domingo, 31 de maio de 2020

SURUBIM: Câmera de segurança desmente acusação de "vandalismo" feita pela Prefeitura


FOTO: Reprodução/WhatsApp






Ao contrário do que afirmou a Prefeitura de Surubim, não houve qualquer ato de vandalismo na recém reformada praça José de Souza Barbosa, a conhecida 'praça do antigo Cinema'.

Supostamente, um dos bancos de uma mesa para jogos teria sido quebrado, na noite da última sexta(29). A Prefeitura fez postagem denunciando o suposto ato "delituoso" e emitiu nota na qual "repudia veementemente o "ocorrido" (ver texto completo abaixo).




BANCO NEYMAR - Entretanto, por volta das 22h da mesma noite, imagens de câmeras de segurança constatam que não houve qualquer vandalismo, mas um acidente. Um vídeo mostra um cidadão sentado no banco, com os braços e a cabeça voltados sobre a mesa. Quando se movimenta um pouco, o banco descola do piso, repentinamente, o homem tomba para traz e bate com as costas e a cabeça no chão. 

"O cara só sentou no banco, o banco virou com ele...ele bateu com a cabeça e as costas no chão...olha ele esfregando a cabeça, na pancada, olhando se cortou, mas não cortou.... Nada de vandalismo, apenas, os bancos não tem estrutura de concreto, é apenas tijolo, e o banquinho, né? é só colado com argamassa, em cima dessa estrutura de tijolo. Porque o certo, para quem entente de construção civil, teria que ser feito um esqueleto de coluna, e encher de concreto, e não só colocar o tijolo. Olha aí, mais uma vez, não foi vandalismo, foi um acidente" , destaca a narração do vídeo que circula pelas mídias sociais.

Com bom humor, os novos bancos da praça tiveram o modelo identificado pelos frequentadores como 'banco Neymar: tocou, caiu!'.  

Para a prefeitura, no entanto, o caro patrimônio público teria sido destruído criminosamente por um vândalo, como mostra a postagem oficial:




" Na noite de ontem(29), ocorreu um ato de vandalismo na Praça José de Souza Barbosa, espaço recém-reformado pela gestão municipal e entregue para nossa população.      
Além de ser delituoso, é um total desrespeito aos direitos e às propriedades da nossa gente.
Por isso, a Prefeitura de Surubim lamenta e repudia veementemente o ocorrido, impulsionando os surubinenses a sempre cuidar do que é nosso para que o compromisso de cuidar das pessoas seja sempre cumprido, atendendo a todos",  afirma a postagem da Prefeitura. 

DESCULPAS - invocando o estilo 'quem viu, viu, quem não viu, não viu', após o vazamento do vídeo da câmera de segurança, a prefeitura de Surubim deu um "Ctrl del" e apagou a postagem oficial na qual acusava, mesmo sem qualquer prova, alguém de "criminoso". 

Os demais bancos não foram isolados ou sinalizados para evitar novos acidentes.

A atitude é desrespeitosa com o cidadão, e com as pessoas da cidade, de forma geral. 

A prefeitura de Surubim tem obrigação de pedir desculpas públicas a ele por ter o chamado de "vândalo", de destruidor de patrimônio público, quando na verdade ele foi vítima de acidente.

Além disso, deve cobrar responsabilidade da empresa que fez o serviço capenga, se possível dizendo quanto custou um banquinho desse. A população de Surubim merece uma explicação humilde e elegante. Assim, fica feio. 

Da Redação, Alberico Cassiano.  

sexta-feira, 29 de maio de 2020

CODID-19: Surubim chega ao 100º caso


De acordo com o mais recente boletim oficial da Covid-19 em Surubim, divulgado pela prefeitura na tarde desta sexta-feira(29), a cidade registrou o 100º (centésimo) caso confirmado do novo corona vírus.  

No dia 1o deste mês, o município tinha 5 (cinco) casos da doença. A elevação dos números constata a interiorização da pandemia,como alertou o minstério da Saúde.



De acordo com o boletim, dos 100 (cem) casos registrados, 53 (cinquenta e três) estão em tratamento e isolamento; 7 (sete) são de profissionais de saúde; e 33 (trinta e três) pessoas se recuperaram e receberem alta médica. 

Ainda de acordo com o boletim, 8 (oito) casos suspeitos aguardam resultado do teste, e 120 (cento e vinte) pessoas testaram negativo para Covid-19.

Outras 46 (quarenta e seis) pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias, e mais 98 (noventa e oito) tiveram este monitoramento concluído sem complicações médicas.




O Centro da cidade concentra o maior número de casos, 21 (vinte e um). Em segundo, o bairro São Sebastião, com 18 (dezoito), e em terceiro o bairro São José, com 9 (nove) casos.  

Juntos, o Centro, o bairro São Sebastião e a RDA somam quase metade dos casos (48%).

De acordo com o boletim, a pandemia registra casos nos bairros da Bela Vista, Cabaceira, Centro, Coqueiro, Loteamentos J. Galdino e São Tirso 3, Santo Antônio, São José e São Sebastião. 

Na zona rural, Lagoa Nova e sítio Furnas registraram o 1º caso. 

Também há casos positivos nas localidades da  Barra da Onça, Cachoeira do Taépe, Chã do Marinheiro, Diogo, Doquinhas, Mimoso e nos Sítios Cajá dos Tatus,Casés, Lério e Tatus. 

Surubim regista (sete) mortes provocadas pelo novo corona vírus, vitimando moradores do Centro, bairros Santo Antônio e São José (um caso em cada um), e na zona rural, um óbito na Cachoeira do Taépe e dois no Diogo.

Foto: Alberico Cassiano
Artes: Divulgação / Prefeitura de Surubim.
Da Redação, Alberico Cassiano. 

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Danilo Cabral articula Frente em Defesa da Liberdade de Imprensa


O deputado federal Danilo Cabral (PSB) anunciou a criação da Frente Parlamentar em Defesa da Liberdade de Imprensa no Congresso Nacional. O colegiado, de caráter suprapartidário, contará com a participação de deputados e senadores e terá como objetivo atuar para garantir a livre manifestação de pensamento, o livre exercício do jornalismo, o livre acesso à informação, bem como a plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social.

“Nossa Constituição estabelece como um dos pilares do regime democrático a liberdade de imprensa. Então, diante da escalada do autoritarismo, precisamos estar vigilantes e atuar para assegurar o cumprimento dos preceitos constitucionais”, destaca Danilo Cabral. Para o deputado, é a imprensa livre que garante o acesso à informação, com diversidade de vozes, e não pode ser alvo de censura ou patrulhamento de nenhuma forma. “Enquanto pilar de sustentação da democracia, é papel da imprensa manter uma postura crítica e independente”, acrescenta.

Danilo Cabral ressalta que, com a disseminação em massa das notícias falsas, a imprensa deve ter um protagonismo maior e sua autonomia preservada. Segundo ele, é preciso combater a divulgação das fake news, que buscam alcançar objetivos políticos e econômicos, algo possível apenas com a imprensa livre. O deputado cita a participação do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre Moraes no seminário da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), realizado hoje (27). "A liberdade de imprensa não é construída por robôs, quem são construídas por robôs são as fake news", disse o ministro no evento.

O parlamentar também critica o discurso hostil do presidente Jair Bolsonaro contra a imprensa. “O péssimo exemplo que ele dá, as agressões que tem desferido à imprensa induzem seus apoiadores a agredirem jornalistas por todo o país e em todos os ambientes de cobertura”, diz Danilo Cabral. De acordo com dados da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), o presidente promoveu 295 ataques à imprensa desde que assumiu o cargo, em 2019, até abril deste ano. São desde tentativas de descredibilização da imprensa até agressões diretas a jornalistas. 

O Brasil figura entre os países do mundo que mais viola a liberdade de expressão, segundo dados do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). A coordenadora da entidade, Renata Mielli, lamenta a institucionalização dessa violação, na medida em o presidente da República e órgãos de estado estabelecem a perseguição a jornalistas, veículos de comunicação e a comunicadores em geral. 

“Essas violações à liberdade de expressão e de imprensa, que têm a clara tentativa de calar as vozes dissonantes, de criar um obstáculo ao livre fluxo de informações, ao debate público na sociedade para que as pessoas possam ter todos os elementos a se informarem dos acontecimentos em curso no nosso país, é muito  grave. Essa Frente vem num ótimo momento, pois nós precisamos envolver um campo amplo e pluripartidário para defender a liberdade de expressão, porque sem ela não há democracia possível”, afirmou.

A Frente em Defesa da Liberdade de Imprensa, segundo Danilo Cabral, atuará na articulação e na mobilização dentro do Congresso Nacional na defesa institucional da liberdade de imprensa e de interlocução com as entidades representativas e, sobretudo, com a sociedade. Promoverá debates, simpósios, seminários e outros eventos pertinentes à liberdade de imprensa e o intercâmbio com parlamentos de outros países, assim como organizações da sociedade civil e do meio empresarial. 

“Também queremos procurar o aperfeiçoamento da legislação referente à garantia da liberdade de imprensa e apoiar as instituições interessadas na defesa da liberdade de imprensa, do livre pensamento e da democracia”, diz Danilo Cabral. O estatuto da Frente foi protocolado, na Câmara dos Deputados, juntamente com o requerimento para sua criação nesta quarta-feira (27). 

Foto: Chico Ferreira 
Fonte:Assessoria de Comunicação.

COVID-19: Centro, São Sebastião e RDA concentram quase metade dos 79 casos registrados em Surubim


O mais recente boletim com os números oficiais da Covid-19 em Surubim, divulgados na manhã desta quarta-feira(27), registra 79 casos confirmados do novo corona vírus.  

No dia 1o deste mês, o município tinha 5 (cinco) casos da doença. Em números, percentuais, a epidemia está crescendo em ritmo preocupante.

A elevação da taxa mostra a interiorização da pandemia,como alertam as autoridades da saúde.




De acordo com o boletim, até a noite desta terça-feira(26), dos 79 (setenta e nove casos registrados, 34 (trinta e quatro) estão em tratamento e isolamento; 8 (oito) são de profissionais de saúde; e 30 (trinta) pessoas se recuperaram e receberem alta médica. 

Ainda de acordo com o boletim, 13 (treze) casos suspeitos aguardam resultado do teste, e 110 (cento e duas) pessoas testaram negativo para Covid-19.

Outras 47 (quarenta e sete) pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias, e mais 88 (oitenta e oito) tiveram este monitoramento concluído sem complicações médicas.





































Os dados constatam a informação do ministério da Saúde, que aponta o aumento da Covid-19 no interior. 

Em Surubim, o Centro da cidade concentra o maior número de casos, 17 (dezessete). Em segundo, o bairro São Sebastião, com 14 (quatorze), e em terceiro o bairro São José, com 8 (oito) casos.  

Na região Central da cidade, observa-se aglomeração de pessoas sobretudo na feira livre, cujos bancos não foram afastados, e no comércio não essencial, cuja boa parte funciona com meia porta abeta. A PM faz operação para fechar o comércio não essencial, seguindo determinação do MP.

Tanto a chamada Chã de São Sebastião quanto a conhecida rua do Açude - ou agora simplesmente a RDA (São José) são bairros bem populosos e ambos ligados ao CentroJuntos, concentram quase metade dos casos registrados no município (49,36%).  
   
De acordo com o boletim, a pandemia registra casos nos bairros da Bela Vista, Cabaceira, Centro, Coqueiro, Loteamentos J. Galdino e São Tirso 3, Santo Antônio, São José e São Sebastião. 

O boletim também mostra o avanço da pandemia na zona rural. Na Cachoeira do Taépe não havia caso, ontem registrou um óbito provocado pela doença.

Também há casos positivos nas localidades da  Barra da Onça, Chã do Marinheiro, Diogo, Doquinhas, Mimoso e nos Sítios Cajá dos Tatus,Casés, Lério e Tatus. 

Surubim regista 7 (sete) mortes provocadas pelo novo corona vírus, vitimando moradores do Centro, bairros Santo Antônio e São José (um caso em cada um), e na zona rural, um óbito na Cachoeira do Taépe e dois no Diogo.

Foto: Alberico Cassiano
Artes: Divulgação / Prefeitura de Surubim.
Da Redação, Alberico Cassiano. 

terça-feira, 26 de maio de 2020

COVID-19: Ministro da Saúde alerta para aumento de casos no interior do país

FOTO: Arquivo/Blog -  Em Surubim, casos aumentaram 1.220% em maio. E o mês ainda não terminou









O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, alertou nesta segunda-feira, 25, para nova etapa do avanço da Covid-19 no Brasil, com aumento de casos em cidades do interior. "Temos o impacto das capitais e regiões metropolitanas. Esse impacto vai passar. E vamos ver espraiamento disso de alguma forma ao interior", afirmou Pazuello em videoconferência de celebração dos 120 anos da Fiocruz..

Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde (FOTO:Alan Santos/PR)
Pazuello declarou que é preciso estar preparado para o avanço da doença, preparando estruturas de cidades maiores para receber pacientes dos pequenos municípios. Para ele, capitais já mostram queda de casos. "Mas não podemos esquecer que vem ainda o impacto no interior. A gente tem de estar preparado para isso."

O ministro já havia demonstrado preocupação sobre o impacto da doença em cidades do interior na semana passada, durante reunião com conselhos de secretários estaduais e municipais de saúde.


LEIA TAMBÉM:
Em Surubim, casos aumentaram 1.220% em maio. E o mês ainda não terminou

Segundo dados de domingo, 24, do Ministério da Saúde o Brasil tem 22.666 óbitos pela COVID-19 e 363.211 casos acumulados. Destes, 149.911 pacientes já se recuperaram.

As infecções fora da capital preocupam o governo de São Paulo, por exemplo. A COVID-19 chegou na sexta-feira passada a 500 município paulistas (que tem 645 cidades), e a taxa de crescimento no interior é quase quatro vezes maior do que na capital.

Na videoconferência sobre o aniversário da Fiocruz, Pazuello falou por menos de 5 minutos.

No domingo, 24, o ministro interino esteve em manifestação pró-governo ao lado do presidente Jair Bolsonaro..

O mandatário novamente estimulou aglomerações, contrariando recomendações de autoridades de saúde sobre o distanciamento social..


Fonte: Conteúdo Estadão.

COVID-19: Danilo Cabral propõe pagamento retroativo de renda emergencial


O deputado federal Danilo Cabral (PSB) apresentou projeto de lei (2.764/2020) para assegurar o pagamento retroativo da renda emergencial básica para as pessoas que, por problemas cadastrais, não acessaram o benefício no início da provisão e posteriormente tiveram seu pedido deferido. A segunda parcela do auxílio começou a ser paga na última segunda-feira (18), mas há registros de pessoas sem acesso ao benefício. 

São 36,8 milhões de pessoas que tiveram solicitação de benefício indeferida, segundo dados do governo. Até semana passada, eram 1,5 milhão de pedidos que estavam em análise pela Dataprev e outros 4,1 milhões de pedidos seguiam aguardando processamento. Estima-se que mais de 46,2 milhões de brasileiros já receberam o auxílio. 

“Já estamos discutindo, no Congresso Nacional, a prorrogação do pagamento do auxílio emergencial, mas há problemas que não foram solucionados. Há cadastros à espera de análise e questionamentos sobre os indeferimentos. Precisamos de medidas que garantam o pagamento da renda básica às pessoas que têm direito”, justifica Danilo Cabral. 

O parlamentar destaca que vários problemas foram identificados, como o pagamento do auxílio a 70 mil militares, enquanto benefícios têm sido negados por critérios definidos pelo governo, sem previsão legal. “Além dos problemas cadastrais, as pessoas enfrentam enormes filas, implicando em atraso e prejuízo para os beneficiários. Por se tratar de falhas causadas pelo governo, a responsabilidade pelos atrasos deve ser arcada pelo próprio governo”, explica Danilo Cabral. 

Além do projeto de lei 2.764, o deputado apresentou emenda à medida provisória 959/20, autorizando lotéricas, Correios e bancos privados para a retirada do benefício, assim como o emprego das Forças Armadas para o apoio logístico. Os beneficiários que receberam o pagamento pela poupança digital da Caixa podem fazer saques nas lotéricas e nos caixas eletrônicos, desde o dia 27. Para o deputado, a ampliação das opções de pagamento do auxílio devem ser asseguradas. O PSB também apresentou emenda para excluir a exigência do CPF para acesso ao benefício. 

“Nós estamos acompanhando atentamente o atendimento à população mais vulnerável nesta crise provocada pela pandemia. É preciso garantir o acesso à renda mínima emergencial e também proteger as pessoas”, finaliza Danilo Cabral. 

Foto: Chico Ferreira 
Fonte: Assessoria de Comunicação.

segunda-feira, 25 de maio de 2020

COVID-19: Em Surubim, casos aumentam 1.220% em maio. E mês ainda não terminou


O mais recente boletim com os números oficiais da Covid-19 em Surubim, divulgados na manhã desta segunda-feira(25), registra 66 casos confirmados do novo corona vírus. Os dados trazem os números verificados até este domingo(24),faltando uma semana para terminar maio.No dia 1o deste mês, o município tinha 5 (cinco) casos da doença.

Os dados do boletim apontam um acréscimo de 61 casos, o que representa, em números percentuais, um aumento de 1.220% de casos registrados em maio, até agora. A elevação da taxa mostra a interiorização da pandemia,como alertam as autoridades da saúde.

Os casos da Covid-19 aumentaram 520% nos primeiros 15 dias de maio

Só no dia 11, os casos aumentaram 50%, em apenas 24 horas.






De acordo com o boletim desta segunda(25), dos 66 (sessenta e seis) casos registrados, 32 (trinta e dois) estão em tratamento e isolamento; 8 (oito) são de profissionais de saúde; e 21(vinte e uma) pessoas se recuperaram e receberem alta médica. 

Ainda de acordo com o boletim, 13 (treze) casos suspeitos aguardam resultado do teste, e 102 (cento e duas) pessoas testaram negativo para Covid-19.

Outras 42 (quarenta e duas) pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias, e mais 76 (setenta e seis) tiveram este monitoramento concluído sem complicações médicas.


Ainda de acordo com o boletim, a pandemia registra casos nos bairros da Bela Vista, Cabaceira, Centro, Coqueiro, Loteamentos J. Galdino e São Tirso 3, Santo Antônio, São José e São Sebastião. Também há casos positivos nas localidades da  Barra da Onça, Chã do Marinheiro, Diogo, Mimoso e nos Sítios Cajá dos Tatus,Casés, Lério e Tatus. 

Surubim regista 5 (cinco) mortes provocadas pelo novo corona vírus, vitimando moradores do Centro, bairros Santo Antônio e São José (um caso em cada um), e dois óbitos no Diogo.

Surubim ocupa a posição de número 58, com 52,7% no ranking de Isolamento Social de Pernambuco, deste domingo(24).

Artes: Divulgação / Prefeitura de Surubim.
Da Redação, Alberico Cassiano. 

COVID-19: Casinhas começa semana com terceiro melhor Índice de Isolamento Social de PE


Com percentual de 60,6%, o município de Casinhas (3º) teve o terceiro melhor índice de isolamento social,neste domingo(24), do Ranking de Isolamento Social do Estado de Pernambuco, disponível no site do Ministério Público(MPPE)

O índice ideal de isolamento é 70%. Os dados são apontados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos. A lista traz os 185 municípios pernambucanos, incluído o arquipélago de Fernando de Noronha.

Vertente do Lério (10º) aparece ente os dez melhores, com 58,7%Os dois municípios são formados essencialmente por por comunidades rurais.

Surubim ocupou a posição de número 58, com índice de isolamento de 52,7%.

Confira o a posição na lista e o índice de isolamento social das outras cidades do entorno de Surubim:

061 - Bom Jardim (52,5%)
081 - Orobó (50,7%) 
097 - João Alfredo (49,4%)
125 - Santa Maria do Cambucá (47,9)
127 - Frei Miguelinho (47,8)

Outras cidades do Agreste Setentrional:

029 - Salgadinho (55,1%)
049 - Vertentes (53,6%0
051 - Limoeiro(53,4%)
055 - Machados (52,9%)
079 - Taquaritinga do Norte (50,9%)
090 - Passira (50,1%)
118 - Toritama (48,3%)
126 - Cumaru(47,8%)
128 - São Vicente Férrer (47,6%) 
151 - Santa Cruz do Capibaribe (46,1%)
131 - Feira Nova (47,3%)

Em todo estado, as três cidades com melhor índice de isolamento são Jaqueira (62,8%), Recife (61,6%) e Casinhas (60,6%).

Já as cidades com o índice mais baixo são Calumbi (40,2%), Itacuruba (39,5%) e Santa Cruz da Baixa Verde (37,4%).

Pernambuco apresentou média de 56,6% de taxa de isolamento social. 

Da Redação, Alberico Cassiano.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

SURUBIM: "Prefeita precisa se explicar. É muita carne! Só de carne moída, são 20 mil quilos! Para quem consumir, com escolas fechadas?", questiona vereador


O advogado e vereador dr. Vavá ingressou com uma representação no Ministério Público conta a prefeita de Surubim, Ana Célia Farias, para que seja investigada a licitação - por pregão eletrônico - para comprar carnes e frios, no valor de no valor de "R$ 882.194,60 - oitocentos e oitenta e dois mil, cento e noventa e quatro reais e cinquenta centavos", realizada no dia 01 de abril, pela Prefeitura de Surubim.




Entre os itens, 20 toneladas de carne moída, 32 toneladas de frango e seis toneladas de carne de charque: A lista completa da compra inclui:

1.Carne Bovina....................1.750 kg - R$ 16,99/kg - R$ 219.732,50
2.Carne de Charque............6.000 kg - R$ 26,28/kg - R$ 157.680,00
3.Frango Resfriado............ 32.000 kg - R$   8,13/kg -R$ 260.160,00
4.Bandejas de Ovos..........  5.500  bj - R$  10,69/Bj  - R$   58.795,00
5.Carne Moída.................. 20.000 kg - R$  13,46/kg -R$ 269.200,00
6.Carne Bovina em Bife.........800 kg - R$  28,29/kg -  R$  22.632,00
7.Filé de Merluza...................1.000 kg -R$ 20,89/kg - R$  20.890,00
8.Queijo tipo Coalho................150 kg - R$ 20,70/kg - R$    3.105,00

TOTAL...............................................................................R$ 882.194,50

A representação feita ao MP do líder da oposição destaca que "devido à pandemia do Coronavírus (Covid-19) as aulas da Rede Municipal de Ensino estão suspensas", e pede a "suspensão imediata do pregão eletrônico".

"São mais de 60 mil quilos de carne. é muita carne! Só de carne moída, são 20 mil quilos! A pandemia começou em março, e aí, parece até mentira, mas, no dia 1o de abril, a prefeitura faz essa compra de mais de R$ 882 mil reais de carnes e frios. As aulas estão suspensas, e não há merenda. Os kits entregues não tem carne, nem peixe, nem ovos. Aliás, vale ressaltar que esses itens não fazem parte do cardápio da merenda, mesmo quando as escolas estão funcionando normalmente. Isso é uma vergonha. Daí, os estudantes só consomem o frango resfriado, o resto ninguém sabe...Para quem consumir? Quando? Que empresa ganhou esse pregão? A prefeita precisa se explicar, deve deixar tudo isso muito claro para toda população de Surubim", afirma o vereador dr. Vavá.



OUTRO LADO  -  a prefeitura de Surubim emitiu uma nota falando da licitação de mais de R$ 882 mil, mas não cita a empresa que ganhou a licitação nem se a compra sofrerá alteração ou redução de valor por conta da pandemia, com as escolas fechadas. Acompanhe o texto da nota:

Em resposta a matéria publicada nesse blog de notícias a Prefeitura de Surubim esclarece que o valor total da licitação é calculado em cima de uma previsão de compra para todo o ano de 2020. Essas compras são feitas tendo em vista as demandas de serviços da gestão municipal em diversas áreas, como pode ser comprovado por uma leitura atenta e apartidária do processo. 

A única compra realizada até agora, dentro desta licitação, foi no valor de R$ 6.714,00, para abastecer a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município, que está produzindo a alimentação também para o Samu e a Policlínica Estefânia Arruda de Farias, onde estão instalados os Leitos de Retaguarda da COVID-19."

Da Redação, Alberico Cassiano.

SURUBIM: Prefeitura faz licitação de R$ 882 mil para comprar carnes e frios


A Prefeitura de Surubim realizou uma licitação, na modalidade "pregão eletrônico", para "aquisição de gêneros alimentícios perecíveis - carnes e frios - a fim de atender às demandas do Poder Executivo de Surubim" , no valor de "R$ 882.194,60 - oitocentos e oitenta e dois mil, cento e noventa e quatro reais e cinquenta centavos".

De acordo com o edital, foram licitados os seguintes itens:

1.Carne Bovina....................1.750 kg - R$ 16,99/kg - R$ 219.732,50
2.Carne de Charque............6.000 kg - R$ 26,28/kg - R$ 157.680,00
3.Frango Resfriado............ 32.000 kg - R$   8,13/kg -R$ 260.160,00
4.Bandejas de Ovos..........  5.500  bj - R$  10,69/Bj  - R$   58.795,00
5.Carne Moída.................. 20.000 kg - R$  13,46/kg -R$ 269.200,00
6.Carne Bovina em Bife.........800 kg - R$  28,29/kg -  R$  22.632,00
7.Filé de Merluza...................1.000 kg -R$ 20,89/kg - R$  20.890,00
8.Queijo tipo Coalho................150 kg - R$ 20,70/kg - R$    3.105,00

TOTAL...............................................................................R$ 882.194,50

Ainda de acordo com a licitação, com data de 01 de abril de 2020, "as despesas decorrentes desta contratação estão programadas em dotação orçamentária própria, prevista no orçamento do Município de Surubim, para o exercício 2020.

OUTRO LADO  -  nossa reportagem procurou a Prefeitura e fez questionamentos específicos sobre a licitação para compra de Carnes e frios, mas não recebemos as respostas. A postagem será atualizada.








Da Redação, Alberico Cassiano.

sábado, 16 de maio de 2020

SURUBIM: Casos da Covid-19 aumentam 520% nos primeiros 15 dias de maio

ORGANIZAR: Feira  livre e pátio da feira de frutas são pontos de aglomeração

O mais recente boletim com os números oficiais da Covid-19 em Surubim, divulgados na manhã deste sábado(16),  registra 31 casos confirmados do novo corona vírus. Os dados registram os números da primeira quinzena,.

No dia 1o de maio, o município tinha 5 (cinco) casos da doença. [ver arte abaixo).




Os dados do boletim apontam um acréscimo de 26 casos, o que representa, em números percentuais, um aumento de 520% de casos registrados nos últimos 15 dias

No dia 11, os casos aumentaram 50%, em apenas 24 horas. 

Dos 31 casos registrados, 12 estão em tratamento e isolamento; sete são de profissionais de saúde; nove se recuperaram; e três não resistiram.

Ainda de acordo com o boletim, 10 casos suspeitos aguardam resultado do  teste, e 43 casos foram descartados.

Outras 43 pessoas estão sendo monitoradas com síndromes respiratórias, e mais 51 tiveram este monitoramento concluído.



Ainda de acordo com o boletim, a pandemia amplia as comunidades atingidas. Há casos da Covid-19 nos bairros do Centro, Cabaceira, Coqueiro, Loteamento São Tirso 3, Santo Antônio, São José e São Sebastião, além das localidades do Diogo, Mimoso, Sítio Cajá dos Tatus e Sítio Casés. 

ISOLAMENTO SOCIAL: de acordo com o Ranking de isolamento social, que vai de 1 a 185, Surubim ocupa a posição de número 81, com 43,6% de taxa de isolamento, nesta sexta(15). A taxa considerada ideal seria de 70%.

Confira a posição e o respectivo índice de isolamento das cidades do entorno de Surubim: 

018 - 48,6% - Vertente do Lério
035 - 46,4% - Bom Jardim
063 - 44,5% - Casinhas
065 - 44,3% - Frei Miguelinho
111 - 41,7% - Santa Maria do Cambucá
103 - 42,1% - Orobó
143 - 40,1% - João Alfredo

Ainda no Agreste Setentrional, Salgadinho aparece na 2a melhor colocação, com 54,7% de isolamento social.

O Ranking é uma ferramenta pública, disponível no site do Ministério Público de Pernambuco.Os dados são apontados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos.

LEIA TAMBÉM:

SURUBIM: Prefeitura promete afastar bancos e organizar feira para evitar aglomerações no combate ao Covid-19

SURUBIM: PM considera positivo primeiro dia de blitz para fechar comércio não essencial durante Covid-19

SURUBIM: Ministério Público e Polícia Militar fazem blitz para coibir comércio não autorizado a funcionar durante pandemia




Boletim do dia 1o de maio apontava cinco casos confirmados.




Artes: Divulgação / Prefeitura de Surubim.
Da Redação, Alberico Cassiano.