quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Mourão diz sentir falta de diálogo com Bolsonaro e critica briga com Doria

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) afirmou hoje que sente falta de ter mais diálogo com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista à CNN, Mourão também criticou a disputa política entre o governo federal e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB): "fugiu à boa política". 

"Não há conversas seguidas entre nós. As conversas são bem esporádicas", disse o vice-presidente, sobre a relação com Bolsonaro. "Faz falta até para eu entender em determinados momentos o que eu preciso fazer", completou.

Mourão afirmou ainda que considera "difícil" ser convidado para ser candidato a vice novamente em 2022. Segundo ele, mesmo que seja convidado, a resposta não seria imediata. "Teríamos de ter uma conversa", falou. O general, no entanto, afastou a possibilidade de se candidatar contra Bolsonaro. 

Disputa política com Doria Na mesma entrevista à CNN, o vice-presidente falou sobre a disputa política entre o governo federal e o governador de São Paulo, João Doria, acirrada em torno da vacina contra a covid-19. Mourão acredita que os dois lados cometeram erros. 

"Vejo que isso aí foi algo que, vamos dizer assim, fugiu à boa política", opinou o general. "Um chama de mentiroso, outro chama de não sei o quê. Isso não é a política", explicou. 

Mesmo com esse posicionamento, o vice-presidente defendeu Bolsonaro, ressaltando que a retórica do presidente difere de suas atitudes. "A retórica do presidente é uma, mas o modo de agir é outro. Essa dicotomia pode ser alvo das críticas que tiverem que ser feitas, mas preste atenção nas ações", disse.

Fonte: Uol.