terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

Tarifa Social da Celpe alcança mais de 1 milhão de consumidores

No último ano, mais de 150 mil consumidores de energia foram cadastrados na tarifa social da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), O principal motivo foi o grande aumento no número de pessoas incluídas no Cadastro Único do Governo Federal por causa do pagamento do auxílio emergencial. O montante corresponde a um crescimento de 15% em relação ao total de 2019. Com a tarifa social, os clientes da empresa têm acesso a um desconto de até 65% na conta de luz. 

“Muitas prefeituras, responsáveis por fazer a inclusão ou atualização do Cadastro Único através dos seus centros de referência da assistência social, fizeram um trabalho mais intensivo nessa área, buscando garantir o acesso de todos ao auxílio emergencial. Enquanto isso, a Celpe já vinha, desde antes da pandemia, atuando proativamente no cruzamento de dados da nossa base com a do Governo para incluir automaticamente aqueles que se enquadram nas exigências do programa”, explica o superintendente de Serviços Comerciais da Companhia, Leonardo Moura.

Se de um lado a tarifa social é importante para os consumidores de baixa renda, por outro, a Celpe também é beneficiada. Isso porque as distribuidoras de energia recebem do Governo Federal, responsável pela criação do programa em 2010, um subsídio para cobrir a queda na receita. Além disso, há um aumento da adimplência desses consumidores quando o valor da conta é reduzido. Por questões legais, a empresa não informa quanto é inadimplência atualmente. 

Para ter direito ao benefício, o cliente precisa estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal e ter renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo. Com esse incremento no número de pessoas atendidas pelo programa, a Celpe ultrapassou a marca de mais de 1 milhão consumidores inclusos na tarifa social, de um total de 3,7 milhões. Para quem ainda não foi recebe o benefício, é possível solicitar a inscrição nas lojas da Celpe, no site da empresa ou pelo whatsapp 3217.6990 

Da Folha de Pernambuco, Por Heliane Rosenthal.