quarta-feira, 22 de novembro de 2017

SURUBIM: Professores viram alvo de bandidos em tentativa de assalto na zona rural



A viagem tranquila é rotina para um grupo de professores que viaja diariamente do Centro de Surubim para os distritos do Mimoso e do Chéus, ambos na zona rural do município, para lecionar.

Mas na tarde desta terça-feira(21), a viagem dos educadores, por pouco, não terminou em tragédia. O grupo foi atacado por dois bandidos em uma moto, nas proximidades do distrito do Mimoso, em uma tentativa de assalto.

De acordo com ocorrência da Polícia Militar, a dupla iria assaltar o grupo, e tentou obrigar o motorista do Toyota bandeirantes que transportava os professores a parar, mas ele não obedeceu.

O veículo acabou colidindo com a moto. Os bandidos efetuaram disparos de arma de fogo contra os professores, mas ninguém ficou ferido. A PM recolheu sete cápsulas de pistola 380 no local.  

O Toyota levava doze pessoas, incluindo o motorista. Entre os onze passageiros, estavam nove professores das escolas Ignácia de Alcântara Vasconcelos, do Chéus, e da Maria do Carmo Viana [foto] , no Mimoso, além de uma aluno da Eja - Educação da Jovens e Adultos, e uma criança de oito anos. 

"A gente percebeu quando eles passaram por nós encapuzados, nas proximidades do Alegre. Eles seguiram em frente, e quando passou o sítio Alegre, eles fizeram a volta e vieram em nossa direção. Ficaram escondidos em um declive da estrada. Quando aparecemos já foi muito em cima deles, nisso eles começaram a atirar contra o Toyota. E como eles estavam na contramão, não deu para o motorista desviar. Houve pânico total, pois eles ficaram de frente para o veículo efetuando os disparos. Vários professores passaram mal", conta o professor Luclécio Lima. 

De acordo com o professor da escola do Chéus, os colegas estão com medo de ir trabalhar. Ele conta ainda que os alunos também ficaram muito chocados, e que relatam na sala de aula o quotidiano de medo zona rural de Surubim.

"Existe um sentimento de medo de ir trabalhar novamente, e de aflição. Não conseguimos dormir direito. Os alunos ficaram muito chocados, alguns chorando. Eles relatam o medo e os casos de  insegurança que vivem diariamente. Eu tenho medo, mas também tenho esperança que um dia essa violência diminua, e que não consiga nos fazer desistir da educação", completa.

A moto utilizada pela dupla, uma Honda CG 150 Fan, cor preta, ano 2014, placa OYY 0700 foi apreendida. Os suspeitos conseguiram fuigir. Os policiais fizeram buscas, mas nenhum suspeito foi localizado. 

Não foram divulgadas informações sobre o toyotta. Os professores foram levados para Unidade de Pronto Atendimento - Upa do bairro do Coqueiro, em estado de choque, atendidos e liberados em seguida. As aulas chegaram a ser suspensas, mas já estão normalizadas.

Fotos: Divulgação / Facebook
Da Redação.