domingo, 29 de novembro de 2020

Eleição foi a mais tranquila dos últimos tempos, diz presidente do TRE-PE

O segundo turno das eleições 2020 no Recife e em Paulista, na Região Metropolitana, foi das votações mais tranquilas dos últimos tempos, de acordo com o presidente do Tribunal Regional Eleitoral em Pernambuco (TRE-PE), Frederico Neves.

Pouco depois das 17h, ele afirmou que, em todo o pleito, houve duas urnas quebradas, uma mesária presa em Paulista e algumas denúncias de compra de votos.

“Nunca ninguém viu eleições mais tranquilas do que essas em Pernambuco. Estou dizendo isso graças à experiência das pessoas do TRE-PE, que estão acostumadas a vivenciar as eleições. Em tempos de pandemia, com toda a dificuldade que o TRE enfrentou, essas eleições foram das mais tranquilas dos últimos tempos”, afirmou o desembargador.

Frederico Neves informou que houve uma urna quebrada em Paulista e outra no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife.

“Um dos problemas foi de teclado, na digitação. Esse teclado foi substituído. Outro problema foi na zerézima, o documento expedido pela urna, que atesta que a urna está totalmente zerada. Não foi possível emitir e ela foi substituída”, declarou. 

No caso da mesária presa em Paulista, o desembargador afirmou que a mulher estava, dentro de um local de votação, tentando angariar votos para um determinado candidato.

“É preciso apurar isso com mais verticalidade, mas a mesária não estava a se comportar adequadamente, estava aliciando alguns eleitores, dentro do local de votação. Esse fato foi denunciado e ela foi imediatamente retirada do local. O juiz decretou a prisão da mesária, e é assim que deve ser. As pessoas devem cumprir as leis, eu sou intransigente nesse ponto. Ela haverá de responder pelas suas atitudes e cumprir com as determinações da justiça eleitoral”, disse.

Do G1-PE.