segunda-feira, 19 de abril de 2021

Campanha da Fetape doará mais de 2,5 toneladas de alimentos para famílias de todas regiões do estado


Mais de 2,5 toneladas de alimentos foram arrecadadas pela Fetape e sindicatos rurais para serem doadas às famílias da Região Metropolitana do Recife (RMR), da zona da mata sul, agreste e sertão de Pernambuco. A entrega dos alimentos terá início nesta segunda-feira (19), a partir das 10h, durante a realização de live na sede da Federação (Rua Gervásio Pires, 186, Boa Vista, centro do Recife).

Neste primeiro dia de doações os alimentos serão entregues para famílias da RMR. Os dez polos sindicais que integram a Fetape também farão  doações. Os sindicatos rurais serão pontos de coletas dos alimentos, e depois serão distribuídos as famílias.

Os alimentos como banana, abóbora, macaxeira, inhame, berinjela, limão, abacaxi, hortaliças e outros foram doados por famílias agricultoras moradoras de assentamentos rurais dos municípios de Vitória de Santo Antão, Bonito, São Lourenço da Mata, assessorados pela Fetape. Além desses alimentos serão distribuídas cestas básicas com feijão, arroz, macarrão, fubá, açúcar, farinha, sal, leite, óleo e bolachas. As cestas foram doadas pelo gabinete do deputado estadual Doriel Barros (PT), pelas cooperativas Coopaman, Coopercasa e Adis.

As famílias contempladas se encontram em situação de vulnerabilidade social devido à crise econômica, sanitária e social que atinge o país. As doações serão entregues para famílias moradoras de comunidades de palafitas, a exemplo do Projeto Estrela do Deserto, que atende crianças da Escola Mangue, nos bairros do Pina e de Boa Viagem. Serão 60 crianças e 120 famílias contempladas com cestas, verduras, legumes e polpas de frutas.

Ainda serão entregues alimentos para 350 famílias dos bairros do Totó, Passarinho e Córrego do Euclides, atendidas pela ONG Casa da Mulher do Nordeste; pelo Centro de Reabilitação e Valorização da Criança, do Morro da Conceição; 15 famílias do Coletivo das Mulheres Defensoras dos Direitos Humanos, no bairro de Jardim São Paulo; e famílias de comunidades de palafitas atendidas pelo Projeto Mãos Solidárias.

A iniciativa faz parte de ações da Campanha solidária Agricultura Familiar: Cuida da Terra e Alimenta o Mundo, que teve início ainda em março de 2020, quando a pandemia do coronavírus cresceu no país.

Imagem: reprodução / Google.
Fonte: Assessoria de Comunicação.