sexta-feira, 30 de abril de 2021

Alckmin nega ida a PSB e aliança com Lula em 2022

O ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não deve se aliar a Lula nas eleições de 2022. Fontes próximas ao tucano negaram que ele estaria encaminhando sua filiação ao PSB, buscando eventual aliança com o petista nas eleições do ano que vem.

Alckmin, que governou São Paulo por quatro mandatos nos anos 2000 e 2010, estaria focado na medicina, segundo seus assessores. Médico de formação, Alckmin dá aulas em uma universidade privada em São Paulo, e também no Hospital das Clínicas de São Paulo. Por isso, Alckmin "ainda não estaria articulando nada" para o ano que vem, segundo fontes próximas.

Durante o dia, especulou-se que Alckmin – ele próprio um candidato à presidência contra Lula, em 2006 – estaria articulando uma filiação ao PSB, com o objetivo de integrar a campanha de 2022 do petista.

A informação foi comentada pela presidente nacional do PT, a deputada Gleisi Hoffmann. “O que tem nos preocupado neste momento é formar uma aliança política de enfrentamento ao governo Bolsonaro”, desconversou a dirigente.

Do Congresso em Foco.