terça-feira, 16 de maio de 2017

ELEIÇÕES 2018: Ex-primeira dama de Pernambuco, Renata Campos, estaria sendo sondada para ser vice de João Doria(PSDB) na disputa presidencial


A ex-primeira dama de Pernambuco, Renata Campos, estaria sendo sondada para ser vice de uma possível chapa encabeçada pelo prefeito de São Paulo, João Doria(PSDB), na disputa pela Presidência da República, em 2018.

Embora tenha dito que não disputa o Planalto, caso o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, seja o candidato, o prefeito pode ser a alternativa do partido, caso os medalhões tucanos sejam inviabilizados, por terem os nomes envolvidos em escândalos de corrupção.

No mais recente programa eleitoral do PSDB, Doria não apareceu, ao contrário dos também presidenciáveis Aécio Neves, José Serra e de Geraldo Alckimin. Assim sengue como possibilidade de ser a cara 'do novo' projeto que o PSDB vai oferecer como opção para o eleitor em 2018.

Embora tenha criticado políticos tradicionais, João Doria faz rasgados elogios ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos. Nesse sentido já estaria vendo a ex-primeira dama como melhor possibilidade de vice, numa eventual candidatura, sobretudo para ter inserção no Nordeste.


MARINA - já a senadora Marina Silva(Rede) estaria articulando conversas com nomes do Judiciário, e trabalhando nos bastidores para ter como vice o ex-ministro do Supremo, Joaquim Barbosa.


PT - por sua vez, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, pode ser a alternativa do PT, caso o ex-presidente Lula se torne inelegível, por condenação em algum processo.

Haddad foi um dos poucos petistas que não foi a Curitiba prestar solidariedade ao ex-presidente, quando Lula foi depor recentemente, na operação Lava-jato.

Fernando Haddad é o petista que mais se parece com um tucano. E embora tenha perdido a reeleição para João Doria, pode ser apresentado como 'o novo' do PT, da mesma forma que o atual prefeito paulista pode ser para os tucanos.

Da Redação.