terça-feira, 30 de março de 2021

Vereador denuncia manobras na eleição da UVP


Candidato da oposição à presidência da União dos Vereadores de Pernambuco (UVP), José Raimundo, da Câmara de Serra Talhada, denunciou ao blog uma manobra da atual direção da instituição para impedir a livre manifestação da categoria na eleição marcada para o próximo dia 12. Em tempos de pandemia, o presidente Josinaldo Barbosa decidiu aglomerar. A votação se dará apenas no voto presencial em um hotel no Cabo.

Além disso, segundo José Raimundo, a UVP reduziu o tempo de votação, com início às 7 horas e encerramento às 13 horas. Historicamente, a eleição de renovação da diretoria ocorre ao longo de todo o dia com a opção de mais sessões eleitorais. Josinaldo está apoiando o candidato Léo do Ar, presidente da Câmara dos Vereadores de Gravatá, e integra a chapa dele como tesoureiro. Ele estaria fazendo isso, segundo o candidato da oposição, para, de forma casuística, continuar na diretoria.

A oposição, entretanto, está acionando a justiça para barrar essa imoralidade. "Nunca se viu algo igual na história da UVP. Além de todos esses absurdos, Josinaldo desrespeita as regras restritivas do Estado para controlar a pandemia promovendo aglomerações", desabafa José Raimundo.