quinta-feira, 27 de maio de 2021

Reflexos da pandemia em Pernambuco repercutem na Alepe


O aumento das mortes maternas durante a pandemia do coronavírus motivou pronunciamento da deputada 
Jô Cavalcanti, do mandato coletivo Juntas, do PSOL, durante a Reunião Plenária da Assembleia Legislativa de Pernambuco, nesta quinta. A parlamentar afirmou que o Brasil registrou uma disparada no número de óbitos e que a maior parte deles foi registrada entre mulheres negras.


Ela fez um balanço da audiência pública realizada sobre o tema na Alepe e reforçou a necessidade de imunizar as gestantes. “Já está demonstrado que gravidez e o puerpério são fatores de risco em si mesmo para complicações e morte por Covid-19. Sendo assim, todas as mulheres nessas condições deveriam estar contempladas nas prioridades do Plano Nacional de Vacinação.”

A campanha de imunização contra a Covid-19 na cidade do Recife foi elogiada pelo deputado José Queiroz, do PDT. Ele afirmou que a vacinação tem ocorrido de forma eficiente e reforçou o pedido para que os bancários possam ter prioridade na fila, já que lidam diretamente com o público.

A abertura de novos leitos de UTI e de enfermaria no Agreste foi a solicitação do deputado Delegado Erick Lessa, do PP. Ele afirmou que com mais vagas nos hospitais, a região não estaria passando por tanta dificuldade no combate à pandemia. A retomada das atividades comerciais, especialmente no Polo de Confecções, também foi pedida. “Porque compreendo e nos solidarizamos com pessoas que procuram os leitos de hospital por conta da Covid-19, mas a gente precisa entender que, depois de um ano ninguém aguenta mais isso. Ninguém aguenta mais uma realidade em que a saúde está completamente colapsada e agora a economia.”

Da Rádio Alepe.