quinta-feira, 25 de março de 2021

Fiocruz identifica pela primeira vez variante brasileira do coronavírus em moradores de Pernambuco


Cinco casos da variante brasileira do coronavírus foram identificados em pacientes com  Covid-19 em Pernambuco. O sequenciamento genético que atestou a presença da P1 no estado foi feito pelo Instituto Aggeu Magalhães (IAM/Fiocruz PE) a pedido da Secretaria de Saúde (SES-PE). O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (25) e é a primeira confirmação feita em moradores do estado. 

A variante foi encontrada nas amostras de quatro mulheres e um homem, com idades entre 21 e 70 anos, sendo três deles moradores do Recife, um de Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana, e a quinta de uma pessoa residente em Petrolina, no Sertão. Elas adoeceram entre janeiro e março.  

O instituto recebeu 80 amostras do Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE), escolhidas de forma aleatória e contemplando todas as regiões do estado. Outras 10 foram de funcionários do próprio Aggeu Magalhães.

O processo para preparo das amostras, extração do RNA e posterior sequenciamento e análise dos dados leva, em média, duas semanas. O pesquisador da Fiocruz de Pernambuco, Gabriel Wallau, afirmou que o resultado corrobora a tese de que a P1 é a que domina atualmente em Pernambuco, como havia sido indicado por um comunicado técnico do Observatório Covid-19

Em nota, o secretário estadual de Saúde, André Longo, apontou que já era esperada a presença da variante no estado e reforçou a necessidade do uso correto de máscara como forma de prevenção. Longo também lembrou que estado tem registrado uma crescente de casos em todas as regiões do estado e um aumento expressivo nas solicitações de leitos.

O Lacen-PE informou que vai seguir encaminhando para a Fiocruz amostras biológicas de pacientes positivos para a Covid-19 com o intuito de monitorar a circulação do vírus no estado e que esse vai ser um trabalho periódico.

Fonte:G-1 PE.