quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Reforço da estrutura do paredão de Jucazinho custou R$ 8,2 milhões. Outros R$ 35 milhões serão gastos em "obras de modernização da barragem", prevê ministério da Integração Nacional


Mesmo tendo passado por obras de recuperação recentemente, barragem de Jucazinho aparece no relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) com 'risco de rompimento , por péssimas condições e estruturas físicas comprometidas.

Com a barragem em colapso, da possibilidade de chuva, que sempre trouxe esperança e segurança hídrica, agora pode representar medo, incerteza e insegurança. 

O documento aponta Jucazinho com alto o Potencial Associado (DPA) e a Categoria de Risco (CRI).

Operacionalizado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), o reservatório de Jucazinho está em colapso.

A manutenção é feita pelo Dnocs - Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, vinculado ao Ministério da Integração.

Em dezembro de 2016, o presidente Michel Temer(PMDB) esteve em Jucazinho e anunciou a liberação R$ 12 milhões para recuperação da barragem.

Também deu ordem de serviço de R$ 33,7 milhões para a construção da adutora que interligou os  sistemas Siriji e Palmeirinha.

Depois do anúncio do relatório da Agência Nacional das Águas , o Ministério da Integração informou que os serviços de recuperação e o reforço das estruturas da barragem de Jucazinho foram feitos, com investimento de R$ 8,2 milhões.

A reportagem do Blog esteve em Jucazinho. Na chegada, a placa indica os R$ 12 milhões anunciados pelo presidente. Com gasto de R$ 8,2 milhões confirmados pelo Ministério da Integração Nacional apenas para reforçar as estruturas, a recuperação externa certamente ficou para ser custeada pela próxima liberação de verbas.

CONFIRA VÍDEO:


Embora haja sinais de obras, externamente, a necessidade de recuperação é muito evidente. O paredão, cujo acesso ao público ainda não está liberado, está com as muretas e grades de proteção bem danificadas.  

"O próximo passo será a execução das obras de modernização da barragem. A licitação para essa etapa está sendo preparada pela equipe técnica. A previsão inicial de investimento é de R$ 35 milhões", adiantou o ministério.




Fotos: Alberico Cassiano.
Da Redação, com Folha de PE, site Presidência da República.