sexta-feira, 28 de julho de 2017

CARUARU: Preservação do patrimônio histórico é destaque em Fórum


Com o objetivo de discutir a temática da preservação do patrimônio da cidade, aconteceu ontem (27), no Teatro Difusora, o I Fórum de Preservação do Patrimônio Edificado de Caruaru, uma realização da Prefeitura através da Secretaria de Urbanismo e Obras.

A cerimônia de abertura teve início com a participação da Secretaria de Urbanismo e Obras, Nyadja Menezes, que ressaltou a importância e relevância do município receber este Fórum. “É com muita satisfação e alegria que trazemos esta abordagem para Caruaru, algo inovador, onde é possível refletir sobre nossa história cultural e como devemos manter essa preservação nos dias atuais”, pontuou.

Em seguida, a prefeita Raquel Lyra, que também esteve presente durante toda a manhã no evento, lembrou da importância de debater patrimônio em Caruaru e de trazer grandes nomes da arquitetura para consolidar a discussão. “É um rico e grandioso debate, que nos mostra como preservar nossa história, representado aqui por grandes palestrantes, em um lugar que faz parte do contexto histórico daqui da cidade. Estamos aqui para ajudar, para que assim como o teatro, outros imóveis possam ser realidade em Caruaru”, destacou Raquel.

O evento teve a participação de diversos nomes da arquitetura, representando várias entidades. Para iniciar o ciclo de palestras, o público pode conferir com a arquiteta Maria Emília Lopes, representante do IPHAN, o tema: A estratégia de Preservação do Patrimônio Ferroviário no Brasil. Dando continuidade ao ciclo, o arquiteto colombiano Gustavo Restrepo, responsável pela reestruturação urbanista da Comuna 13 em Medellín, na Colômbia, aprofundou a temática “Transformações Urbanas e Patrimônio Edificado”. Segundo o arquiteto, é necessário colocar em prática, políticas públicas que discutam as edificações históricas de cada lugar, assim como Caruaru. “Poder trazer para um público de várias gerações as temáticas patrimoniais é saber que a história de cada lugar será repassada ao longo do tempo, e principalmente preservada de geração em geração”, frisou o colombiano.

O debate contou com a participação de estudantes de arquitetura, proprietários de imóveis, secretários, representantes de entidades da cidade e região, bem como o público em geral. “O importante é que a gente possa abrir um círculo de debate, fazer regulamento e discutir como preservar um patrimônio, este que é o começo de toda história cultural, assim, construímos um sentimento coletivo acerca da preservação conjunta de toda nossa cidade”, afirmou o Vice Presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco, Roberto Freitas.   

O fórum discutiu desde a estratégia de preservação do patrimônio ferroviário do Brasil, até a renovação de objetos arquitetônicos para atender as demandas contemporâneas de uso e sustentabilidade dos empreendimentos como estudo de caso. “Há trinta anos trabalho nesta área de preservação de patrimônio, pra mim é um grande prazer discutir esta temática no ambiente de Caruaru. Temos que ter sempre um olhar de cuidado com nossa história. Discutir preservação hoje, não é difícil, saímos da preservação do edifício isolado, para a preservação da paisagem histórica. Diante disso, é preciso sempre discutir e contextualizar estes temas”, afirmou a arquiteta, Terezinha Monteiro.

*Palestrantes e temas abordados no Fórum:


Maria Emília Lopes arquiteta e representante do IPHAN.
Palestra: A Estratégia de Preservação do Patrimônio Ferroviário no Brasil.

Gustavo Restrepo arquiteto colombiano, responsável pela reestruturação urbanista da Comuna 13 em Medellín.
Palestra: Transformações Urbanas e Patrimônio Edificado.

Cristiane Feitosa arquiteta e representante da FUNDARPE.
Palestra: Análise Técnica de Projetos em Imóveis Especiais de Preservação.

Lorena Veloso arquiteta e representante do DPPC.
Palestra: Imóveis Especiais de Preservação: Processo de Qualificação.

Walmiré Dimeron, representante do IHC.
Palestra: A importância da Criação da Lei do IEP’s no Município de Caruaru.
Subtema: Memória Arquitetônica Caruaruense.

Swami Lima arquiteto.
Palestra: Diretrizes para Salvaguarda dos IEP’s.

Terezinha Monteiro arquiteta e representante da UNIFAVIP.
Palestra: Intervenções em Sítios Históricos.

Fernando Guerra arquiteto
Palestra: A renovação de objetos arquitetônicos para atender às demandas contemporâneas de uso e sustentabilidade dos empreendimentos com estudos de caso.

FONTE: Assessoria de Imprensa.