quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Nota de R$ 200 entra em circulação nesta quarta; saiba como evitar golpes

De Depois de muito suspense e questionamentos, o banco Central revelou nesta quarta-feira (2), às 13h30, a nova nota de 200 reais. Serão colocadas em circulação a partir desta quarta, até o fim do ano, 450 milhões de notas, que terão o lobo-guará impresso. 

O Banco Central divulgou na cerimônia o desenho da nova cédula, bem como detalhes que buscam impedir a sua falsificação.É preciso olhar a cédula contra a luz e verificar se há uma marca d’água. E passar os dedos sobre a sua face e perceber elementos em alto relevo. São duas características presentes nas notas verdadeiras.

Esta é a sétima da família do real. A cédula tem as mesmas dimensões que a nota de R$ 20, o que facilitou a produção.

A nota tem tons de cinza, azul e sépia e traz o animal lobo-guará porque ele ficou em terceiro, entre os animais mais votados em uma pesquisa feita pelo Banco Central, em 2001, na época do lançamento das notas de R$ 2 e R$20, que tem a ilustração de uma tartaruga-marinha(1o lugar) e de mico-leão-dourado(2o colocado). 

Elementos de segurança:

Marca d’água e quebra cabeça - Assim como todas as cédulas da família do real, a de 200 reais também tem a marca d’água. Além disso, tem uma espécie de “quebra-cabeça”, que forma o número 200 no lado superior esquerdo.

Número que muda de cor - Repare na barra brilhante que parece rolar pelo número e na mudança de cor, do azul para o verde.

Número escondido - Coloque a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, em um local bem iluminado, e veja o número 200 que está oculto no lado direito da cédula.

Alto-relevo - Passe os dedos sobre o lobo-guará, o número de 200 e sobre a inscrição Banco Central do Brasil no lado da nota em que aparece o animal. No lado da efígie da República, o relevo está na inscrição República Federativa do Brasil, nas flores e folhas nas laterais e em “200 reais”.

De Exame Dinheiro.