segunda-feira, 5 de junho de 2017

Pernambuco apresenta aumento do número de homicídios a partir de 2014, diz Ipea


Após sete anos com diminuição no número de homicídios, Pernambuco apresenta um crescimento das mortes violentas a partir de 2014, voltando ao padrão de 2009 e 2010. O dado faz parte do Atlas da Violência, divulgado nesta segunda-feira (5) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que inclui informações até 2015 e traz um retrato da violência no país.


Na lista das cidades mais violentas do país com mais de 100 mil habitantes em 2015, duas são pernambucanas e localizadas na Região Metropolitana do Recife. Cabo de Santo Agostinho aparece em 10º lugar com 85,3 mortes violentas por 100 mil habitantes, enquanto Igarassu apresenta taxa de 69,4, ocupando o 28º lugar.


Os pesquisadores destacam que, entre 2007 e 2013, o estado foi uma “ilha de diminuição de homicídios no Nordeste”, com uma redução de 36% na taxa, indo de 4.557 mortes violentas para 3.124. Em 2014, o número volta a subir, com 3.358 homicídios registrados e crescimento para 3.847 em 2015.

A taxa de homicídios do estado chegou ao patamar mais baixo justamente em 2013, com 33,9 mil mortes violentas para cada 100 mil habitantes. Em 2015, foi de 41,2 para cada 100 mil, superior aos 39,5 para cada 100 mil registrados em 2010.

Fonte: G1 PE.