segunda-feira, 28 de agosto de 2017

LUZ AMARELA: Tímido desempenho da gestão Ana Célia já preocupa reeleição de deputados surubinenses




Os tímidos resultados da gestão Ana Célia (PSB) na Prefeitura de Surubim já estão preocupando os deputados surubineneses, Danilo Cabral (federal/PSB) e Nilton Mota (estadual/PSB), que pela primeira vez, vão disputar a eleição com o apoio do Município.
Entretanto, como a gestão não está conseguindo implantar ações que tragam visibilidade ao governo da socialista, o sinal de alerta acendeu, uma vez que isso pode dificultar muito a vida dos deputados para pedir voto em casa, no próximo ano.
“A gestão está conseguindo apenas manter os serviços, o Município organizado, mas os resultados ainda são tímidos demais e isso nos traz reflexos sim. Pelo menos, não ajuda tanto na reeleição, nem de Danilo [Cabral] nem de Nilton [Mota]. Mas isso é suavizado pelas ações do governo do estado na região, a exemplo da água e implantação dos Bombeiros, que estão acontecendo e pelo fato dos dois serem deputados presentes”, afirma uma liderança socialista ligada aos deputados.

'NOVIDADE SOCIALISTA': herdeiro de Eduardo Campos pode ser conquistar muitos votos dos socialistas em Surubim

FOGO AMIGO – embora a reeleição de parlamentares, em todo país, tenha se tornado complicada, quer pela credibilidade dos políticos tradicionais em baixa, quer pela tendência dos eleitores votarem em novos nomes até então distantes da política, o maior problema dos deputados surubinenses, em casa, é o fogo amigo.
“Existia uma expectativa muito forte do PSB ganhar a eleição para Prefeitura, na verdade, doze anos de esperanças acumuladas. O grande problema agora é que, justo quando conseguimos alinhar Município e governo do estado, estão sendo dados muitos ‘nãos’ e isso tem magoado pessoas muito próximas. Muita gente ligada a Flávio [Nóbrega/ex-prefeito] ganhou oportunidade, e pessoas que estavam com Ana Célia há doze anos estão colhendo inúmeros nãos. Gente de confiança do governo Tulio [Vieira/ex-prefeito] em cargos importantes e quem caminhou com ela esse tempo todo de fora... então você já escuta muita gente dizendo que simplesmente não vai votar mais “, acrescenta outro importante nome do PSB local.

ALINHADOS: deputados querem mostrar que são atuantes e estão em sintonia com as demandas da Prefeitura


ESTRATÉGIA  antenados aos fatos, os deputados surubinenses estão refazendo as estratégias de atuação e intensificando as agendas na região. A ideia é mostrar que, apesar da crise, a máquina do governo do estado está presente nos municípios.  "Estamos mostrando isso: Que os dois sempre estão trazendo alguma coisa. Danilo [Cabral] e Nilton [Mota] não só estão presentes, como tem serviços prestados. Não teremos nenhum receio em caminhar nas ruas, conversar e de entrar na casa das pessoas”, defende um vereador.
Com dois mandatos de deputado federal, Danilo Cabral, pela primeira vez, de fatos, assumiu a vaga em Brasilia.  Na primeira eleição, em  2010, foi convocado pelo então governador Eduardo Campos para a secretaria das Cidades. Reeleito em 2014, foi para secretaria de Planejamento da gestão Paulo Câmara. Deixou o governo assumiu a cadeira no Congresso Nacional.
AMIGAS: Renata Campos e Ana Arraes foram decisivas no PSB para Ana Célia disputar a Prfeitura
“Danilo Cabral, em meio a essa crise lá de Brasília, tem inclusive votado mais à esquerda, como se fosse até um parlamentares dessa ala do Congresso. Mas localmente, não é suficiente. Em Surubim o eleitor pode achar que não precisa votar nele porque já votou  duas vezes e ele preferiu ser secretario. E se decidir votar no filho do ex-governador Eduardo Campos Renata Campos, por exemplo, afinal Renata Campos e Ana Arraes foram decisivas para Ana Célia ser candidata?", alerta outro partidário.

Em 2010, o então prefeito Flávio Nóbrega(PT) apoiou Maurício Rands(PT/8.836 votos) para federal. Já Danilo Cabral  teve 9.592, com o apoio do estado. Em 2014, voltou a ser majoritário em casa com 12.202 votos, contra 7.248 votos do candidato Mozart Sales)PT), que teve o apoio do então prefeito Tulio Vieira(PT).
Eleito para o primeiro mandato em 2014, Nilton Mota, vai tentar renovar a  cadeira na Assembleia.  Exerce o cargo de secretario de agricultura do estado, e tem intensificado a agenda nos municípios, e mais especificamente na região. 

“Esta semana ele esteve em, durante do dia, em três cidades do sertão, rodou uns mil quilômetros e à noite, estava em Vertentes. Como para estadual o voto é mais pulverizado, tem que trabvalhar ainda mais. Pode ter a concorrência de nomes locais a exemplo do deputado estadual dr.Valdir (PP) que tenta reeleição, e do ex-prefeito Tulio Vieira, que pode disputar pelo PTB" , afirma uma liderança local.
Na eleição para Assembleia de 2014, Nilton Mota foi majoritário em casa, também sem o poio da Prefeitura. O candidato oficial, Ricardo Costa(PTN) teve 3.110 votos, ficando apenas na 4a colocação. Dr. Valdir(PP) teve 3760 e João Lira(PP) conseguiu 3123 votos em Surubim.

FOTOS: Google / Blog Mais Casinhas
Da Redação.