segunda-feira, 24 de agosto de 2020

'Adoraria explorar a Amazônia com os EUA', diz Bolsonaro a Al Gore em Davos


Em conversa com Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos, em janeiro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse querer explorar os recursos da Floresta Amazônica com os EUA. Em resposta, o ambientalista americano disse não entender o que ele quis dizer. O caso ocorreu durante a Sessão Plenária do Fórum Econômico Mundial de 2019, em Davos, na Suíça.

O diálogo é um trecho do documentário alemão "O Fórum", que retrata os bastidores do evento. O registro foi publicado hoje pelo doutor em Ciência Política Guilherme Casarões.

Nas cenas, Al Gore se aproxima do presidente para mostrar solidariedade em relação ao estado de conservação da Amazônia, afirmando: "Estamos todos muito preocupados com a Amazônia, é algo que me toca profundamente". Enquanto isso, o presidente brasileiro vê a situação com um olhar econômico: "Temos muita riqueza na Amazônia e eu adoraria explorar essa riqueza com os Estados Unidos". 


"A história do regime militar no meu país foi mal contada" 

Antes disso, o político americano se apresenta como grande amigo de Alfredo Sirkis, ex-deputado federal que ajudou a fundar o PV (Partido Verde) e faleceu em um acidente de carro em junho deste ano. Bolsonaro então responde: "Fomos inimigos no passado.

Logo após, Gore até tenta brincar com a situação, dizendo que mencionou a pessoa errada. Com um sorriso, o presidente diz que está tudo bem e acrescenta: "A história do regime militar no meu país foi mal contada".

O Fórum 

Sobre a participação de Bolsonaro no evento, Klaus Schwab, presidente e criador do fórum, se diz preocupado: "É claro que me preocupo com o que ele disse não só sobre o meio ambiente", afirmou no trailer do longa. 

O documentário estreou no Brasil na última quinta-feira (20) e está disponível em plataformas de streaming como Now, Vivo Play, iTunes, Google Play, Youtube Filmes e Looke.

Do Uol.