quinta-feira, 6 de maio de 2021

Cenário da pandemia preocupa deputados da Alepe


As ações do Governo Federal diante da pandemia do coronavírus foram alvo de críticas feitas pelos deputados José Queiroz, do PDT, e Laura Gomes, do PSB. Durante a Reunião Plenária da Assembleia Legislativa, realizada nesta quinta, os parlamentares consideraram o presidente Jair Bolsonaro omisso em relação à compra das vacinas e pediram que ele seja responsabilizado pelas mortes causadas pela Covid-19 no País.

O processo de licitação para a compra de notebooks para profissionais da educação recebeu o apoio da deputada Teresa Leitão, do PT. Ela agradeceu ao governo do estado pelo empenho em auxiliar os educadores que precisaram se adaptar ao trabalho remoto nesta pandemia.“E a secretaria vai fornecer os notebooks e também um bônus para pagamento de internet que possa melhorar a condição de acesso dos professores, porque os professores estão se desdobrando para as aulas remotas, não apenas com seu esforço físico, pedagógico, emocional, mas também com dispêndio financeiro.”

A solicitação para que a Polícia Penitenciária seja incluída na lista de prioridades da vacinação para a Covid-19 foi defendida pelo deputado Antonio Moraes, do PP. O parlamentar ainda fez um discurso em defesa do agronegócio. O pronunciamento foi dirigido ao deputado João Paulo, do PCdoB, que, na semana passada, avaliou que o atual modelo produtivo contribui para a fome e destruição do meio ambiente.

João Paulo considerou injusta a nota de repúdio recebida pelo Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool, uma vez que se apoiou em dados oficiais para propor uma produção mais inclusiva e com menos agrotóxicos. O deputado Henrique Queiroz Filho, do PL, também se pronunciou, destacando o relevante papel econômico das atividades, sobretudo da indústria sucroalcooleira.

As demandas dos trabalhadores do setor cultural vão ser discutidas por uma comissão mista popular liderada pelo mandato coletivo Juntas, do PSOL. O grupo, sugerido pela deputada Jô Cavalcanti, vai reunir deputados, vereadores e sociedade civil para pensar soluções econômicas e sociais para a sobrevivência da área da cultura na pandemia.“A luta dos artistas e profissionais que compõem a cadeia da cultura já vêm de longos anos, porém aqui no estado não é prioridade.”

A onda de crimes registrada na Zona Norte do Recife preocupa o deputado Alberto Feitosa, do PSC. Ele afirmou que os locais atendidos pelas delegacias de Casa Amarela, Vasco da Gama e Macaxeira viraram palco de uma briga de facções. Segundo ele, as execuções são filmadas e expostas nas redes sociais, o que assusta ainda mais a população.

A reconstrução da PE 145, que liga a BR 104 até o município de Jataúba, no Agreste Central, foi anunciada pelo deputado Diogo Moraes, do PSB. Segundo o parlamentar, o Governo do Estado já prevê a obra para o segundo semestre de 2021. Ele ressaltou a importância do trecho devido às atividades turísticas realizadas nas proximidades e para o escoamento da produção das confecções locais.

O desmonte do Programa Minha Casa, Minha Vida foi denunciado pelo deputado João Paulo, do PCdoB. O parlamentar afirmou que Jair Bolsonaro governa para o mercado e esquece da população que precisa de uma forte política habitacional.“Eu digo sempre que é com muita alegria que, com Lula, nós ficávamos alegres em abrir cinco mil moradias, hoje está sendo cinco mil covas para a população.Esse é o desastre e a cara do governo Bolsonaro.”

Já Clarissa Tércio, do PSC, relembrou as manifestações pró-Bolsonaro realizadas no último 1º de maio. Ela afirmou que os atos demonstram a força do presidente e dos eleitores que continuam firmes na luta contra as fake news que tentam derrubá-lo.“Um povo que vai à rua de graça, povo que não acredita em narrativas falsas, sem fundamento, que tomam grande parte da nossa imprensa, infelizmente.”

O Plenário aprovou, em Segunda Discussão, o projeto de lei sobre o uso do nome social de transexuais e travestis nos órgãos e entidades da Administração Pública e instituições privadas de educação e saúde em Pernambuco. A matéria foi aprovada por maioria, com o registro de dez votos contrários.

Imagem: reprodução / Google.
Da Rádio Alepe.