão Beto de Chico, pois só assim vamos melhorar a qualidade da educação oferecida pelo município", afirma o secretário Josenildo Santos.



O município da Santa Cecília, na Paraíba, que faz limite com Vertente do Lério/PE, tem dezessete escolas, sendo uma creche e uma unidade escolas na sede, e as demais na zona rural. A rede municipal atende a cerca de 1.640 alunos.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Feira da Agricultura Familiar será realizada todas as quintas-feiras em Caruaru


A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Sustentabilidade e Desenvolvimento Rural, dá sequência a Feira da Agricultura Familiar, que acontecerá todas as quintas-feiras, a partir das 5h, na Estação Ferroviária.

O objetivo é garantir mais qualidade de vida aos caruaruenses, que terão acesso a produtos de qualidade e livres de agrotóxicos, bem como, destacar a valorização do fortalecimento da agricultura familiar.

No local, serão comercializados produtos que vão desde hortaliças, frutas, verduras, tubérculos até ovos, queijo, frangos, carnes de bode, porco e boi.



Fonte: Assessoria de Imprensa.