domingo, 5 de agosto de 2018

Frente popular anuncia chapa majoritária, com Paulo Câmara e Luciana Santos



Sem surpresa, a Frente Popular anunciou, neste domingo (05), a chapa majoritária, encabeçada pelo governador Paulo Câmara (PSB), com a deputada federal Luciana Santos (PCdoB), na vice, e o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) e o senador Humberto Costa (PT) nas vagas ao Senado. A convenção estadual do PSB ocorre no Clube Internacional do Recife.

A coligação é formada por PSB, PT, MDB, PCdoB, PSD, PR, PP, Solidariedade, PPL, PMN, Patriotas e PRP. O grupo ainda tentar segurar o PROS e PDT, que articularam uma terceira via.


Apesar do PSB ter anunciado neste domingo(05), durante sua convecção nacional, que se manterá neutro e não irá apoiar nenhuma candidatura específica à presidência da República, Humberto Costa  declarou que o integrantes da chapa estão "unidos em prol da candidatura de Lula". “Decidimos ficar com a esquerda, com a unidade das forças populares, unidos com Pernambuco e Brasil, disse ele. "A luta continua e a Frente Popular tem a reintegração do PT”.

Humberto Costa afirmou que o momento que Pernambuco mais cresceu foi com a parceria entre o ex-governador Eduardo Campos e o presidente Lula, e que Paulo Câmara sofreu discriminação do governo Temer. “Em Brasília, jamais faltei a um chamamento seu. Juntos, vamos construir um governo ainda melhor”, declarou.

O petista acrescentou que muitos questionam como “pessoas diferentes” (Jarbas e ele) possam estar juntos. “Estamos juntos por Pernambuco e pelo Brasil”, finalizou. "Estamos aqui para dizer que é fundamental reunir as forças de todas as tendências para fazer Paulo vitorioso", afirmou por sua vez Jarbas Vasconcelos.



Luciana Santos disse em seu discurso que "a parceria entre Eduardo Campos e o presidente Lula foi o tempo em que Pernambuco mudou a sua matriz econômica, e trouxe a Refinaria Abreu e Lima, a Hemobras e muitas outras obras importantes para o Estado". "Apesar da perseguição de que você, Paulo, foi vítima, você está aqui governador, lutando por Pernambuco. Queriam tirar a refinaria, a Hemobras e privatizar a Chesf. Mas você lutou", destacou ela.

O primeiro-secretário nacional do PSB e prefeito do Recife, Geraldo Julio, não veio à Convenção Estadual, porque foi à Convenção Nacional do partido, em Brasília, que consolidou a neutralidade da legenda na disputa presidencial. Isso, inclusive, foi parte do acordo entre PT e PSB.

Após o encerramento da convenção estadual, o governador Paulo Câmara afirmou que ainda tenta manter o PROS e o PDT na Frente Popular. Os dois partidos estão articulados uma terceira via, junto com Avante.

"Quando eu vim para cá, eles ainda estavam debatendo. Estamos tentando conversar. Se estivermos com eles, ótimo, mas, se não conseguirmos, vamos para a disputa", declarou.

Fonte: Folha de PE.