segunda-feira, 31 de maio de 2021

Unidade de Saúde Campus do Agreste da UFPE recebe emenda parlamentar para equipamentos


O Centro Acadêmico do Agreste (CAA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) recebeu uma emenda parlamentar no valor de R$ 1,2 milhão, de autoria do deputado federal Wolney Queiroz, destinada ao custeio dos equipamentos e mobiliário da Unidade de Saúde do CAA. A unidade faz parte do conjunto de obras do curso de Medicina, apoiado pelo Ministério da Educação (MEC).

“Com o valor recebido, será possível fazer a aquisição de mobiliários, como macas, armários, cadeiras, poltronas reclináveis, macas obstétricas, e equipamentos médico-hospitalares permanentes, como esfigmomanômetros, estetoscópios, monitor de sinais vitais, reanimadores manuais, dermatoscopia com Photo Finder, microscopia com reflectância confocal, entre outros equipamentos de teleatendimento e de refrigeração da unidade”, explica o vice-coordenador do Núcleo de Ciências da Vida (NCV), Vitor Caiaffo, responsável pela definição dos equipamentos a serem adquiridos.

Inaugurada em 2019, a Unidade de Saúde do CAA conta com nove consultórios médicos e um odontológico, salas de vacina, curativo, observação, coleta, inalação, expurgo, esterilização, atividades coletivas, além de espaços destinados à administração, almoxarifado, banheiros e copa. “A aquisição de mobiliários e equipamentos médicos e tecnológicos era a última etapa para colocar a unidade em funcionamento”, afirma o diretor do CAA, Manoel Guedes. “Diante do cenário de cortes de recursos do MEC, essa ação só poderia ser concretizada através de uma emenda parlamentar. Dessa forma, com a execução de compras em 2021, existe a previsão de colocar a unidade de saúde em funcionamento já em 2022”, complementa.

Para a coordenadora do curso de Medicina, Carolina Paz, o espaço permitirá o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão, a partir de professores, alunos e técnicos do campus e até de outras instituições de ensino superior de Caruaru, como a Asces-Unita. “O planejamento é de que o espaço seja um centro de teleatendimento e que, através da utilização de tecnologia da informação, a unidade se conecte com diversos municípios da região, com a finalidade de ofertar serviços de saúde qualificados”, acrescenta.

Sobre os serviços que serão ofertados pela Unidade de Saúde do CAA, a enfermeira Karoline Cardoso da Silva, gestora da US, esclarece que, primariamente, os serviços serão voltados à população mais vulnerável da região, com o propósito de prestar assistência à saúde de forma multidisciplinar por meio de médico, enfermeiro, odontólogo, fisioterapeuta, dentre outros profissionais. “Serão ofertadas consultas básicas e especializadas, de baixa e média complexidade. Ademais, a Unidade atuará na linha materno-infantil e de doenças negligenciadas (leishmaniose, doença de chagas, hanseníase, tuberculose e esquistossomose)”, destaca.

“A Unidade de Saúde é mais uma etapa importante de estruturação do CAA, não apenas pela possibilidade de realizar a integração entre ensino e serviço dos alunos de Medicina dentro do campus ou a realização de pesquisas e formações de forma interdisciplinar, mas, principalmente, por ter o intuito de ofertar um atendimento de saúde de referência à comunidade acadêmica, à comunidade de Caruaru e da zona rural, fazendo com que o Campus do Agreste fortaleça ainda mais o seu compromisso social e formação de excelência”, finaliza Manoel Guedes.

Foto: Cleber Bunzen.
Da Agência de Notícias (Ascom UFPE)