domingo, 28 de maio de 2017

Chuvas já provocam mortes no interior de Pernambuco. Várias cidades estão alagadas


A cidade de Barra de Guabiraba, no Agreste de Pernambuco, registrou alagamento em vários bairros. Segundo a secretária de governo do município, Heine Freitas, cerca de 1.500 casas foram inundadas e 4 mil pessoas estão desabrigadas.

A cidade tem cerca de 13 mil habitantes e a energia foi cortada. Ainda segundo a secretária, a Defesa Civil está na cidade fazendo um levantamento e direcionando as primeiras ações. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o munícipio registrou 207,65 mm de chuva nas últimas 24 horas.


O município de Cortês, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, registrou cerca de 46 casas atingidas por deslizamentos de encostas. De acordo com a Defesa Civil, 112 pessoas estão desalojadas. 18 casas foram inundadas.

Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), na cidade choveu 214,06 mm nas últimas 24 horas. O município tem cerca de 12 mil habitantes.


DESAPARECIDOS - Defesa Civil confirmou na manhã deste domingo (28) que duas pessoas seguem desaparecidas após chuvas em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Uma mulher, de idade não identificada, estava dentro de um carro com cerca de cinco pessoas. O veículo não conseguiu passar pela passagem molhada no bairro Caiucá. As pessoas conseguiram sair do carro, mas a mulher ficou e foi levada pela água.

O outro caso, segundo a Defesa Civil, foi registrado na estrada de Lagoa de Pedra, zona rural de Caruaru. Um homem, também de idade não divulgada, também foi levado pela água. De acordo com a Defesa Civil, as buscas pelos corpos continuaram durante o domingo. 


As situação das chuvas em Belém de Maria, na Mata Sul de Pernambuco, preocupa os moradores e o poder público. O nível do Rio Panelas subiu e a cidade foi tomada pelas águas, em algumas casas, marcando até 80 cm. A população deixou o local e seguiu para os pontos mais altos da cidade. Na cidade de Rio Formoso, também na Mata Sul, está em estado crítico.

MORTE - Um casal morreu soterrado na madrugada deste domingo (28) em Lagoa dos Gatos, no Agreste de Pernambuco. De acordo com o secretário de Administração do município, Marcelo Antônio da Silva, por causa das fortes chuvas uma barreira teria caído por cima da casa onde eles moravam.

Ainda segundo a prefeitura, a Vila do Rosário, na zona rural, está praticamente submersa. Em alguns pontos, o nível da água chega a dois metros de altura. Comida e água estão sendo enviadas para auxiliar os moradores.

O secretário de Administração disse ainda que em alguns pontos a cidade está ilhada e que a prefeitura está recebendo donativos. Ainda está chovendo e os níveis dos rios continuam subindo.

Fonte: G1 Caruaru.