quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Novo prédio de Medicina do Centro Acadêmico do Agreste é inaugurado em Caruaru




O novo prédio do Núcleo de Ciências da Vida (NCV) do Centro Acadêmico do Agreste (CAA), destinado ao curso de Medicina, foi inaugurado nesta quinta-feira (10), em Caruaru. A cerimônia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) terá a presença do ministro da Educação, Milton Ribeiro, do reitor da UFPE, Alfredo Gomes, do diretor do CAA, Manoel Guedes, e de autoridades locais. O evento presencial terá a participação limitada a 40 convidados e cumprirá os protocolos de biossegurança estabelecidos no período de pandemia de covid-19. À tarde, o ministro vai conhecer a embarcação Ciências do Mar IV, no Porto do Recife. 

O prédio do curso de Medicina do CAA possui área total de aproximadamente 7.000 m², distribuídos em quatro pavimentos. São oito salas de aula, 24 salas de tutoria, dez laboratórios de ensino e pesquisa, três laboratórios de informática, salas de videoconferência e simulação, salas dos professores, auditório com 100 lugares, cantina, biblioteca setorial, além de área administrativa, almoxarifado e área de convivência. O projeto arquitetônico é assinado por Maria Isabel Pinto e Enio Eskinazi, ambos arquitetos da UFPE. A construção teve início em 2018.

Metade dos espaços está equipada e mobiliada, permitindo o imediato funcionamento do curso de Medicina no novo bloco. O investimento total na edificação, incluindo obras, equipamentos e mobiliário, foi de R$ 21 milhões, com recursos advindos do Ministério da Educação (MEC). Já a aquisição do terreno, em 2016, teve o apoio de um conjunto de emendas parlamentares no valor de R$ 1,8 milhão. 

Para o reitor Alfredo Gomes, o novo prédio representa uma conquista muito importante para a UFPE e para o curso de Medicina do CAA. “A inauguração vai permitir as melhores condições para a formação dos futuros médicos e vai integrar o curso de Medicina ao Centro Acadêmico do Agreste,  ampliando as condições para realização das atividades de ensino, pesquisa e extensão. A entrega também evidencia a importância do Estado nas áreas de educação e saúde. Parabéns a todos que fazem o CAA”.

Com a obra inaugurada, as atividades do curso médico, que funcionava provisoriamente no Polo Comercial de Caruaru, estão sendo transferidas para dentro do CAA. Atualmente as atividades presenciais da UFPE estão suspensas devido à pandemia do novo coronavírus. Quando tudo estiver normalizado, todas as atividades presenciais de Medicina serão realizadas no novo bloco. 

Para o professor Manoel Guedes, diretor do CAA, o prédio representa um marco para a história da UFPE, da Medicina e da região. “Ele favorecerá a ampliação da interdisciplinaridade e interculturalidade, com a possibilidade de uma maior relação com os demais núcleos e cursos, além de uma maior presença da comunidade externa no campus em eventos, projetos e ações. Nada disso seria possível sem um esforço integrado de muitas pessoas. Essa edificação é mais que um prédio; é a realização de um sonho”, comemora o docente.

O Núcleo de Ciências da Vida (NCV) do CAA, ao qual está vinculado o curso de Medicina, tem atualmente 480 alunos de graduação em Medicina, 33 alunos de residência médica, 71 docentes e 18 técnicos-administrativos. Para o professor Saulo Feitosa, coordenador do NCV, a inauguração do prédio é um passo importante no processo de interiorização da UFPE. “Ele vai ampliar a capacidade de resposta da Universidade para as demandas da comunidade, possibilitando o fortalecimento do diálogo com a sociedade e a qualificação do processo de ensino e aprendizagem. Também vamos poder ampliar nossos projetos de extensão, permitindo que o público também possa ocupar aqueles espaços”, avalia o coordenador, que tem como vice o professor Vitor Caiaffo Brito.

Segundo a professora Carolina Paz, coordenadora do curso de Medicina do CAA, o prédio foi construído segundo o projeto pedagógico do curso, que visa a formação integral dos estudantes. “Nosso curso é plenamente interiorizado. Isso significa que todos os estágios são feitos no e para o interior, de modo a dialogar com as necessidades da população de Caruaru e região. E o prédio vem dar expressão a essas necessidades”, afirma a docente que tem como vice a professora Juliana Martins Barbosa. A primeira turma do bacharelado em Medicina do Campus Caruaru ingressou no curso no ano de 2014. A cerimônia de Colação de Grau desse grupo aconteceu em janeiro de 2020.

NAVIO - Na tarde desta quinta-feira, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, vai conhecer o navio-escola “Laboratório de Ensino Flutuante – Embarcação Ciências do Mar IV”, que está atracado no cais 6 do Porto do Recife desde o último dia 17. Fruto de um Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Porto do Recife e a Universidade Federal de Pernambuco, a embarcação faz parte de um projeto de capacitação de pesquisadores em alto-mar, fomentado pelo Ministério da Educação (MEC), e é gerida pela UFPE, junto com a empresa Ipom Marine. 

O navio-escola servirá para a realização de pesquisas de alunos de graduação e pós-graduação não só da UFPE como também de outras universidades da Região Nordeste que possuem cursos na área de Ciências do Mar. Existem outros três laboratórios flutuantes semelhantes no Norte, Sul e Sudeste do Brasil. “Vamos aproveitar a presença do ministro para discutir novos projetos da UFPE e recursos para viabilizá-los”, disse o reitor Alfredo Gomes.

Da Ascom UFPE.