quinta-feira, 16 de março de 2017

Delegada Gleide Ângelo diz ter certeza sobre o assassino da menina Beatriz


Em coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (15) no Recife, a delegada Gleide Ângelo divulgou foto do assassino da menina Beatriz Angélica Mota, 7 anos, assassinada a tesouradas em dezembro de 2015, em Petrolina, Sertão de Pernambuco.

"Ele é o assassino. Estamos disponibilizando para a população o rosto do assassino da menina Beatriz", disse a delegada, ao apresentar a foto do criminoso. A recompensa para quem passar informações é de R$ 10 mil. A investigação seguiu a partir da análise do suspeito anterior.

Segundo descrição da delegada, o assassino passou duas horas agindo como flanelinha em frente à escola, onde estava havendo um evento. "Tudo indica que ele entrou na escola por volta das 21h45. Seis pessoas o viram. Mas a menina desceu às 21h49 para beber água, então foi entre 10 e 12 minutos o tempo que ele permaneceu lá. Até quando pegou Beatriz", descreve Gleide Ângelo.

Segundo a delegada, há indícios de que o foi crime premeditado. "Ele passou duas horas no local, se fazendo de flanelinha. É como se ele estivesse esperando o comando de alguém para entrar. Ele não é flanelinha, ninguém o conhece na localidade", afirmou. "Pode haver um mandante, mas tudo isso a gente só vai saber quando o prender".


A delegada está certa de que o homem que aparece nas imagens é o executor da menina. "Este é o rosto do assassino da menina Beatriz. A gente pede à população agora que nos ajude na identificação. Há uma recompensa de R$ 10 mil pela informação verdadeira".

Gleide esteve com os pais de Beatriz na última terça (14), em Petrolina, e mostrou ao casal as imagens. "Eles precisam ajudar também ma divulgação, que é nosso foco. A gente tem que prender, encerrar, dar uma resposta. Esse homem não continuar solto". O crime aconteceu há um ano e três meses.


Denúncias podem ser feitas pelos seguintes números:

- Disque-denúncia: (81) 3421-9595/ (81) 3719-4545
- Ouvidoria da SDS: 181 / Whatsapp: (87) 99911-8104 

Fonte: Folha de PE.