sexta-feira, 28 de maio de 2021

Danilo Cabral cobra respostas do governo federal ao agravamento da pandemia no Agreste


Diante do agravamento da pandemia no Agreste pernambucano, o deputado federal Danilo Cabral (PSB) procurou o secretário estadual de Saúde, André Longo, nesta sexta-feira (28). Na conversa, ele foi informado que o Governo de Pernambuco solicitou ao governo federal solicitando a doação em caráter de urgência de mil cilindros de oxigênio para imediata disponibilização aos mais de 33 municípios do estado que já formalizaram – ao governo estadual - a situação de risco iminente de desabastecimento do oxigênio medicinal. 


“Os ofícios foram enviados na última segunda-feira (24) e, até agora, não houve resposta objetiva do governo federal às demandas. Sabemos, como vimos acontecer em Manaus (AM), que o agravamento da situação pode ser muito rápido, então, há necessidade de respostas céleres do governo central", cobrou Danilo Cabral. O parlamentar protocolou ofício no Ministério da Saúde, pedindo respostas aos pedidos do governo de Pernambuco e também apresentou um pedido de informação com o mesmo objeto. 

De acordo com Danilo Cabral, é importante ressaltar que o secretário André Longo assegurou que a rede estadual está funcionando adequadamente, sem risco de desabastecimento de oxigênio. “As dificuldades estão acontecendo em algumas redes municipais, que estão com problemas para repor seus estoques de oxigênio nas suas unidades próprias”, explicou.

Além dos cilindros de oxigênio, o governo de Pernambuco solicitou apoio para ampliação na vigilância genômica, com agilização de sequenciamento genético de amostras da região, visando identificação de possíveis novas variantes; a remessa de 200 mil testes rápidos de antígeno para ampliar ações de testagem e isolamento de casos positivos e seus contatos; a cessão de 500 concentradores de O2 para municípios da região; a remessa extraordinária de medicamentos do Kit de IOT para os municípios daquela região. Por fim, pediu, caso se confirme a presença de nova variante, o mesmo tratamento dispensado ao estado do Maranhão, no tocante à distribuição adicional de vacinas para o estado de Pernambuco. 

Segundo informações do governo do estado, a análise do atual cenário epidemiológico da Covid-19 em Pernambuco mostrou que houve um incremento de 54% de casos da doença no Agreste em apenas 15 dias. “É o pior momento da pandemia, desde o seu início, na região e motivo de muita preocupação para todos nós”, afirmou Danilo Cabral. Ele destacou as ações adotadas pelo governo do estado no combate à pandemia, como o endurecimento das medidas restritivas, o envio de 100 concentradores de oxigênio, por exemplo. O governo do estado também ampliou o sistema de saúde, disponibilizando 1.706 leitos de UTIs, 690 dos quais abertos apenas nos últimos três meses para o atendimento de pacientes com Covid-19.

Em carta aberta, 20 distribuidores de oxigênio medicinal que atendem diversos hospitais municipais afirmam estar trabalhando no limite e pedem medidas junto aos fabricantes para a regularização do fornecimento, estabelecendo carga máxima de trabalho, com redução do oxigênio para fim industrial, redirecionando a produção para fim medicinal. 

Da  Assessoria de Comunicação.