quarta-feira, 31 de março de 2021

Prefeitura de Surubim entrega kit merenda nesta quinta-feira(1). Confira itens que serão distribuídos

ENTREGA deve ocorrer quinta(1) e sexta-feira(2). Última distribuição foi em dezembro.

A  prefeitura de Surubim vai começar a distribuir, a partir desta quinta-feira(1), o kit merenda dos alunos da rede municipal de ensino. 

Mesmo com as aulas presenciais suspensas por conta da pandemia, os pais reclamam que este ano ainda não receberam qualquer item da merenda dos filhos.

O sindicato dos professores encaminhou ofício ao município, cobrando a distribuição da merenda.

Em resposta aos questionamentos da reportagem do Blog, no dia 22 de março, a Prefeitura encaminhou nota anunciando a entrega dos kits em dez dias.

De acordo com apuração da reportagem, serão dois tipos de kit. Um para os matriculados em creches, e outro para os estudantes da pré-escola, ensino fundamental e da educação de jovens e adultos.

O kit merenda das creches vai conter:

1 PCT - 1 Kg - Arroz parbolizado tipo 1
1 PCT - 1 Kg - Feijão preto tipo 1 
2 PCT - 500 g - Fubá de Milho pré-cozido tipo flocão
2 PCT - 200 g - Leite em Pó integral  
2 PCT - 500 g - Macarrão tipo espaguete
1 PCT - 400 g - Biscoito doce tipo Maria

Já o Kit merenda da pré-escola, ensino Fundamental e Eja terá:

1 PCT - 1 Kg - Arroz parbolizado tipo 1
1 PCT - 1 Kg - Feijão preto tipo 1 
2 PCT - 500 g - Fubá de Milho pré-cozido tipo flocão
1 PCT - 200 g - Leite em Pó integral  
2 PCT - 500 g - Macarrão tipo espaguete
1 PCT - 400 g - Biscoito doce tipo Maria

Nossa reportagem não consegui confirmar se serão entregue itens além dos alimentos não perecíveis, a exemplo de batata-doce ou cará, e ovos.

O primeiro carregamento com os alimentos chegou a Surubim no final da tarde desta quarta-feira(31). Para não haver necessidade de fazer entrega no feriado da sexta-feira(2), a empresa se comprometeu a entregar o segundo carregamento logo no início desta quinta(1), para que assim todas as escolas possam fazer as entregas dos kist merenda neste primeiro de abril.   

Foto: reprodução / Google.
Da Redação.

Centros de Atendimento ao Turista da Empetur retornam atividades nesta quinta-feira (1º)


A partir desta quinta-feira (1º), os Centro de Atendimento ao Turista (CATs) geridos pela Empetur retomam as atividades presenciais, após as medidas de restrições sanitárias do governo de Pernambuco.

Os espaços, que oferecem atendimento e material informativo gratuito para os visitantes, entre eles o Passaporte Pernambuco, permaneceram fechados durante o período de quarentena. Apenas os CATs do Aeroporto do Recife e do Aeroporto Nilo Coelho, em Petrolina, seguiram funcionando.

“Nossos CATs estão seguindo todos os protocolos sanitários contra a Covid-19, com distanciamento e exigindo uso de máscaras. Durante o período de restrição, demos uma pausa e estamos voltando agora. Já neste dia 1º, os visitantes e pernambucanos vão receber informações sobre os destinos, além de guias, mapas e do Passaporte Pernambuco”, explica o secretário de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes.

Os CATs localizados das Praças de Boa Viagem e do Arsenal funcionarão diariamente das 9h às 17h. O Shopping Recife funcionará de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h. No Terminal Integrado de Passageiros (TIP), os horários de atendimento seguem de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e aos sábados e feriados, das 10h às 16h.

Já os centros de atendimento situados nos aeroportos, que não tiveram suas atividades suspensas durante as medidas restritivas, mantêm o horário de funcionamento regular. No terminal da capital pernambucana, segue diariamente, das 8h às 18h. Já em Petrolina, os atendentes estão à disposição de segunda a sábado, das 11h às 16h.

Fotos: Francisco Andrade.
Fonte: Assessoria de Imprensa.

Atendendo ao polo de cofecções do Agreste, governo do estado altera horário das atividades econômicas no interior


O Novo Plano de Convivência das atividades econômicas com a Covid-19, que entra em vigor a partir desta quinta-feira (1),  terá normas diferenciadas para os municípios localizados fora da Região Metropolitana do Recife (RMR). O governo de Pernambuco publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (31) o decreto nº 50.485, que permite o funcionamento do comércio de centro e de shopping, assim como as feiras de confecções, no horário das 5h até 20h em dias úteis, respeitando o limite de até dez horas de funcionamento contínuo. Nos fins de semana, o horário será das 6h às 17h, sendo permitido o funcionamento de até oito horas contínuas. 

A mudança atende um pleito de representantes do Polo de Confecções do Agreste (Caruaru, Toritama e Santa Cruz do Capibaribe), apresentado em reunião com os secretários de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio, e do Trabalho e Qualificação, Alberes Lopes, além da secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça. 

A medida vale para as principais feiras de confecções do Agreste, mas também se estende a todos as atividades do varejo, como lojas, além de serviços como salões de beleza e escritórios. Ainda de acordo com o decreto, passa a ser decisão das prefeituras delimitar o horário de funcionamento desses serviços, de acordo com a característica da economia local.

Imagem: reprodução / Google.
Fonte: Assessoria de Imprensa.

Prefeitura de Caruaru intensifica testagem rápida de Covid-19 em feirantes e clientes da Ceaca

A Prefeitura de Caruaru, por meio da Central de Abastecimento (Ceaca), em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde, segue realizando ações de testagem para diagnóstico da Covid-19 em comerciantes de serviços essenciais e compradores que frequentam a Ceaca.

Na manhã desta quarta-feira (31), a ação preventiva realizou 107 exames de testagem rápida. Na ocasião, comerciantes e compradores receberam orientações sobre a necessidade de manter a higienização das mãos e o uso correto da máscara de proteção facial, bem como foi feita a aferição de temperatura das pessoas que estiveram no local. 

A presidente da Ceaca, Thallyta Figueroa, ressaltou que a testagem rápida seguirá sendo realizada semanalmente na Central de Abastecimento de Caruaru, tendo como objetivo identificar possíveis assintomáticos e evitar a propagação da doença em pessoas que não sabem do diagnóstico. 

“O município tem se preocupado, vem fazendo muitos esforços e tomando medidas severas para reduzir os casos de coronavírus por toda a cidade. E, com isso, firmamos parceria com a Secretaria Municipal de Saúde para realizarmos constantemente ações de testagens com a população que frequenta a Central de Abastecimento”, disse. 

Segundo o secretário municipal de Saúde de Caruaru, Breno Feitoza, ações como essa é uma das maneiras mais eficazes de evitar a proliferação do novo coronavírus. “Nosso objetivo é reforçar as medidas de proteção e prevenção contra a Covid-19 junto aos feirantes e compradores que circulam na Ceaca, além de realizar o monitoramento de pessoas que já tiveram contato com a doença", explicou.














Fonte: Assessoria de Imprensa.

Emenda de Danilo Cabral pede prioridade para vacinação dos trabalhadores da educação


A inclusão dos trabalhadores da educação do Ensino Básico em exercício nos ambientes escolares entre os grupos prioritários de vacinação foi pedida por um grupo de parlamentares, entre eles o deputado Danilo Cabral, líder do PSB na Câmara. Eles assinaram uma emenda ao projeto de lei 1.011/2021, que será analisado em regime de urgência hoje (31) no Plenário da Casa.  


“Precisamos pensar numa retomada urgente do ensino básico do país, no entanto, para isso, é necessário garantir segurança e proteção dos profissionais que estão em exercício na educação básica. Significa que devemos priorizá-los na imunização”, afirma Danilo Cabral. Ele destaca que há muitos casos de infecção e óbitos dessa categoria no retorno de suas atividades em vários estados.


Os profissionais da educação básica ocupam, atualmente, a 17ª posição entre os grupos prioritários definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, estão atrás, por exemplo, da população privada de liberdade. 


“A educação, durante a pandemia, já foi extremamente prejudicada e todos pagam a conta: alunos, família, profissionais da educação e o país”, declarou a deputada Professora Dorinha Seabra, presidente da Comissão de Educação e uma das autoras da emenda. Danilo complementa: “O Ministério da Educação está totalmente ausente das ações de combate à pandemia, não fomentou políticas públicas sequer para assegurar o acesso dos estudantes ao ensino remoto”, criticou. 


O PL 1.1011/2021 prevê o acesso a vacinas a todos os caminhoneiros e profissionais responsáveis pelos transportes de cargas durante o período de pandemia do novo coronavírus. Além dos trabalhadores da educação, Danilo Cabral apresentou emenda para a inclusão dos profissionais do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) entre os grupos prioritários. 


Fonte: Assessoria de Imprensa. 

terça-feira, 30 de março de 2021

Após 16 anos, prefeitura de Bom Jardim distribui peixe na Semana Santa


Após 16 anos, a prefeitura de Bom Jardim fará distribuição de peixe com os moradores, durante o período da Semana Santa. A entrega acontece a partir das 7h da manha desta quarta-feira(31), em vários pontos do município. 

A última vez que a população recebeu peixe foi em 2004, último ano da gestão do então prefeito Fabinho Rufino.    

No primeiro ano como prefeito, professor Janjão(PL), anunciou a distribuição de 18 toneladas e convocou os moradores para receberem o peixe, por meio das redes sociais.

    


"Nós iremos distribuir 18 toneladas de peixe, e mais de oito mil pessoas irão receber o peixe. A distribuição será feita para  pessoas que fazem parte do Cadastro Único no município. Isso é importante, neste momento que o Brasil atravessa, diante de tantas dificuldades", pontuou o prefeito. Ele disse ainda que os peixes estão devidamente acondicionados em câmara frigorífica.

Os moradores inscritos no CadÚnico receberam fichas para fazer a retirada do peixe. A prefeitura pede que todos não esqueçam de usar máscara. Em todos os pontos, a distribuição será feita obedecendo os protocolos de segurança.

Folha atrasada começa a ser paga

A prefeitura de Bom Jardim anunciou ainda que, também nesta quarta-feira(31), faz o pagamento da primeira parcela da folha de dezembro de 2020, que não foi paga pela gestão anterior. De acordo com a prefeitura "foram deixados mais de R$ 1 milhão em salários atrasados dos servidores municipais, os quais serão quitados em 6 parcelas consecutivas".

Distribuição dos Kist Merenda

Nesta terça-feira(30), os pais dos alunos da rede municipal de ensino receberam os kits merenda, distribuídos em todas as escolas. Foram investidos R$ 600 mil, sendo R$ 140 mil de repasses do governo federal e R$ 460 mil de recursos do município. Os itens foram comprados no comércio de Bom Jardim, para fortalecer a economia local.

Fonte: Assessoria de Imprensa.

Brasil registra novo recorde de mortes por covid-19: 3.688 em 24 h


O Brasil registrou hoje, mais uma vez, o maior número de mortes em decorrência da covid-19 registradas em 24 horas desde o início da pandemia: 3.668. O marco anterior, de 3.600 óbitos no mesmo intervalo, foi registrado no último dia 26 de março. 

Pelo quinto dia consecutivo, a média de mortes por covid-19 atingiu um novo pico: foram 2.728 óbitos nos últimos sete dias. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

Com o acréscimo de 86.704 novos diagnósticos positivos entre ontem e hoje, são 12.644.058 o número de pacientes que já foram infectados pelo novo coronavírus no país. 

Os dados não indicam quando as mortes e a confirmação dos casos de fato ocorreram, mas, sim, quando passaram a constar das bases de dados dos estados.

Já de acordo com as contas oficiais do governo federal, 3.780 novas mortes foram contabilizadas, também o maior índice desde o início da pandemia. 

Até então, o recorde havia sido verificado na última sexta-feira (26), quando foram reportados 3.650 óbitos entre um dia e outro, pelos dados do ministério. Este é o quarto dia no qual o país computa mais de 3 mil mortes pela doença por esse balanço. Desde março de 2020, houve 317.646 óbitos provocados pela doença. 

De ontem para hoje, houve 84.494 casos confirmados de covid-19 em todo o país, elevando o total de infectados para 12.658.109 desde o início da pandemia. Desse total, 11.074.483 são considerados como já recuperados, com outros 1.265.980 em acompanhamento. 

Fonte: Uol.


“Acabar com testes cosméticos e de higiene pessoal em animais é um passo em direção à civilidade”, afirma Eduardo da Fonte


O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) apresentou o Projeto de Lei 1031/21, que proíbe em todo o território nacional testes de produtos cosméticos, de higiene pessoal e de limpeza em animais.

O pedido foi levado ao parlamentar pelo presidente do Progressistas no Recife, Lula da Fonte; pelo deputado estadual Romero Albuquerque (PP) e pela vereadora do Recife Andreza Romero (PP), ativistas da causa animal.

“Há alternativas para testes em animais, como uso de métodos in vitro com células humanas. Em regiões como a União Europeia, esses testes estão proibidos desde 2004. Precisamos conscientizar a população e construir uma nova política para proteção e defesa dos animais”, afirma Eduardo da Fonte.  

Fonte: Assessor de Imprensa.

Vereador denuncia manobras na eleição da UVP


Candidato da oposição à presidência da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), José Raimundo, da Câmara de Serra Talhada, denunciou ao blog uma manobra da atual direção da instituição para impedir a livre manifestação da categoria na eleição marcada para o próximo dia 12. Em tempos de pandemia, o presidente Josinaldo Barbosa decidiu aglomerar. A votação se dará apenas no voto presencial em um hotel no Cabo.

Além disso, segundo José Raimundo, a UVP reduziu o tempo de votação, com início às 7 horas e encerramento às 13 horas. Historicamente, a eleição de renovação da diretoria ocorre ao longo de todo o dia com a opção de mais sessões eleitorais. Josinaldo está apoiando o candidato Léo do Ar, presidente da Câmara dos Vereadores de Gravatá, e integra a chapa dele como tesoureiro. Ele estaria fazendo isso, segundo o candidato da oposição, para, de forma casuística, continuar na diretoria.

A oposição, entretanto, está acionando a justiça para barrar essa imoralidade. "Nunca se viu algo igual na história da UVP. Além de todos esses absurdos, Josinaldo desrespeita as regras restritivas do Estado para controlar a pandemia promovendo aglomerações", desabafa José Raimundo.

TCE julga regular com ressalvas compra de aparelhos de raio-x no Recife


A primeira Câmara do Tribunal de Contas
 levou a julgamento, nesta terça-feira (30), uma auditoria especial realizada na Secretaria de Saúde do Recife em 2020 para avaliar, de acordo com a legislação aplicável, a regularidade da aquisição de nove aparelhos de raio-X móveis digitais, no valor total de R$ 2.784.000,00.

A auditoria especial teve como base um acompanhamento dos gastos da prefeitura do Recife com a Covid-19, iniciado pelo TCE em março do ano passado, assim que foram anunciadas as primeiras ações e contratações emergenciais para o combate à doença. A relatoria é do conselheiro Carlos Neves, relator das contas de gestão da Secretaria de Saúde.

A aquisição dos equipamentos de raio-x foi feita por meio de duas dispensas de licitação, sendo a primeira (31/2020) para contratação da empresa VMI TECNOLOGIAS LTDA que forneceu três aparelhos, totalizando R$ 954.000,00, e a outra (nº 41/2020) que resultou na contratação da LOTUS INDUSTRIA E COMERCIO LTDA para o fornecimento de seis equipamentos, ao preço de R$ 1.830.000,00.

A equipe técnica do TCE apontou algumas falhas no procedimento de dispensa de licitação, como ausência de justificativa da quantidade e modelo dos equipamentos adquiridos e deficiência na pesquisa de preços para aquisição de aparelhos raio-X.

Em sua defesa, a Secretaria de Saúde argumentou que as aquisições foram feitas com base na Lei nº 13.979/2020, que conferiu mais celeridade às contratações relacionadas ao enfrentamento do coronavírus, uma vez que havia urgência na implementação das ações de enfrentamento à pandemia. E alegou dificuldade de obter ampla pesquisa de preços por falta de disponibilidade de aparelhos no mercado.

Em seu voto, o relator entendeu que os argumentos apontados pela defesa se afiguram consistentes tecnicamente, como também justificam o quantitativo adquirido e que as falhas formais, apontadas pela auditoria, não chegam a comprometer a lisura do processo de aquisição, uma vez que as dispensas foram amparadas numa lei que prevê a flexibilização das regras de licitação. “Entendemos que a compra dos equipamentos exigia urgência, dada a situação de pandemia. E naquele momento, a aquisição realizada pela SESAU, com amparo apenas em preços ofertados pelos fornecedores, é permitida pelo art. 4º-E, IV, §1º, “e” da Lei nº 13.979/2020”, disse o relator.

Desta forma, o relator decidiu pelo julgamento regular com ressalvas do objeto da auditoria, que teve como interessados os gestores Felipe Soares Bittencourt, Jailson de Barros Correia, Maria da Conceição Filgueira Campos e Mariah Simões da Mota Loureiro Amorim Bravo.

O relator fez ainda algumas determinações aos atuais gestores da Secretaria de Saúde do Recife, ou quem vier a sucedê-los, para que atendam às seguintes medidas:

- em futuras contratações relacionadas ao enfrentamento da crise do novo coronavírus, incluam no termo de referência simplificado ou no projeto básico simplificado, documentos que fundamentem a estimativa de preços;

 - contemplem, nas respectivas motivações dos atos, justificativas para especificidades do objeto e para os quantitativos dos bens ou serviços a serem contratados com as respectivas memórias de cálculo.

“A auditoria fez muito bem o papel que lhe é próprio, constitucionalmente garantido, que é de levantar as dúvidas e apontar as irregularidades. E a nós aqui, cabe fazer o juízo de ponderação, diante das defesas apresentadas, dos elementos trazidos, e em cada caso será feito isso com muita tranquilidade, com enfrentamento justo dos casos concretos”, afirmou o relator Carlos Neves ao proferir o voto.

O voto foi aprovado por unanimidade pelos demais presentes à sessão, os conselheiros Ranilson Ramos e Valdecir Pascoal. O Ministério Público de Contas foi representado pela procuradora-geral adjunta, Eliana Lapenda. 

Fonte: Gerência de Jornalismo.

Ministério Público recomenda Câmara de Vereadores de Passira regularizar informações do Portal da Transparência em até 30 dias

   

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da Promotoria de Justiça de Passira, recomendou ao presidente da Câmara Municipal, vereador João Batista Gonçalves Júnior, que adote medidas para regularizar, no prazo de 30 dias, pendências de informações encontradas no portal da transparência da Casa Legislativa.

Os ajustes devem ser feitos com base em um checklist elaborado pelos técnicos do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Defesa do Patrimônio Público e Social do MPPE (Caop Patrimônio Público). Dessa maneira, o presidente do Legislativo deverá assegurar que estejam inseridos no Portal (e atualizados em tempo real) dados previstos na Lei Complementar nº 131/2009, na Lei nº 12.527/2011 e no Decreto nº 7.185/2010 (art. 7º).

Tais informações se referem a diárias e ajudas de custo (relação contendo as seguintes informações: nome completo e número de matrícula e/ou RG do beneficiário, quantidade de diárias pagas em relação a cada viagem, valor unitário das diárias); procedimentos licitatório realizados (divulgação do procedimento licitatório, bem como, quando for o caso, a sua dispensa ou inexigibilidade com o número do correspondente processo); e informações relativas a procedimentos licitatórios (publicação que contenha todas as informações relativas a procedimentos licitatórios, incluindo os respectivos editais e resultados, bem como a todos os contratos celebrados).

A recomendação, expedida pelo promotor de Justiça de Passira, Fabiano Morais de Holanda Beltrão, foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta segunda-feira (29).

Fonte: Assessoria de Imprensa. 

Jornal do Commercio informa fim da edição impressa


O proprietário do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação - SJCC, empresário João Carlos Paes Mendonça, comunicou o fim da edição impressa do Jornal do Commercio, que passa a ser apenas digital. 

"... Hoje anunciamos que o Jornal do Commercio passa a ser 100% digital. A versão impressa, que por mais de um século foi a representatividade maior da nossa marca, deixa de circular fisicamente... Tirar o papel de circulação conecta ainda mais o SJCC às diretrizes mundiais como desenvolvimento sustentável, que também norteiam o Grupo JCPM... Sai de cena o jornal impresso e permanece a notícia responsável no site do JC e aplicativo...", informa editorial on line do Jornal do Commercio.



Confira nota do empresário comunicando fim do Jornal do Commercio em papel impresso:      

JC 100% digital

Entramos no mundo da Comunicação em 1987 e fomos desafiados a reerguer um sistema que, à época, estava com inúmeras dificuldades. Juntos, lutamos durante mais de 30 anos para fazer do Jornal do Commercio e de todo o SJCC uma referência em jornalismo independente e comprometido com a sociedade.

E fizemos isso. Tenho orgulho da equipe que construímos. E queremos fazer muito mais.

Partimos agora para o universo 100% digital, encerrando a versão impressa, por entender que precisamos estar conectados com as transformações alavancadas, sobretudo, por novos hábitos de leitura e investir no que acreditamos ser o futuro dos nossos negócios nesse segmento. Vamos cada vez mais estruturar a operação digital, ampliando horizontes e traçando metas de audiência ainda mais ousadas.

Tirar o papel de circulação conecta ainda mais o SJCC às diretrizes mundiais de compromisso com o desenvolvimento sustentável e que também norteiam o Grupo JCPM.

Será fundamental contar com todos os profissionais que fazem o Sistema para nos consolidarmos ainda mais nessa nova fase.

Vamos em frente que temos muito a contribuir com a sociedade.

João Carlos Paes Mendonça.


Auditoria aponta irregularidades na compra de máscaras pelo Hospital Getúlio Vargas


A segunda Câmara do TCE julgou irregular, na última quinta-feira (25), o objeto de uma Auditoria Especial realizada no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Recife, para analisar a aquisição de máscaras de proteção descartáveis durante o exercício financeiro de 2020. O processo, de número 20100553-0, é de relatoria do conselheiro Carlos Porto. 

A compra ocorreu por meio de um processo de dispensa de licitação (nº 2020NE001269) devido à pandemia da Covid-19.

O relatório de auditoria da Gerência de Auditoria da Cidadania e da Segurança do TCE apontou superfaturamento de R$ 50 mil no valor pago à empresa Vitória Colchões, fornecedora do material. As máscaras foram adquiridas por R$ 2 a unidade, quando o valor de mercado levantado era de R$ 1. Essa cotação foi feita pelo e-fisco, apurando aquisições de outros órgãos e hospitais no período de março a maio de 2020. 

Além das desconformidades na valoração dos produtos, foram verificadas deficiências na documentação exigida para fins de registro, na transparência e na organização dos processos de contratação emergencial destinados ao enfrentamento da pandemia. O HGV não apresentou, conforme determina a Resolução TCE-PE nº 91/2020, justificativas para os preços contratados, habilitação jurídica, comprovação de liquidação da despesa, entre outras.

Devido às irregularidades, o relator, conselheiro Carlos Porto, imputou débito solidário no valor de R$ 50 mil ao diretor do hospital, Bartolomeu Antônio Nascimento Júnior, e à empresa Vitória Colchões. Ao gestor da unidade de saúde, também foi aplicada uma multa de R$ 9 mil.

Os interessados ainda podem recorrer da decisão. O Ministério Público de Contas foi representado na sessão pelo procurador Cristiano Pimentel.

Fonte: Gerência de Jornalismo.

Novo laboratório de tecnologia da Compesa cria dispositivos de monitoramento de rede melhorar operação


Com investimentos cada vez mais consistentes em tecnologia, a Compesa deu início às atividades do seu novo Laboratório de Eletrônica e Automação, um espaço na sede da Companhia, bairro de Santo Amaro, no Recife, destinado a ações que contribuem para tornar a operação dos sistemas de abastecimento mais eficazes para a população. O laboratório funciona como central de manutenção dos equipamentos tecnológicos utilizados para monitoramento e controle dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário. Outra finalidade de destaque deste espaço está relacionada ao desenvolvimento de dispositivos que tornam a operação dos sistemas da Compesa mais eficientes.

Com o desenvolvimento de tecnologia própria, a expectativa da Compesa é reduzir os custos de aquisição de equipamentos de telemetria e controle, a exemplo de dataloggers, que coletam informações das pressões de redes de abastecimento, volumes das estações de tratamento de água, dentre outras, e controladores de válvulas, que efetuam o controle automático na rede de abastecimento. O Diretor de Negócios e Eficiência da Compesa, Flávio Coutinho, destaca o dinamismo como um dos principais ganhos para a Companhia com a abertura do laboratório.

“O laboratório é um espaço essencialmente pensado para o desenvolvimento de produtos, uma vez que esse é um dos caminhos que representam economia para empresa e possibilidades reais de repasse interno para investimentos, como a ampliação do monitoramento das tubulações para diminuir os índices de perda de água, melhorando a distribuição e, de forma geral, a qualidade dos serviços prestados à população”, destaca Coutinho.

Além da produção, o Laboratório de Eletrônica e Automação da Compesa tem capacidade para realizar consertos dos mesmos equipamentos desenvolvidos internamente e de diversos outros adquiridos no mercado, como por exemplo, controladores de bombas e válvulas, telas sensíveis ao toque para visualização e controle dos processos, rádios de comunicação e no-breaks. O laboratório também foi idealizado para funcionar com total autonomia, pois conta com almoxarifado próprio com estoque de peças para substituição. Tudo para dar celeridade aos processos de manutenção. A agilidade que será alcançada com os reparos internos impacta diretamente no aumento da disponibilidade dos sistemas, acelerando o retorno dos equipamentos para a operação e, consequentemente, garantindo que os sistemas funcionem com maior continuidade.

Os projetos de tecnologia da Compesa integram um ecossistema inovador de soluções para a operação da companhia. Com base na indústria 4.0, o Portal Cooperação, como é chamado, reúne em uma única plataforma vários sistemas que dão suporte tecnológico para tornar a gestão e o controle operacional dos sistemas de água e esgoto mais eficientes, seguros e confiáveis. Além do lançamento do novo espaço, a Companhia prevê outros projetos na linha de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I). “A Compesa está, cada vez mais, empenhada no desenvolvimento de soluções para garantir a continuidade do abastecimento dos pernambucanos, pois fazer chegar água a quem mais precisa é uma das nossas premissas. Os desafios são imensos, especialmente em face a uma realidade geográfica diversa no Estado, mas o trabalho segue sendo executado de forma consistente”, garante a presidente da Compesa, Manuela Marinho.


Fonte: Assessoria de Imprensa.

segunda-feira, 29 de março de 2021

Bom Jardim faz entrega de 100 toneladas de alimentos em "kits merenda"


Os pais de alunos da rede municipal de Bom Jardim vão receber, nesta terça-feira(30), o 'kit merenda', para reforçar a alimentação das famílias, neste período de aulas presenciais suspensas, por conta da pandemia do covid-19.


Para receber, basta o responsável comparecer à escola do filho. O prefeito, professor Janjão(PL), convocou os pais em vídeo postado nas redes sociais. Ele destacou que os alimentos foram comprados no comércio do município, o que fortalece a economia local.     

"Todos os itens foram comprados aqui, no comércio de Bom Jardim. São R$ 600 mil investidos nessa merenda, R$ 140 mil, são do governo federal, que ele já colocou na conta da prefeitura, e R$ 460 mil são dos cofres da prefeitura, é dinheiro do bomjardinense, que está sendo respeitado. Mais de 100 toneladas serão distribuídas nas nossas escolas", afirmou.

A distribuição será realizada respeitando os protocolos de segurança, em todas as escolas da rede.



Fotos/Video: Ênio Andrade
Fonte: Assessoria de Imprensa.    

Vereador denuncia baixa qualidade de EPIs em unidade de tratamento da Covid-19 no Recife


O vereador do Recife, Tadeu Calheiros (Pdms) alertou ao poder público que os equipamentos de proteção individual (EPIs), distribuídos na Policlínica Barros Lima, setor Covid19, são de baixa qualidade. 

Segundo denunciou na manhã desta segunda-feira (29), durante reunião Ordinária da Câmara do Recife, por videoconferência, as máscaras não têm três camadas, mas apenas duas, rasgando com facilidade e expondo os profissionais.

O vereador alertou que recebeu pareceres da direção  e de médicos do trabalho lotados na unidade, bem como de órgão específicos de controle de EPIs. Ele também disse que já estava discutindo esta pauta há um ano e que o assunto já deveria estar superado. Pare ele, a discussão agora deveria ser vacinação. Ele informou, ainda,  que mesmo estando vacinados estes profissionais precisam trabalhar devidamente protegidos, pois podem disseminar a doença. “A vacina não impede de contrair o vírus. Sabemos que a contaminação neste caso se dá de forma leve, sem agravamento, mas a transmissão continua existindo”.

O vereador ressaltou  que vai dar entrada a um requerimento solicitando providências urgentes do Executivo, e que também vai enviar para aos parlamentares os pareceres das entidades e dos profissionais, bem como as fotos que lhe foram enviadas por profissionais de saúde,  mostrando as máscaras rasgadas e com apenas duas camadas, inadequadas para o uso.

Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR
Fonte: Blog PEem Pauta.

Pernambuco terá 15 novos projetos industriais, anuncia governo


O governo de Pernambuco segue no trabalho de atrair novos investimentos para ampliar e descentralizar a produção industrial do estado. Mais 30 novos projetos foram anunciados nesta segunda-feira (29), durante a 114ª Reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), realizada remotamente. Do total de empresas que escolheram o estado para fazer novos aportes, 15 são indústrias, entre novas e ampliações de plantas existentes, reunindo investimentos de R$ 42 milhões e previsão de criar 325 empregos. O encontro, transmitido pelo canal do Youtube da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), teve os secretários de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Julio, e da Fazenda, Décio Padilha, no comando da pauta.

“Pernambuco tem uma relação sólida com o setor privado e isso se mostra com mais esse número. Previsibilidade é um sinal que as empresas precisam na hora de tirar projetos do papel e a segurança no cumprimento de contratos é o que o nosso trabalho sempre mostra a partir dos esforços de todos os órgãos do governo. As ações de atração de novos negócios seguem dando resultados, apesar do cenário adverso causado pela pandemia, e consolida nosso compromisso de gerar negócios em todo o estado, criando uma produção diversificada para fortalecer o setor e oferecendo oportunidades a todos os pernambucanos, da Região Metropolitana do Recife até o Sertão”, destacou o secretário Geraldo Julio.

O destaque da reunião ficou com a empresa Iguatemi Gelados do Nordeste, que se instalará no município de Paudalho, na Mata Norte. A planta produzirá sorvetes, picolés e chocolate, com investimento previsto de R$ 2,5 milhões e geração de 88 empregos. 

Já em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, a Davilla Massas Alimentícias abrirá suas portas produzindo massas de pizza, de coxinha, pastéis, biscoitos e bolos. Estima-se a criação de 59 postos de trabalho e aportes na ordem de R$ 2 milhões para a instalação da fábrica. 

Também na Mata Norte, em Nazaré da Mata, a Pincéis Roma ampliará sua linha de produção e passará a produzir, também, mangueiras para gás, suportes para rolo de pintura, tampa para calhas e escova para limpeza de vaso sanitário. Para garantir essa nova operação, a empresa investirá R$ 20 milhões, com a previsão de contratar mais 52 pessoas.

NÚMEROS - Ao todo, dez municípios foram contemplados, sendo quatro na RMR e seis no interior. No interior são: Feira Nova; Paudalho; Serra Talhada; Vitória de Santo Antão, Caruaru e Nazaré da Mata. 

Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, seis deverão sediar as novas unidades ou ampliações industriais: Agreste Central (1), Agreste Setentrional (1), Mata Norte (3), Mata Sul (2), Sertão do Pajeú (2) e RMR (6).

EMPRESAS - Outro grupo de incentivos para dez projetos de importação receberam parecer favorável, todas localizadas na RMR. Entre as companhias: Calu Distribuidora de Alimentos ltda.; Columbia Trading S/A; H P Comércio Internacional ltda.; Health & Safety Distribuição Importação e Exportação de Instrumentos de Precisão ltda.; Intelbras S.A. Indústria de Telecomunicações Eletrônica Brasileira; Minerva S.A.; Qually Trading - Atacadista de Alimentos, Importação Exportação- Eireli; Render Comex Service Comércio, Importação e Exportação ltda.; Suape Comércio de Aditivos Ltda. e TAG Comércio Internacional ltda.

DISTRIBUIÇÃO - As cinco Centrais de Distribuição incentivadas neste Condic estão espalhadas na RMR e no Sertão de São Francisco. São elas: A.E.G. Calçados LTDA. em Petrolina, no Sertão de São Francisco; Estilo Artefatos de Madeiras ltda., em Jaboatão dos Guararapes, na RMR; Eucatex Indústria e Comércio ltda., no Cabo de Santo Agostinho, na RMR; Nordmarket Comércio de Produtos Hospitalares ltda., em Paulista na RMR e Padyl Pronta Entrega ltda., em Petrolina, no Sertão de São Francisco.

Imagem: reprodução/Google.
Fonte: Assessoria de Imprensa.

Danilo Cabral defende pressão para recomposição de orçamento

Durante ato em Defesa da Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, nesta segunda-feira (29), o deputado Danilo Cabral, líder do PSB na Câmara, defendeu uma ampla mobilização pela recomposição do orçamento da Educação, especialmente do ensino superior. “Infelizmente, esse governo não acredita na ciência e, com a chegada da pandemia, quando deveria fortalecer o Estado e suas políticas sociais, radicalizou no ajuste fiscal. Então, é preciso fazer pressão para reverter os cortes”, declarou. Para o orçamento deste ano, aprovado na semana passada, há um corte de 18% no custeio das universidades federais. 

O parlamentar lembrou que a pressão social gera resultados objetivos. “Em 2019, nós conseguimos que o governo federal retrocedesse no contingenciamento de recursos e, no ano passado, conseguimos aprovar o Fundeb, apesar das tentativas de esvaziar o fundo”, exemplificou Danilo Cabral. Ele ressaltou que a oposição é minoritária no Congresso e, portanto, para as discussões sobre os projetos complementares para o orçamento, é necessário que a mobilização alcance congressistas favoráveis ao governo. 

"Ao longo dos últimos cinco anos, nós temos sofrido congelamento de recursos, sendo que, em 2020, passamos por um corte de 9%. Permanecendo esse corte em torno de 18%, significa que os recursos de funcionamento das universidades são suficientes para seis ou sete meses. O caos está anunciado”, denunciou Edward Madureira Brasil, presidente da Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior). Ele destacou que o Brasil construiu um sistema de ciência e tecnologia eficaz, distribuído territorialmente, que passou por um crescimento quantitativo e qualitativo "inimaginável". São 38 institutos federais e 69 universidades federais. 

O reitor da UFPE, Alfredo Gomes, destacou que os cortes atingem todos os setores das universidades e institutos federais e vão inviabilizar alguns serviços. “Nas políticas estudantis, que atende os estudantes mais vulneráveis do nosso estado, sofremos um corte de R$ 7 milhões”, acrescentou. Ele também criticou o contingenciamento dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). 

“As universidades e institutos federais são um patrimônio do Brasil e precisam ser preservados. Temos contribuído ao país com inovação, ciência e tecnologia. Essa rede foi testada de forma intensa nessa pandemia e já deu, está dando e ainda dará respostas. Temos, por exemplo, duas dezenas de vacinas contra a Covid-19 sendo desenvolvidas no país. Quatro delas em processo para solicitar a realização de testes clínicos à Anvisa”, completou Edward Madureira. 

Realizado de forma virtual, o ato teve participação dos reitores e vice-reitores de todas os campi das universidades e institutos federais instalados no estado, dos deputados Tadeu Alencar (PSB), Carlos Veras (PT), Túlio Gadelha (PDT) e Marília Arraes (PT), além de representantes da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), da União Nacional dos Estudantes (Une), da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), da Academia Pernambucana de Ciência (APC).


Imagem: Reprodução da internet
Fonte: Assessoria de Imprensa 

sábado, 27 de março de 2021

Vice-governadora Luciana Santos anuncia que foi diagnosticada com Covid-19 pela segunda vez


Depois de dez meses, a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) voltou a ser diagnosticada com covid-19. A assessoria de imprensa da gestora informou, neste sábado (27), que ela está assintomática e que cumpre o período de isolamento determinado pelas autoridades de saúde.

Luciana Santos, que tem 55 anos, foi diagnosticada com a doença pela primeira vez no dia 20 de maio de 2020, no período considerado pelo governo como primeiro pico da pandemia em Pernambuco. Agora, ela voltou a ser infectada em outro período de fase aguda.

Pesquisas feitas em todo o mundo confirmaram que é possível que um paciente que tenha tido a Covid-19, apesar de desenvolver anticorpos contra a doença, possa ser reinfectado.

Especialistas afirmaram, recentemente, que a variante brasileira do coronavírus, já registrada em moradores de Pernambuco, tem potencial para infectar pessoas que já tiveram a doença.

"Minha filha positivou e, por isso, resolvi fazer o teste. O resultado saiu ontem e também deu positivo. Nós duas estamos assintomáticas e estamos bem", afirmou a vice-governadora.

A assessoria de Luciana Santos informou que, mesmo tomando todos os cuidados necessários para evitar a infecção, a família estava se testando periodicamente, por precaução.

Foi assim que, cerca de dez dias atrás, a filha da vice-governadora teve o diagnóstico. A equipe de apoio da gestora foi dispensada e a gestora ficou em casa, cuidando da filha.

Primeira infecção - Em maio de 2020, assim como Luciana Santos, também tiveram diagnóstico para Covid o govenador Paulo Câmara (PSB); o ex-chefe de gabinete dele e atual deputado federal Milton Coelho (PSB); e o secretário estadual de Saúde, André Longo. Todos fizeram testes na mesma época.

Fonte: G-1 PE.

Corte de luz de famílias de baixa renda por falta de pagamento é proibido pela Aneel; veja regras para clientes da Celpe


Por causa da piora da pandemia, as concessionárias de todo o país estão proibidas de cortar a luz de famílias de baixa renda em caso de falta de pagamento. A determinação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vale entre esta sexta (26) e o dia 30 de junho. 

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) informou que vai cumprir a determinação. Com isso, serão beneficiados cerca de 1 milhão de clientes enquadrados nessa categoria, no estado. 

A agência também proibiu o cancelamento da tarifa social de quem atualmente tem o benefício. A medida também beneficia unidades ligadas à saúde, como hospitais e centros de armazenamento de vacinas, além de locais onde existam equipamentos essenciais à vida. 

A tarifa social beneficia famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. 

É necessário possuir o Número de Identificação Social (NIS), e ter renda familiar mensal, por pessoa menor, ou igual a meio salário mínimo nacional, independentemente de contar ou não com o Bolsa Família. 

Com esse benefício, fica autorizada a redução da tarifa em até 65% para as famílias enquadradas como baixa renda. Para indígenas e quilombolas, a conta chegar ter redução de até 100%. 

Por meio de nota, a Celpe informou que “enquanto empresa regulada pela Aneel, cumpre as determinações do órgão regulador”. 

A concessionária disse, ainda, que a “suspensão do corte para os clientes baixa renda até do dia 30 de junho não representa isenção do pagamento do consumo” A empresa afirmou que, após o período definido pela Aneel, “as ações retornam ao normal”. 

Na nota, a Celpe orientou que os clientes “evitem o acúmulo de contas de energia". Ressaltou que, “caso não honrem seus compromissos financeiros, estarão sujeitos a incidência de juros e multa por atraso, além de ações administrativas de cobrança”. 

INSCRIÇÃO: A Celpe disse que os clientes que não foram inscritos na Tarifa Social podem fazer a solicitação pelo WhatsApp (81) 3217-6990. 

É preciso informar o número da conta contrato da Celpe e o NIS. Caso o beneficiário não seja o titular da conta contrato, deverão ser enviadas também pelo aplicativo fotos do CPF e da identidade do portador do NIS. 

“Os dados serão confirmados no banco de dados do governo federal. Depois, o prazo para o credenciamento no programa é de cinco dias úteis, com o início do benefício na fatura seguinte”, disse a empresa. 

A Celpe distribui energia para os 184 municípios de Pernambuco e para a cidade de Pedras de Fogo, na Paraíba, além de Fernando de Noronha. A empresa tem 3,7 milhões de clientes.

Fonte: G-1 PE.

Planalto publica decreto sobre pagamento de auxílio a partir de abril; Confira quem e quanto vai receber


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou hoje decreto no DOU (Diário Oficial da União) no qual regulamenta o pagamento do auxílio emergencial. O benefício será pago a partir de abril, em quatro parcelas, com valores de R$ 150, R$ 250 ou R$ 375, dependendo da família.

O decreto detalha regras e conceitos necessários à operacionalização da análise de elegibilidade, da manutenção e do pagamento do Auxílio Emergencial 2021. O pagamento do novo auxílio será limitado a um beneficiário por família. 

Em sua live semanal, realizada ontem, o chefe do Executivo disse que o pagamento começaria no dia 4 ou 5 de abril. "O auxílio emergencial começa no início da semana que vem (sic), dia 4 ou 5 [de abril]. 

São mais quatro parcelas do auxílio emergencial, que já é o maior programa social do mundo, para atender exatamente aqueles que foram atingidos pela política do 'fique em casa', 'feche tudo'", declarou Bolsonaro. Os dias 4 e 5 caem no domingo e na segunda, respectivamente. 

Para família chefiada por mulher, sem cônjuge ou companheiro e com, no mínimo, uma pessoa menor de 18 anos de idade, o valor é mais alto: R$ 375. Para "família unipessoal", o valor do benefício será de R$ 150,00. 

Segundo o decreto, beneficiários do Bolsa Família receberão o auxílio emergencial 2021 em substituição ao programa social, caso seja mais vantajoso.

Serão beneficiadas 45,6 milhões de pessoas, 22,6 milhões a menos do que no auxílio emergencial de R$ 600, pago em meados do ano passado (68,2 milhões de pessoas). 

As regras são mais apertadas do que em 2020, quando o auxílio pagou cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300, com cotas em dobro para as mulheres chefes de família. Até duas pessoas na família podiam receber o repasse no ano passado.

Quem poderá receber? 

É preciso atender uma série de critérios para receber o novo auxílio: 

  • ser trabalhador informal ou beneficiário do Bolsa Família 
  • ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300) 
  • ter renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 550) 
  • ter recebido o auxílio emergencial em 2020 

Quem não poderá receber? 

Não têm direito, segundo o governo: 

  • trabalhadores formais, com carteira assinada 
  • quem recebe benefício do INSS ou de programa de transferência de renda federal
  • quem recebeu o auxílio em 2020, mas não sacou nem usou o dinheiro 
  • quem estiver com auxílio emergencial 2020 cancelado no momento da análise cadastral do novo auxílio 
  • residentes médicos, multiprofissionais, beneficiários de bolsas de estudo, estagiários e similares 
  • pessoas com menos de 18 anos, exceto mães adolescentes 
  • presidiários 
  • quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2019 
  • quem tinha em 31 de dezembro de 2019 a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil 
  • quem recebeu em 2019 rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior a R$ 40 mil 

Qual será o valor do benefício? 

O valor do auxílio dependerá da condição de cada benefício: 

  • Para quem mora sozinho: R$ 150 
  • Famílias com mais de uma pessoa e que não são chefiadas por mulheres: R$ 250.
  • Famílias chefiadas por mulheres: R$ 375 

Como faço para pedir o auxílio? 

Não é possível pedir o benefício. No ano passado, o governo disponibilizou um aplicativo e um site para o trabalhador se cadastrar e solicitar o auxílio. 

Neste ano, o governo vai usar o cadastro feito no ano passado. Se avaliar que o trabalhador atende os critérios, pagará o benefício automaticamente, sem que o trabalhador tenha que fazer nada para receber. 

Como será o pagamento? 

O governo deve depositar o dinheiro nas contas digitais gratuitas abertas pela Caixa em nome dos beneficiários do auxílio no ano passado. Ainda não foi divulgado o calendário de pagamento, mas ele deve começar apenas em abril. 

Quantas pessoas vão receber? 

Serão pagos R$ 43 bilhões para 45,6 milhões de pessoas: 

  • 28.624.776 pessoas que já estão nos cadastros da Caixa (R$ 23,4 bilhões)
  •  6.301.073 pessoas que estão no Cadastro Único do governo federal (R$ 6,5 bilhões) 
  • 10.697.777 de beneficiários do Bolsa Família (R$ 12,7 bilhões) 

Apesar de o Congresso ter autorizado a liberação de R$ 44 bilhões para o auxílio, com a aprovação da PEC Emergencial, o governo afirmou que o programa custará R$ 43 bilhões, incluindo os custos operacionais. "A PEC permitiu um regime orçamentário excepcional para situações de calamidade pública, que passam a ser definidas pelo Congresso Nacional. Dessa forma, o governo federal poderá ultrapassar o limite do teto de gastos, sem comprometer a meta de resultado fiscal primário e sem afetar a chamada regra de ouro", disse o Palácio do Planalto nesta quinta-feira (18).

Fonte: Uol.