quarta-feira, 15 de março de 2017

Chuvas devem ficar abaixo da média no Agreste em abril e maio, diz Apac


A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) divulgou na manhã desta quarta-feira (15)  a atualização mensal do Monitor de Secas no Nordeste. De acordo com os dados, a previsão climática para os meses de março, abril e maio de 2017 é de chuvas abaixo da média no Agreste e Sertão de Pernambuco.
Efeitos no Agreste
Devido a estiagem prolongada e da escassez de chuvas na região, o volume de água retirado da Barragem do Prata, que abastece a cidades do Agreste, foi reduzido em 200 litros de água por segundo, passando de 740 l/s para 540 l/s. A medida vai evitar que a barragem, que hoje se encontra com 17,5% de sua capacidade total - que é de 42 milhões de metros cúbicos de água - entre em colapso e continue a ser explorada até o Sistema Produtor do Pirangi entrar em operação para reforçar o Prata com água da Mata Sul do estado.
A previsão é que, dentro de 30 dias, o Pirangi comece a operar plenamente.
Fonte: G1 Caruaru.