quinta-feira, 16 de março de 2017

23ª edição da Rodada de Negócios da Moda Pernambucana movimenta Polo de Confecção do Agreste


A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana chega à 23ª edição. Em mais de 11 anos, o principal evento de moda do Polo de Confecções do Agreste tornou-se um dos mais importantes da região Nordeste: foram mais de R$ 272 milhões em negócios, 19 milhões de peças comercializadas, mais de 70 mil pedidos gerados, 2.300 compradores e cerca de 10 mil lançamentos. Para esta edição, que acontece de 15 a 17 de março, 125 stands foram comercializados e 300 compradores já garantiram presença.

O evento tem uma grande participação de empresários e  compradores de todo o país, com destaque para as regiões Norte e Centro-Oeste. Esse público vem em busca de peças de surf wear/street wear, praia, fitness, moda íntima, bebê/infantil, jeans, moda feminina e acessórios, que também estão sendo expostos por empresas do Ceará e da Paraíba.

No momento em que chegam ao Polo Caruaru, local que sedia a Rodada de Negócios da Moda Pernambucana, os compradores devem realizar o credenciamento. Em seguida, passarão pelo showroom, onde peças das empresas participantes estarão expostas. A partir daí, o comprador interessado em adquirir a produção de determinada marca fará um agendamento com a empresa e será direcionado ao stand para conhecer as coleções e fechar negócio.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) está, mais uma vez, realizando o Projeto Blitz. Trata-se de uma consultoria para os expositores, com foco na excelência da produção. A ação é coordenada pelo Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado de Pernambuco (Sindivest-PE). As consultorias são gratuitas, devido ao subsídio do Sindicato, da Acic e do Sebrae. As empresas são beneficiadas com diversas estratégias para estarem bem preparadas para este momento da comercialização, apresentando um diferencial competitivo em relação ao mercado.

De acordo com o analista técnico do Sebrae Gilson Gonçalves, o acompanhamento de todo o processo produtivo das empresas faz com que os produtos tenham maior valor agregado. “Uma das estratégias do Sebrae é, justamente, fazer o empresário do Polo de Confecções do Agreste perceber, por exemplo, que o design é um agregador de  competitividade ao negócio. Felizmente, eles já começam a perceber essa necessidade para tornar o seu produto mais competitivo,  considerando à concorrência existente entre o Polo de Confecções do Agreste e os demais polos produtores de roupas do país”, destacou.

A Rodada de Negócios da Moda Pernambucana é uma realização da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic) e do Sebrae Pernambuco.O evento recebe apoio do Sindivest-PE, da Associação Comercial e Industrial de Toritama (Acit), da Associação Comercial e Empresarial de Surubim (Aciasur) e da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (Ascap). 

Fonte:  Assessoria de Comunicação.