segunda-feira, 29 de março de 2021

Pernambuco terá 15 novos projetos industriais, anuncia governo


O governo de Pernambuco segue no trabalho de atrair novos investimentos para ampliar e descentralizar a produção industrial do estado. Mais 30 novos projetos foram anunciados nesta segunda-feira (29), durante a 114ª Reunião do Conselho Estadual de Políticas Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), realizada remotamente. Do total de empresas que escolheram o estado para fazer novos aportes, 15 são indústrias, entre novas e ampliações de plantas existentes, reunindo investimentos de R$ 42 milhões e previsão de criar 325 empregos. O encontro, transmitido pelo canal do Youtube da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), teve os secretários de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Julio, e da Fazenda, Décio Padilha, no comando da pauta.

“Pernambuco tem uma relação sólida com o setor privado e isso se mostra com mais esse número. Previsibilidade é um sinal que as empresas precisam na hora de tirar projetos do papel e a segurança no cumprimento de contratos é o que o nosso trabalho sempre mostra a partir dos esforços de todos os órgãos do governo. As ações de atração de novos negócios seguem dando resultados, apesar do cenário adverso causado pela pandemia, e consolida nosso compromisso de gerar negócios em todo o estado, criando uma produção diversificada para fortalecer o setor e oferecendo oportunidades a todos os pernambucanos, da Região Metropolitana do Recife até o Sertão”, destacou o secretário Geraldo Julio.

O destaque da reunião ficou com a empresa Iguatemi Gelados do Nordeste, que se instalará no município de Paudalho, na Mata Norte. A planta produzirá sorvetes, picolés e chocolate, com investimento previsto de R$ 2,5 milhões e geração de 88 empregos. 

Já em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, a Davilla Massas Alimentícias abrirá suas portas produzindo massas de pizza, de coxinha, pastéis, biscoitos e bolos. Estima-se a criação de 59 postos de trabalho e aportes na ordem de R$ 2 milhões para a instalação da fábrica. 

Também na Mata Norte, em Nazaré da Mata, a Pincéis Roma ampliará sua linha de produção e passará a produzir, também, mangueiras para gás, suportes para rolo de pintura, tampa para calhas e escova para limpeza de vaso sanitário. Para garantir essa nova operação, a empresa investirá R$ 20 milhões, com a previsão de contratar mais 52 pessoas.

NÚMEROS - Ao todo, dez municípios foram contemplados, sendo quatro na RMR e seis no interior. No interior são: Feira Nova; Paudalho; Serra Talhada; Vitória de Santo Antão, Caruaru e Nazaré da Mata. 

Das 12 Regiões de Desenvolvimento (RD) de Pernambuco, seis deverão sediar as novas unidades ou ampliações industriais: Agreste Central (1), Agreste Setentrional (1), Mata Norte (3), Mata Sul (2), Sertão do Pajeú (2) e RMR (6).

EMPRESAS - Outro grupo de incentivos para dez projetos de importação receberam parecer favorável, todas localizadas na RMR. Entre as companhias: Calu Distribuidora de Alimentos ltda.; Columbia Trading S/A; H P Comércio Internacional ltda.; Health & Safety Distribuição Importação e Exportação de Instrumentos de Precisão ltda.; Intelbras S.A. Indústria de Telecomunicações Eletrônica Brasileira; Minerva S.A.; Qually Trading - Atacadista de Alimentos, Importação Exportação- Eireli; Render Comex Service Comércio, Importação e Exportação ltda.; Suape Comércio de Aditivos Ltda. e TAG Comércio Internacional ltda.

DISTRIBUIÇÃO - As cinco Centrais de Distribuição incentivadas neste Condic estão espalhadas na RMR e no Sertão de São Francisco. São elas: A.E.G. Calçados LTDA. em Petrolina, no Sertão de São Francisco; Estilo Artefatos de Madeiras ltda., em Jaboatão dos Guararapes, na RMR; Eucatex Indústria e Comércio ltda., no Cabo de Santo Agostinho, na RMR; Nordmarket Comércio de Produtos Hospitalares ltda., em Paulista na RMR e Padyl Pronta Entrega ltda., em Petrolina, no Sertão de São Francisco.

Imagem: reprodução/Google.
Fonte: Assessoria de Imprensa.