segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Governo de Pernambuco autoriza início do processo de retorno das aulas presenciais

O Governo de Pernambuco anunciou, nesta segunda-feira (31.08), durante coletiva de imprensa, a autorização para o início do processo de retomada das aulas presenciais do ensino superior, incluindo as respectivas datas para cada etapa. A permissão contempla as macrorregiões 1, 2 e 4, valendo para esta última apenas a 8ª Gerência Regional de Saúde (Geres), sediada em Petrolina. Também foi anunciada a prorrogação do decreto de suspensão das aulas da educação básica até o dia 15 de setembro. É importante lembrar que aulas práticas e práticas de estágio curricular para o ensino superior já tinham sido liberadas pelo Governo do Estado.

A retomada das aulas presenciais do ensino superior acontecerá de forma escalonada, com a primeira etapa prevista para o dia 8 de setembro. Nessa fase, as instituições de ensino só poderão receber até 25% da sua capacidade, dando prioridade aos concluintes. No dia 14 de setembro, as faculdades e universidades poderão retomar as atividades com até 50% da capacidade de estudantes. O retorno às aulas presenciais deste segmento de ensino segue nos dias 21 e 28 de setembro, estando as instituições de ensino autorizadas a retomarem as atividades com 75% e 100% de sua capacidade, respectivamente.

As instituições devem seguir todas as normas estabelecidas no protocolo setorial da educação, respeitando orientações sobre distanciamento social, medidas de proteção e prevenção, bem como de monitoramento e orientação. Até o final da próxima semana, será publicada uma nova versão do protocolo setorial.

As instituições e os estudantes decidirão sobre o início do processo de retomada das aulas presenciais, desde que observem as regras estabelecidas pelo Governo do Estado. As unidades de ensino poderão optar pela manutenção das aulas à distância ou pela retomada das aulas presenciais e oferta de ensino híbrido, combinando atividades presenciais e não presenciais.

“O Comitê de Enfrentamento à Covid-19, após análise dos números da pandemia em Pernambuco, autorizou o início da retomada das aulas presenciais nas instituições de ensino superior. Também foi levada em consideração a faixa etária desses estudantes, a grande maioria com mais de 18 anos. Mas é importante ressaltar que o plano de retomada está diretamente ligado ao monitoramento do comitê e, se necessário, esse cronograma de evolução das etapas de retorno às atividades presenciais do ensino superior poderá ser reconsiderado a partir dos dados da Covid-19”, explicou o secretário de Educação e Esportes, Fred Amancio.

CURSOS LIVRES - O Governo de Pernambuco já tinha autorizado a retomada das aulas presenciais dos cursos livres (línguas, formação e qualificação profissional, música e outros). Esses cursos são atividades de ensino que não se enquadram como educação básica ou ensino superior. Não está autorizada ainda a retomada dos cursos preparatórios para o ENEM, SSA e outros vestibulares, ou cursos de disciplinas específicas da educação básica (matérias isoladas, por exemplo), assim como os cursos técnicos do nível médio.

A retomada das aulas presenciais dos cursos livres está acontecendo de forma escalonada desde o dia 17 de agosto, etapa em que as instituições de ensino estavam autorizadas a atender estudantes a partir de 18 anos e receber até 25% da sua capacidade. No dia 24 de agosto, as instituições ofertantes de cursos livres deram início à segunda etapa da retomada, atendendo até 50% da capacidade de estudantes, com idade mínima de 15 anos. A partir desta segunda-feira (31.08), as instituições poderão contar com 75% da capacidade do corpo discente, com alunos a partir de 11 anos de idade. No dia 8 de setembro, início da última etapa, os cursos livres poderão atender a 100% da capacidade de estudantes.

Foto: Heudes Regis/SEI

ELEIÇÕES 2020: Definido time de vereadores do Republicanos de Flávio Nóbrega

A chapa proporcional do Republicanos terá vinte candidatos, sendo 14 (quatorze) homens e seis mulheres, na disputa por uma cadeira na Câmara de Vereadores de Surubim. Nossa reportagem antecipa os nomes.

A chapa majoritária 'puro sangue' do partido é encabeçada pelo ex-prefeito Flávio Nóbrega, que terá como vice  dentista Bruna Lafayette. 

Dos vereadores com mandato, disputam reeleição no palanque de Flávio Nóbrega: Anabel Negromente, Fabrício Brito, Micherlan do Mimoso e dr. Vavá.

O vereador Fred Lafayette, pai da candidata a vice, não disputa reeleição. Ele apoia o ex-secretário de Agricultura da gestão Flávio Nóbrega, Júnior Amorim.

O partido também aposta nas candidaturas do garçom Matias Diógenes, professor João Paulo e 'Nando de Chéus'.

Dois candidatos terão o apoio direto do prefeito de Orobó, Cléber Chaparral, o ex-secretário de Saúde Izaldo Andrade, e o construtor Vagner 'da Prime'.

Disputam ainda na proporcional do Republicanos, Arrudinha, 'irmão' Carlos Roberto, advogado Ayron Albuquerque [fotos acima] e Romildo da Laje.


MULHERES - Na cota feminina do partido, disputam a professora Elaine Alves, a enfermeira Paula Assis, a costureira Miriam Batista, a influenciadora digital Adriana Santos (Drica), a cantora Valda Sedícias, além da vereadora Anabel Negromonte, que vai para reeleição.

Os nomes serão oficializados na convenção do Republicanos, nesta segunda(31), às 19h, por meio on line, como prevê a Legislação Eleitoral. 

Da Redação.

ELEIÇÕES 2020: Vice de Flávio Nóbrega(Republicanos) é contra presidente Bolsonaro


A candidata a vice, na chapa majoritária do Republicanos, Bruna Lafayette, tem posicionamento político contrário ao presidente Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, a dentista postou foto do seu engajamento no movimento 'Mulheres Contra Bolsonaro'.

Ela compõe a chapa puro-sangue do Republicanos, encabeçada pelo pediatra Flávio Nóbrega , que disputa o terceiro mandato de prefeito de Surubim.

Nóbrega foi prefeito duas vezes pelo Partido dos Trabalhadores. Nesta eleição, é questionado por ter optado por um partido da chamada 'ala conservadora'. A vice, contra Bolsonaro, deixa claro o perfil 'plural' do partido.

No Recife, o presidente estadual do partido, deputado federal Silvio Costa Filho, declarou apoio ao candidato do PSB, João Campos. Em Surubim, disputa com chapa própria, contra o palanque socialista. Pragmático, Flávio Nóbrega teve que procurar um partido que garantisse a legenda para disputar a prefeitura.  

O debate terá foco na gestão local, sem prioridade da federalização da campanha. Até porque, a linha de frente do palanque socialista está repleta de admiradores declarados do presidente da República. 

O Republicanos se define no site como "um movimento político conservador" com defesa da "livre iniciativa e liberdade econômica". É conhecido como o 'partido da Igreja Universal'. Como não conseguiram viabilizar a 'Alança Nacional", Carlos e Flávio Bolsonaro, filhos do presidente, e a mãe deles, Rogéria, se filiaram ao Republicanos para esta eleição.

Da Redação.

ELEIÇÕES 2020: Flávio Nóbrega é primeiro a confirmar nome em convenção partidária

O ex-prefeito Flávio Nóbrega será o primeiro candidato a ter ser confirmado em convenção partidária, na corrida pela prefeitura de Surubim. 

O partido Republicanos oficializa o nome do médico na majoritária que deve te como vice, a dentista Bruna Lafayette, filada ao mesmo partido. 

A candidatura do médico terá o apoio de vinte candidatos a vereador, sendo 14 (quatorze) homens e seis mulheres.

Por conta da pandemia do novo corona virus, as convenções serão realizadas virtualmente, apenas para os candidatos e dirigentes do partido. Não haverá transmissão pelas redes sociais.

De acordo com apuração da nossa reportagem, participam por teleconferência, o candidato a prefeito, a vice, o presidente local do partido, Marcos Duarte, o presidente estadual, deputado federal, Silvio Costa Filho, e os vinte candidatos da proporcional.

A convenção deverá ter duração de 40 (quarenta) minutos. Deve falar apenas os candidatos majoritários e os dirigentes do partido. 

Os candidatos a vereador não vão falar, confirmam a candidatura marcando presença na tela da teleconferência da convenção.

" O carinho do povo e o calor humano sempre fizeram parte da minha trajetória política. Neste ano atípico, porém, é necessário que a gente se adapte.  É por esse motivo, e seguindo as recomendações sanitárias e regras eleitorais, que a nossa Convenção será realizada de forma virtual, hoje, às 19h. Neste primeiro momento, em respeito a estas mesmas regras, o encontro virtual será destinado apenas para os convencionais e membros do partido, não sendo possível retransmitir no Facebook ou Instagram. Após a reunião, todas as principais notícias serão repassadas", postou o médico, candidato ao terceiro mandato de prefeito de Surubim.

A convenção do Republicanos em Surubim acontece nesta segunda(31), às 19h. 

De acordo com o calendário das eleições, as convenções devem ser realizadas até o próximo dia 16 de setembro, por meio virtual, conforme determinou a Justiça Eleitoral. 


Fotos: Reprodução 

Da Redação.

Cacique Raoni, líder indígena de 89 anos, é internado com Covid-19 em Mato Grosso


O cacique Raoni Metuktire, de 89 anos, líder da etnia Kayapó, está internado em um hospital de Sinop, a 503 km de Cuiabá, com coronavírus (Covid-19). Raoni é conhecido internacionalmente pela defesa dos direitos dos povos indígenas. 

No mês de julho o cacique ficou internado por nove dias para tratar infecções no intestino. 

Em nota, o Instituto Raoni informou sobre a internação nesta segunda-feira (31):

"O motivo foi a constatação de alterações na taxa de leucócitos no sangue e sintomas de pneumonia. Exames específicos realizados-tomografia computadorizada e sorologia confirmaram Covid-19. Seu estado é bom, sem febre, respirando normalmente e sem ajuda de oxigênio", disse o instituto

A equipe médica do Hospital Dois Pinheiros confirmou que o Cacique teve Covid-19 e que exames mostram presença de anticorpos.

A pedido da família, somente foi divulgado que, caso o quadro permaneça estável, o Cacique Raoni terá alta em breve.

Ainda conforme o instituto, a idade inspira cuidados e o Cacique Raoni seguirá com assistência médica até ficar completamente recuperado.

Raoni Metuktire foi internado em um hospital de Colíder, no dia 16 de julho após passar mal. Já no dia 18 do mesmo mês ele foi transferido de avião para Sinop após complicações gastrointestinais e desidratação. 

Segundo a direção do Instituto Raoni, o cacique apresentou um quadro depressivo após a morte da mulher dele, Bekwyjkà Metuktire, no dia 23 de junho, há um mês. Ela tinha diabetes e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC). 

Ele recebeu alta médica nove dias depois.

HISTÓRICO:  O líder indígena é reconhecido internacionalmente pela luta que articula pelos povos indígenas. Em 1989, ele teve um encontro histórico com o cantor Sting durante o I Encontro dos Povos Indígenas do Xingu, em Altamira (PA).

Os dois se reencontraram em 2009 na cidade de São Paulo para conversar sobre a construção da Usina de Belo Monte.

Do G-1 MT.

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

ELEIÇÕES 2020: "Traição é palavra típica de gente incompetente e preguiçosa", afirma Flávio Nóbrega (Republicanos)


ex-prefeito (por duas vezes), Flávio Edno Nóbrega (Republicanos), foi o convidado desta sexta(28) da série de entrevistas que a Rádio Integração FM está realizando com os pré-candidatos a prefeito de Surubim

O pré-candidato do Republicanos rebateu a prefeita Ana Célia Farias(PSB), que disse ter sido "abandonada" pelo médico e pelo filho dele, vice-prefeito Guilherme Nóbrega. O ex-prefeito alegou que o afastamento se deu porque a prefeita não cumpriu as apresentadas na campanha. 

"Nunca fiz pacto nem com Tulio [Vieira] nem com Ana Celia [Farias] por secretarias nem por cargos. Nunca pedi. O que eu disse aos dois, e disse a ele, era que cumprisse o programa de governo... que nós vamos pra palanque, que a população espera que se cumpra. No programa de governo de 2016, defendido por Ana Célia e por Guilherme tinha a previsão da construção de quatro creches. Não foi feito nem uma... Nós não assumimos compromisso de cargos com ninguém. Não existe pacto nem com secretário, nem com vice, nem com vereador", afirmou. 

Em defesa do filho, o ex-prefeito, lembrou que vice não governa. Em tom crítico, Flávio Nóbrega afirmou que "traição é palavra de gente incompetente e preguiçosa".    

"Não existe pacto para dá desculpas...Quem governa é o prefeito não é o vice... para incompetência, qualquer desculpa serve. Quando você é bom, você governa no primeiro mês de governo, não tem medo, assume e governa, com obras, com ação. Essa palavra traição é típica de incompetente que não tem coragem pra trabalhar... Quando você passa sem fazer absolutamente nada e vem com essa história de cargos... Eu não assumo compromissos por cargos. Nunca quis mesmo não! Eu queria o compromisso do cumprimento do programa de governo... Não tenho compromisso com  mentiras, e nem com a preguiça. Tenho compromisso com o trabalho. Essa palavra 'traição' é típica, repito, de gente preguiçosa, que gosta de atribuir aos outros a sua incompetência! Programa de governo foi feito para ser cumprido", disse.

O ex-prefeito deixou sinalizado que a vice poderá ser a dentista Bruna Lafayette, filha do vereador Fred Lafayette, como se comenta nos bastidores. A convenção que vai oficializar a chapa deve ser a primeira entre os partidos que vão disputar as eleições. 

"Nossa convenção já é na próxima segunda-feira, dia 31, eu acho que será a primeira. Nosso grupo analisou muito [ a questão do vice]... Eu quero muito seguir essa trajetória com uma pessoa técnica, jovem, que tenha força, que junto comigo, vá buscar os caminhos de Brasília, e se for Bruna [Lafayette]... uma dentista, sabe o que é serviço público, trabalhou em toda Surubim, em coordenação de saúde bucal, inteligente... Bruna tem uma história belíssima porque é área da saúde mas poderia ser qualquer pessoa, porque nosso lema será o trabalho", finalizou.       

CLICK AQUI E OUÇA A ENTREVISTA:

As entrevistas com os pré candidatos a prefeito de Surubim, na Integração FM, são conduzidas pelos radialistas Alan Lucena e César Nascimento, no programa Plantão de Notícias, a partir das 12h10, com duração de 20 minutos.

O entrevistado da próxima segunda-feira(31) é o pré-candidato José Irineu Aguiar da Silva Júnior (PRTB).

A série de entrevistas termina na próxima terça(01), com o pré-candidato Túlio José Vieira Duda (Podemos).

O critério adotado pela emissora para a sequência de entrevistas foi o de ordem alfabética. 

Esta semana, já participaram:

Segunda(24) - Adenilson Lopes da Silva (Patriota) 
Terça(25) - Alex Fernando da Silva (P-Sol)
Quarta(26) - Ana Célia Cabral de Farias (PSB)
Quinta(27) - 
Antônio Valdi de França Sales (PSC)

LEIA TAMBÉM: 

ELEIÇÕES 2020: 

Ana Célia quer ficar mais quatro anos. Entretanto, mais sete candidatos também querem sentar 'na cadeira' da Prefeitura

Da Redação, com Integração FM.

COVID-19: Prefeitura de Surubim afirma ter recebido R$ 9 milhões para combater pandemia

A Prefeitura de Surubim declarou que recebeu R$ 9.173.425,48 (nove milhões, cento e setenta e três mil, quatrocentos e vinte e cinco reais e quarenta e oito centavos) de recursos específicos para combater o novo corona vírus, desde o início da pandemia até agora.

Por meio da Assessoria de Imprensa, a prefeitura informou que desses, R$ 3.331.729,73 (três milhões, trezentos e trinta e um mil, setecentos e vinte e nove reais e setenta e três centavos) foram repassados para o Hospital São Luiz.

A Prefeitura ficou com R$ 5.841.695,75 (cinco milhões, oitocentos e quarenta e um mil, seiscentos e noventa e cinco reais, e setenta e cinco centavos).

O dinheiro inclui ainda R$ 139.386,00 (cento e trinta e nove mil, trezentos e oitenta e seis reais) para preparar as escolas municipais para as volta as aulas.

Ainda de acordo com a Prefeitura de Surubim, as despesas estão disponíveis no portal da transparência.

Os recursos são do Fundo Nacional de Saúde (FNS) repassados para o Fundo Municipal de Saúde (FMS) de Surubim. 



Na última sexta-feira (21.08), Surubim recebeu R$ 3.482.748,66 (três milhões, quatrocentos e oitenta e dois mil, setecentos e quarenta e oito reais, e sessenta e seis centavos) para ações de combate ao novo corona vírus, de acordo com informações do COSEMS-PE (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco).

LEIA TAMBÉM:

Prefeitura de Surubim recebe mais R$ 3,4 milhões para combater pandemia

"Onde é que está essa dinheirama?", questiona prefeita Ana Celia Farias, sobre R$ 7 milhões repassados ao Município para Covid-19


Da Redação.

VERTENTES: Reforma agrária transforma fazenda de 205 hactares em Unidade Produtiva Evandro Cavalcanti

A Fazenda Barreira Vermelha, localizada em Vertentes, será transformada em Unidade Produtiva Evandro Cavalcanti, uma homenagem ao advogado surubinense, assassinado em 1987, aos 38 anos, por seu trabalho em defesa da reforma agrária. A propriedade, que foi comprada com recursos do Terra Brasil – Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF),  possui uma área de 205 hectares e atenderá 15 famílias.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (27), por Israel Crispim, coordenador do Polo Sindical do Agreste Setentrional, que abrange 15 municípios da região.










“Essa conquista se deu pela dedicação  do Sindicato de Vertentes, Iterpe  e em especial, pela nossa diretoria  de Política Agrária da Fetape, e aqui externo o meu orgulho  de fazer parte da família fetapiana e com carinho em nome do Polo, agradeço a Gil, Terezinha  e ao nosso querido assessor, Aglailson Paixão, que mesmo em tempos de pandemia, não mediu, esforços, nem dia, nem hora, para que hoje tivéssemos essa conquista”, comemorou o sindicalista nas redes sociais.

O Terra Brasil – Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, financia a compra da terra e investimentos em infraestrutura para pequenos produtores rurais.

Do Correio do Agreste.

Comércio de praia é liberado e quem teve covid pode viajar para Fernando de Noronha


O arquipélago de Fernando de Noronha vai iniciar o processo de reabertura para o turismo a partir do próximo dia 1º de setembro, quando começam a ser permitidas as visitas de turistas que tiveram diagnóstico de Covid-19 e já estão comprovadamente curados. A medida foi anunciada nesta quinta-feira (27.08), pelo Governo de Pernambuco, que também autorizou – após análises feitas pelo Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 – a retomada do comércio de praia e a reabertura dos museus e espaços de exposições, a partir da próxima segunda-feira (31.08), sempre seguindo novos protocolos de higiene, saúde e comunicação.


A medida representa o avanço para a Etapa 8 do Plano de Convivência com a Covid-19 nos municípios da Macrorregião de Saúde 1, que contempla a Região Metropolitana do Recife e a Zona da Mata. Além disso, os escritórios localizados nessa área do Estado poderão voltar a operar com 100% da capacidade. “Nesta primeira etapa de reabertura, vamos autorizar a entrada dos turistas em Fernando de Noronha respeitando um protocolo para aqueles que já tiveram a Covid-19. Ou seja, o turista que teve a doença e já está curado vai poder voltar a frequentar Noronha a partir do dia 1º de setembro”, explicou o administrador da ilha, Guilherme Rocha, em entrevista à imprensa no Palácio do Campo das Princesas.


                                                        Foto: Heudes Regis/SEI

Segundo ele, antes de desembarcar será exigido do turista a apresentação de exames, seja o RT-PCR positivo realizado há mais de 20 dias, seja o exame sorológico (IgG) positivo, que indica a presença de anticorpos contra a Covid-19. Os exames serão encaminhados à Administração, juntamente com o pagamento da Taxa de Permanência (TPA), que a partir de agora só será feito via online, reforçou Guilherme Rocha.


Por sua vez, o secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, esclareceu, na entrevista, os protocolos para reabertura do comércio nas praias na RMR. “É importante ressaltar que as prefeituras terão que fiscalizar o comércio de praia, para que sejam respeitados os protocolos. Teremos uma área de 4m x 4m para cada conjunto com um guarda-sol e quatro cadeiras, em respeito aos consumidores e turistas e aos prestadores de serviço. Os frequentadores e comerciantes têm a obrigação de usar máscaras”, advertiu Lopes, adiantando que a liberação do comércio vai aquecer a economia local, beneficiando 35 mil pessoas. Somente na área compreendida entre Recife e Jaboatão serão 815 pontos de comércio. 


A Macrorregião 2 – que engloba a IV Gerência Regional de Saúde (Geres), no Agreste, e tem Caruaru como cidade polo – vai passas para a Etapa 7 do Plano de Convivência com a Covid-19. Os serviços de alimentação e shopping centers poderão ampliar seu horário de funcionamento para as 22h. Até o momento, esses estabelecimentos funcionam das 10h às 20h (centros de compras) e das 6h às 20h (alimentação). O anúncio foi feito pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, na entrevista desta quinta-feira.


Na mesma Macrorregião 2, a cidade de Garanhuns e os demais municípios que integram a V Geres continuarão na Etapa 6 do Plano de Convivência. Na região, já estava autorizado o funcionamento de serviços de alimentação, com 50% da capacidade, além de academias de ginástica, Feira e Polo de Confecções, com novos protocolos. Nessa etapa, também estava autorizada a reabertura dos shoppings e comércio varejista de rua, com limite de 10 metros quadrados para cada cliente.


Também não haverá avanço das regras de flexibilização, na próxima semana, para as Macrorregiões 3 e 4, que contemplam as seis regionais de saúde das cidades do Sertão. As IV, X e IX Geres – que têm como cidades polo Arcoverde, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada, respectivamente – seguem na Etapa 6. Já a Macrorregião 4 permanece dividida: a VII e a VIII Geres, nas regiões de Salgueiro e Petrolina, respectivamente, continuam na Etapa 6, enquanto a IX Geres, em Ouricuri, permanece na Etapa 4.


O Governo de Pernambuco reforçou que o cronograma é dinâmico e a aplicação de novas regras para evitar a disseminação da Covid-19 depende dos dados epidemiológicos registrados pela Secretaria Estadual de Saúde. Para conferir os setores que já tiveram autorização para funcionar, com novos protocolos, é só acessar o site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br.


ELEIÇÕES 2020: "Gestantes são humilhadas em ambulâncias para terem filhos em Limoeiro, Caruaru ou Vitória", critica Valdi Sales(PSC)

pré-candidato do PSC, Antônio Valdi de França Sales foi o convidado desta quinta(27) da série de entrevistas que a Rádio Integração FM está realizando com os pré-candidatos a prefeito de Surubim.

Ex-prefeito de Vertente do Lério e ex-deputado estadual, o médico teve votação superior a três mil votos em Surubim, nas duas últimas eleições para deputado estadual. Mas para  prefeito em 2016, teve 915 votos. Questionado sobre essa diferença, atribuiu culpa ao antigo partido. 

"Houve um grande desgaste na minha campanha. Onde eu chegava nos bairros, em toda residência era um comentário geral de que eu não era candidato. Era um partido que fazia uma política errada, uma política de ‘olha, vamos barganhar com aquele partido para ele não sair candidato'. Eu estava, na época, no PP, um partido que faz esse tipo de política.... Hoje, eu estou PSC – Partido Social Cristão, porque é um partido que dá autonomia ao pré-candidato para disputar a eleição que ele queira, o que não ocorreu no partido em   que eu estava, que faz associação, que faz base ao governo do PSB. Então isso me prejudicou muito, repercutiu muito na minha campanha", disse.

O pré-candidato também afirmou que o dinheiro dos adversários acabou pesando na hora do eleitor decidir. 

"Outro fator foi a quantidade de dinheiro que derramaram na cidade de Surubim. Era uma campanha robusta em gastos. Enquanto o juiz eleitoral determinou uma campanha de R$ 120 mil, e só de multa a candidata do PSB gastou R$ 40 ou R$ 60 mil só de multas. A quantidade de dinheiro que foi gasto foi muito grande. ‘dr. Valdi’ gastou R$ 40 mil, entendeu? Isso leva uma diferença no intensão de voto do eleitor", garantiu.

O médico disse que vai priorizar a saúde, e frisou que hoje as gravidas são humilhadas na hora do parto em ambulâncias para outras cidades, e que só as que podem pagar podem ter os filhos aqui.

Meu principal projeto é levar saúde pública ao povo, como determina a Constituição. As medicações que o profissional receitar, o paciente vai levar. Assistência médica gratuita é uma obrigação do gestor público, não é favor não. Isso tem que acabar. Na assistência à gestante, ela não sabe onde será o parto. As gravidas só tem o filho aqui se tiver R$ 3 mil, R$ 4 mil ou R$ 5 mil reais para pagar. A gestão pública não garante que as gestantes tenham os filhos aqui em Surubim. Elas são humilhadas dentro de uma ambulância para Limoeiro, Caruaru, Vitória. Conosco, a gestante vai ter equipe para atender ela aqui. Resolve com R$ aproximadamente 500 mil. São R$ 30 milhões só para saúde, R$ 2,5 milhões por mês. Então resolve e ainda sobra R$ 2 milhões para Saúde. Vamos ter também cirurgião, do cidadão que sofre de vesícula, de pedra nos ruins, de próstata....e que hoje é humilhado pelo governo do estado, que não cuida nem dele, e pela gestão [municipal] atual”, completou.

CLICK AQUI E CONFIRA ÁUDIO COMPLETO DA ENTREVISTA:

As entrevistas com os pré candidatos a prefeito de Surubim, na Integração FM, são conduzidas pelos radialistas Alan Lucena e César Nascimento, no programa Plantão de Notícias, a partir das 12h10, com duração de 20 minutos.

O entrevistado desta sexta(28) é o pré-candidato do Republicanos, Flávio Edno Nóbrega. 

O critério adotado pela emissora para a sequência de entrevistas foi o de ordem alfabética. 

Esta semana, já participaram:

Segunda(24) - Adenilson Lopes da Silva (Patriota) 
Terça(25) - Alex Fernando da Silva (P-Sol)
Quarta(26) - Ana Célia Cabral de Farias (PSB)

A série de entrevistas na próxima semana:

Segunda(31) - José Irineu Aguiar da Silva Júnior (PRTB)
Terça(01) - Túlio José Vieira Duda (Podemos).

LEIA TAMBÉM: 

ELEIÇÕES 2020: 

Ana Célia quer ficar mais quatro anos. Entretanto, mais sete candidatos também querem sentar 'na cadeira' da Prefeitura

Da Redação, com Integração FM.

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

COVID-19: Prefeitura de Surubim recebe mais R$ 3,4 milhões para combater pandemia




O município de Surubim recebeu R$ 3.482.748,66 (três milhões, quatrocentos e oitenta e dois mil, setecentos e quarenta e oito reais, e sessenta e seis centavos) para ações de combate ao novo corona vírus.

O dinheiro foi transferido na última sexta-feira (21.08), do Fundo Nacional de Saúde (FNS) para o Fundo Municipal de Saúde (FMS) de Surubim. As informações são do COSEMS-PE (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco).


DINHEIRAMA:
Em maio, quando questionada pela oposição sobre outros dois repasses, que somados, ultrapassam os R$ 7 milhões, também para o 
Covid-19 a prefeita alegou que o dinheiro era utilizado, sobretudo, para 'recomposição do orçamento".

"Onde é que tá essa dinheirama que tão aí indo na rádio dizer que a gente está com muito dinheiro? Além de enfrentar uma pandemia dessa, além irem  dizer que a gente tá com uma dinheirama, porque  esse dinheiro que tá chegando é de recomposição, não estou entregando nem um carnê de IPTU na casa de um surubinense não, entendeu?" , respondeu.  

RESPOSTA: Nossa reportagem perguntou, por meio da assessoria, quanto o FMS da prefeitura de Surubim recebeu, transferidos do FNS, para ações específicas para o combate ao Covid 19, do início da pandemia até ontem, e aguarda resposta.

LEIA TAMBÉM:

"Prefeita precisa se explicar. É muita carne! Só de carne moída, são 20 mil quilos! Para quem consumir, com escolas fechadas?", questiona vereador

Da Redação.

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

ELEIÇÕES 2020: "A gente tem que escolher um vice com disposição para trabalhar", diz Ana Célia Farias(PSB)

A prefeita Ana Célia Cabral de Farias (PSB), que disputa a reeleição, foi a convidada  desta quarta(26) da série de entrevistas que a Rádio Integração FM está realizando com os pré-candidatos a prefeito de Surubim.

O destaque da entrevista foi versão da prefeita sobre o rompimento político dela com o vice-prefeito, Guilherme Nóbrega, e com o pai dele, o ex-prefeito Flávio Nóbrega. Ela disse que se sente "abandonada" por eles.

"Essa palavra rompimento não existe, exite um abandono. Não só um abandono à gestão, deles [ex-prefeito Fávio Nóbrega e o atual vice, Guilherme Nóbrega], como também um abandono do vice prefeito à cidade... Eu recebi do vice prefeito um total abandono. A gente vê aí tantos exemplos, quando a população foi tão solidária... enfrentamos uma chuva que, há 50 anos Surubim não presenciava, quando teve vários transtornos e estragos... e nesse momento de solidariedade, onde estava o vice prefeito, né? A população é testemunha... Então, cada um faz a sua parte. Eu sei que a minha parte eu estou fazendo na prefeitura, junto com toda equipe de secretários, junto com todos os funcionários... Então cada um tem o seu projeto pessoal", afirmou. 

A prefeita também revelou que convidou ex-prefeito e a esposa dele para serem secretários municipais.

"Até janeiro, a equipe, inclusive, que eles tinham indicado os nomes que estavam em trabalhos estratégicos, não tinha nem uma crítica, então depois de janeiro, que houve uma pré-candidatura, começaram as críticas. Então a população vai saber que, eu estou com minha consciência muito tranquila. Convidei tanto o ex-prefeito para ser secretário de saúde, quanto a ex-primeira dama para ser secretária de educação, e nem como pediatra ele quis dá sua contribuição e nós tivemos que trazer uma pediatra do Recife. Em muitos momentos importantes, tivemos que tomar muitas decisões difíceis, e eu estava com a equipe, mas não estava nem com o vice-prefeito, nem com o ex-prefeito, e nós construímos um programa de governo juntos", revelou.

Questionada sobre as críticas de ter deixado para trabalhar no último ano de mandato, prefeita Ana Célia Farias disse que os anos anteriores foram para "planejar" e "sanar finanças", e que agora "é o momento de fazer entregas".  

"Primeiro, nós sanamos as finanças... montamos um planejamento para recuperar essas finanças, mostramos uma gestão transparente... o primeiro ano, foi de organizar... de conhecer... fomos em Brasília, em busca de recursos..  no segundo, de fazer toda planejamento, licitação, contrato... e agora nós estamos nessa época da entrega... Demorou? Demorou, mas minha palavra está cumprida. Mas tem muito mais ainda para fazer, e é por isso que eu coloco meu nome como pré-candidata, para que a gente possa trabalhar muito mais", disse.

A prefeita disse que num eventual segundo mandato pretende buscar no governo do estado a sequencia do projeto de duplicação da PE-90 até Toritama e o fortalecimento da indústria da confecção na cidade. 

"Em quatro anos não dá para a gente realizar tudo que pactuou com a população, mas a maioria que a gente pactuou a gente está entregando...Temos ainda muitos projetos para nossa cidade. Vamos lutar junto ao governador Paulo Câmara sim, para que conclua todo esse projeto, que já começou de duplicação da PE-90 até Toritama... A vocação econômica, do comércio, da confecção...em cada casa é uma máquina e isso ajuda muito", lembrou.   

Alfinetando o atual vice, a pré-candidata disse que vai escolher um nome de "capacidade" e "disposto a trabalhar".

A gente tem que escolher um vice que tenha capacidade, que disposição para trabalhar. É uma construção coletiva, mas, sobretudo, um trabalho que ele tenha feito para o povo, numa comunidade... eu não tenho nenhum nome batido no martelo, mas as conversas estão acontecendo. Eu quero um vice que contribua como eu contribui com a gestão de Humberto Barbosa, e me ajude", finalizou.

CLICK AQUI E CONFIRA ÁUDIO COMPLETO DA ENTREVISTA:

As entrevistas com os pré candidatos a prefeito de Surubim, na Integração FM, são conduzidas pelos radialistas Alan Lucena e César Nascimento, no programa Plantão de Notícias, a partir das 12h10, com duração de 20 minutos.

O entrevistado desta quinta(27) é o pré-candidato do PSC, Antônio Valdi de França Sales.

O critério adotado pela emissora para a sequência de entrevistas foi o de ordem alfabética. 

Sexta(28) - Flávio Edno Nóbrega (Republicanos)
Segunda(31) - José Irineu Aguiar da Silva Júnior (PRTB)
Terça(01) - Túlio José Vieira Duda (Podemos).

Todos os candidatos confirmaram participação no programa.

LEIA TAMBÉM: 

ELEIÇÕES 2020: 

"Primeira coisa que tem que ser feita é uma auditoria na situação financeira da Prefeitura", afirma pré-candidato Alex Fernando(P-Sol)

"Toyotas não vão passar mais por dentro da cidade", anuncia pré-candidato Adenilson Lopes (Patriota)

Ana Célia quer ficar mais quatro anos. Entretanto, mais sete candidatos também querem sentar 'na cadeira' da Prefeitura

Integração FM entrevista candidatos que estão de olho na prefeitura de Surubim

Da Redação, com Integração FM.

Dados revelam falta de investimento do MEC na preparação do ensino básico para o pós-pandemia

Uma análise sobre a execução orçamentária do Ministério da Educação mostra que o governo federal nada tem feito para promover investimentos para uma possível retomada das aulas presenciais nas redes públicas do ensino básico. Dos R$ 2,4 bilhões que poderiam ser aplicados na preparação das escolas, apenas R$ 41,2 milhões já foram executados. Os recursos poderiam ter sido aplicados, por exemplo, na melhoria da infraestrutura, na aquisição de equipamentos. 

“A pandemia provocou o fechamento das escolas, no Brasil, em meados de março. Chegamos ao fim do quinto mês enfrentando as consequências e tentando minimizar os efeitos do novo coronavírus no país. Teria dado tempo de o MEC ter envidado esforços para ajudar estados e municípios a se prepararem para a implantação do ensino híbrido ou mesmo a retomada das aulas presenciais, quando tivermos segurança”, criticou o deputado Danilo Cabral (PSB). 

O levantamento, realizado pelo gabinete do parlamentar, com dados até agosto, mostra que no orçamento previsto para o ensino básico deste ano, duas ações são relacionadas a investimentos: apoio à infraestrutura e apoio ao desenvolvimento.  A primeira trata sobre construção, ampliação, reforma e adequação de espaços escolares e aquisição de equipamentos e teve execução de 3,99% do previsto. "Esses recursos poderiam ser utilizados na preparação das escolas para o pós-pandemia, afinal, desde março sabia-se que novos protocolos terão quer ser adotados para receber a comunidade escolar”, exemplifica Danilo Cabral. 

A execução da ação apoio ao desenvolvimento é ainda menor, de apenas 0,02%. Dos iniciais R$ 1,5 bilhão previstos no orçamento, foram pagos R$ 254,1 mil. O dinheiro deve ser aplicado em iniciativas voltadas para o desenvolvimento, a universalização e a melhoria do processo educacional em todas as etapas e modalidades da educação básica; apoio a instituições públicas de todas as esferas do governo para o desenvolvimento de ações que visem à melhoria da qualidade do ensino. Ou seja, essa rubrica permite a realização de um amplo campo de ações. “Segundo a Organização Mundial de Saúde, 39% das escolas brasileiras não têm estrutura básica para lavagem de mãos. O dinheiro poderia ter sido usado para sanar esse problema”, diz Danilo Cabral. 

O deputado lembra que a queda na arrecadação de impostos repassados à educação, provocada pela pandemia, deve gerar uma perda de R$ 31 bilhões, de acordo com dados do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária), em 2020. “Há recursos disponíveis no MEC, mas falta vontade política para utilizá-los. O novo ministro Milton Ribeiro disse que seu foco é a educação das crianças, mas não deu uma palavra sequer sobre o que pode ser feito para ajudar as escolas a se preparem para a nova realidade”, destaca Danilo Cabral. 

Na Câmara dos Deputados, tramitam projetos de lei com o objetivo de minimizar os efeitos da pandemia na educação básica, como o Plano Emergencial para a Educação, que prevê um aporte de R$ 30 bilhões na área para recompor as perdas do setor, e o de aquisição e distribuição de tablets e pacotes e internet para todos os alunos e professores do ensino básico público da rede pública. “Buscamos, no Congresso Nacional, soluções para o pós-pandemia na educação. Como o governo federal não dá as respostas necessárias, precisamos mobilizar toda sociedade para que as propostas saiam do papel”, diz Danilo Cabral. 


Foto: Chico Ferreira

Da Assessoria de Comunicação 

Programa “Ela Pode” levou qualificação para 1.250 mulheres empreendedoras durante a pandemia

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação, capacitou 1.250 mulheres empreendedoras com o programa “Ela Pode” durante o período de pandemia da Covid-19. A iniciativa, criada pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora, com o apoio do Google, será voltada para o Agreste nesta edição que terá início amanhã (27).

Francismeire Silva Melo, de 42 anos, mora e trabalha em Caruaru, e foi uma das beneficiadas pelo projeto. “Antes, eu fazia tudo, porque eu não tinha emprego. Já morei até na rua, trabalhei como costureira, doméstica, ajudante de pedreiro. Até que, de três anos para cá, eu consegui abrir a Três Sentidos por Fran”, contou a empreendedora. Ela aprendeu, em um programa de TV local, a fazer aromatizantes de ambiente gastando pouco.

“Com dinheiro emprestado, consegui fazer a minha primeira remessa. Na época, eu estava entrando em depressão, mas me redescobri. Foi muito difícil, porque no começo eu não sabia como vender. Então, procurei desenvolver o meu lado como mulher empreendedora”, confidenciou Francismeire, que mesmo durante a pandemia, buscou se especializar. “Fiz várias oficinas do ‘Ela Pode’, que praticamente me ajudaram em tudo. Hoje, eu tenho marca, conhecimento e produtos de qualidade”, contou.

Presidente da Associação de Mulheres Empreendedoras de Caruaru (AMEC), que também abriga outras artesãs, a empreendedora conseguiu fechar um contrato, em agosto, para expor seus produtos em uma loja colaborativa na sua cidade. “A história de Francismeire é emocionante, de superação e de reviravolta. É um exemplo de esperança e de que dias melhores virão”, disse o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco, Alberes Lopes.

Para a economista Virgínia Krauss, multiplicadora do programa “Ela Pode”, é muito importante acompanhar o desenvolvimento e manter o elo pós-oficinas.  “O exemplo da empreendedora Fran, que se inscreveu em nossas primeiras aulas no início da pandemia, buscando conhecimentos para atualizar seu negócio e ampliar suas vendas, é incrível. Desde a primeira oficina, ela se mostrou interessada em aplicar tudo que aprendia em sua vida e em seu negócio, trazendo, inclusive, suas experiências positivas de empreendedora para as demais mulheres”, observou a economista.

As próximas turmas do “Ela Pode”, com versões online e ao vivo, estão previstas para começar nesta quinta-feira (27.08) e no próximo dia 03 de setembro, respectivamente, sempre às 16h. A primeira com o tema Marca Pessoal, Networking e Ferramentas Digitais, e a segunda, tratando de E-Commerce.

Informações e inscrições:

27/08 – 16h: Curso sobre Marca Pessoal, Networking e Ferramentas Digitais

- Link de Inscrição: https://elapode.online/ marcapessoal

03/09 – 16h: Curso sobre E-Commerce

- Link de Inscrição: https://elapode.online/ ecommerce 



Foto : Divulgação/Seteq


Ministério Público de PE reforça apoio aos promotores do Agreste

Nesta quinta-feira, 27, às 11h, o Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) inaugura o primeiro Grupo de Apoio às Promotorias de Justiça do Agreste (GAP Agreste-MPPE), o evento ocorrerá na sede da 6ª Circunscrição Ministerial, em Caruaru, na avenida José Florêncio FIlho, no bairro Maurício de Nassau. Participam da inauguração o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros, o secretário-geral, Maviael de Souza Silva, o chefe de gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, Paulo Augusto Oliveira, o presidente do Conselho de Segurança Institucional e subprocurador-geral em Assuntos Administrativos, Valdir Barbosa; os comandantes militares da Diretoria de Interior 1 (Dinter 1), do 4ª Batalhão da Polícia Militar, e do 1ª Batalhão Integrado Especializado (Biesp).

“A implantação do GAP Agreste é a materialização do compromisso da gestão com a segurança e a integridade do maior patrimônio do Ministério Público, que são seus membros e servidores, e com a manutenção da missão institucional de atuar em defesa dos cidadãos pernambucanos. Essa descentralização do trabalho acontece, ainda, dentro de uma perspectiva de disponibilizar, de forma coletiva, o apoio aos integrantes da Instituição em situações que possam expor nossos membros e servidores a riscos. Com a implantação vamos ampliar a presença da Segurança Institucional, sem desconsiderar o suporte que já é prestado pela Polícia Militar de Pernambuco”, disse o procurador-geral de Justiça de Pernambuco, Francisco Dirceu Barros.

Por sua vez, o coordenador do Gabinete da Procuradoria Geral, promotor de Justiça Paulo Augusto Oliveira, ressalta que “a descentralização dos serviços da Assessoria de Segurança Institucional é uma grande inovação na estratégia de prestação dos serviços de segurança preventiva em prol dos membros, servidores e das instalações ministeriais, em funcionamento no país. Dessa forma, pretende-se que os riscos das atividades desenvolvidas pelos integrantes da instituição sejam minimizados, além de se permitir uma pronta atuação, quando necessário, por policiais militares treinados e capacitados. Nosso planejamento prevê a instalação de GAPS em todas as circunscrições”.

O grupo foi criado com a finalidade de descentralizar e otimizar as ações da Assessoria Ministerial de Segurança Institucional (AMSI), permitindo maior eficácia no trabalho de proteção da integridade física dos membros e servidores do MPPE, das instalações físicas e dos dados e informações sensíveis em poder da Instituição. "A instalação do GAP é uma realização da Procuradoria-Geral de Justiça que objetiva proporcionar maior dinamicidade na proteção dos membros e servidores, propiciando a implementação de uma metodologia de atendimento mais rápido em situações que possam trazer risco à vida e integridade de todos que fazem o MPPE", ressaltou o secretário-geral do MPPE, Maviael de Souza.

Funcionamento - A Instrução Normativa nº03/2020, publicada no Diário Oficial do MPPE, estabelece que as unidades serão compostas por policiais militares lotados na AMSI, que é responsável pela seleção dos profissionais. Para cada equipe do GAP será designado um comandante e a atuação do grupo será avaliada periodicamente pela AMSI. Caberá à Assessoria realizar o planejamento operacional dos grupos, bem como dar a ordem de serviço específica para cada atuação de apoio a membro ou servidor. “A criação do GAP é uma forma de ampliar as ações da AMSI. Com essa estrutura, vamos poder manter equipes de prontidão também no interior do Estado para poder atender às demandas de segurança”, complementou o assessor ministerial de Segurança Institucional, coronel André Luiz Freitas.

Cabe ao GAP executar a segurança de pessoas, áreas e instalações no âmbito das Circunscrições Ministeriais que estejam sob sua área de ação, prestando apoio aos membros no exercício das suas funções; aos membros e servidores em fiscalização de unidades prisionais e demais atividades que necessitem de segurança aproximada; bem como dar suporte a membros e servidores em situações de emergência policial.

Da Assessoria de Imprensa.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

ELEIÇÕES 2020: Três vereadores mais votados de 2016 são cotados para repetir sucesso nas urnas este ano


Os três candidatos a vereador mais bem votados em 2016 estão cotados, nos bastidores, para serem não só reeleitos, como também para figurarem, possivelmente, entre os que terão mais votos para o Legislativo de Surubim, na próxima eleição.

Existe a expectativa de que três, das treze cadeiras da Casa Euclides Mota, sigam ocupadas, na próxima legislatura, por Fabrício Brito(Republicanos), Ivete do Sindicato(PT) e Véia de Aprígio(PSB). 

Cada um dos vereadores, apoia uma das candidaturas a prefeito, com mais densidade eleitoral: Respectivamente, Flávio Nóbrega(Republicanos), Tulio Vieira(podemos) e Ana Célia Farias(PSB). Os veteranos são cotados, inclusive, para mais votados das proporcionais. 

De acordo com apuração da nossa reportagem, que conversou "em reserva" com fontes dessas três candidaturas majoritárias.

O empresário e presidente da Câmara, Fabrício Brito(Republicanos), vai disputar o quinto mandato de vereador. Na eleição passada, foi o terceiro mais votado, com 1.548 votos. É cotado para encabeçar a lista dos mais bem votados entre os vereadores que vão apoiar a candidatura a prefeito do médico e ex-prefeito (por duas vezes) Flávio Nóbrega (Republicanos). É credenciado pela geração de mais de 150 empregos com carteira assinada. Reconhecido como político hábil, ampliou as bases de apoio e investiu em estrutura de campanha. "Mais empregos e investimentos no social são e serão sempre o foco do nosso trabalho", postou. 

A vereadora Ivete do Sindicato(PT) chegou à Casa Euclides Mota como a segunda mais votada (2.451). É apontada como a mais votada entre os vereadores que vão subir no palanque de Tulio Vieira(podemos). Sempre atuante no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Surubim, é liderança prestigiada pelas comunidades rurais. No rádio, conversa e presta serviço com informações importantes para os agricultores, no tradicional programa do sindicato. Foi cotada inclusive para majoritária, mas vai para reeleição com o nome na lista dos possíveis mais votados. "Continuaremos lutando com amor e respeito a todos", afirmou nas redes sociais. 

A vereadora Véia de Aprígio saiu das urnas como a mais votada para a Câmara. É cotada novamente para ser a mais votada entre todos os candidatos ao Legislativo local. Tem o trabalho reconhecido em todo município, pela assistência que presta aos moradores de varias localidades, inclusive nas mais afastadas. Socialista tradicional, tem o respaldo das lideranças mais importantes do partido. É cotada para compor a chapa da reeleição da prefeita Ana Célia Farias (PSB), mas deve mesmo concorrer a um novo mandato, dado como certo. "O nosso compromisso de chegar mais perto e atender as demandas da população sempre será nossa prioridade", diz em postagem no Facebook.

"Esses três vereadores, Fabrício Brito, Ivete do Sindicato e Véia de Aprígio, pelo trabalho que fazem e pela estrutura que possuem, tem eleição garantida e cadeira certa na Câmara", avalia uma entrevistada.

"É claro que Véia vai ser a mais votada novamente. Não trocaria a eleição certa para ser vice de Ana Célia. Ivete teve uma boa atuação e tem o apoio do sindicato, que sempre faz um vereador. E Fabrício é um cara bem quisto, gera muitos empregos, tem apoios nas comunidades e estrutura de campanha para garantir reeleição", garante um entrevistado.    

"Embora a Câmara sempre seja renovada, as vezes até em percentuais expressivos, alguns vereadores não vão voltar mesmo. Mas esses três possivelmente devem renovar os mandatos. Isso mostra também que quando o vereador 'faz o dever de casa' as pessoas reconhecem e renovam o voto", lembra outro entrevistado, que também atua nos bastidores da política local.

De acordo com o calendário eleitoral, estabelecido com a pandemia do Covid-19, os partidos devem realizar de 31 de Agosto a 16 de setembro, por meio virtual, as convenções que definem os candidatos a prefeito, vice e os nomes dos que vão disputar as treze vagas da Câmara de Vereadores de Surubim.

Da Redação, Alberico Cassiano.