terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

SURUBIM: 'toyoteiros' fazem protesto contra possível proibição de circularem pelo Centro. Prefeitura pretende anunciar medias para organizar trânsito

TRÂNSITO DIFÍCIL - trafegar pelas ruas e avenidas de Surubim, em dias 'normais', já é tarefa complicada.

Da Redação.

Bastou a Prefeitura de Surubim interditar o tráfego de toyotas na rua Maria Rejane Germano, no Centro, para que toyteiros, como são chamados os motoristas que trabalham fazendo transporte alternativo na região, fizessem um protesto, na manhã desta terça-feira (14).

Os motoristas estacionaram os veículos na praça Dídimo Carneiro e em frente ao prédio da prefeitura, protestando contra possíveis medidas para organizar o trânsito da cidade e que mexam com a forma atual de trabalho da categoria. 


JUNTO E MISTURADO: pedestres, mototaxistas, caminhões de carga e toyotas.
CAOS : rua dr. Estácio Coimbra, umas das mais movimentadas do Centro, também tem trânsito complicado.

Os toyoteiros, na verdade, acabaram apenas antecipando um possível protesto. É que, embora pretenda anunciar modificações no trânsito da cidade, hoje, a Prefeitura apenas interditou a rua por conta de obras da Compesa, realizadas na avenida dr. Jerônimo Miranda de Melo, ao lado do banco do Nordeste, local utilizado como 'ponto' de embarque e desembarque de passageiros dos toyotas.


EM 2015 - os toyoteiros protestaram na rua Maria Rejane Germano, no Centro e...
NENHUMA MUDANÇA - ou medida que organize o trânsito de Surubim foi anunciada

O protesto serve também de termômetro, mas não pode ter efeito intimidador. Em 2015, por exemplo, os toyoteiros fecharam a rua Maria Rejane Germano, a praça Dídimo Carneiro e a rua João Batista, em protesto contra possíveis modificações no trânsito. Desde então, nenhuma medida efetiva foi tomada, neste sentido.  

Mas o trânsito de Surubim, com uma frota de veículos maior a cada ano, tornou-se complicado e necessita de medidas urgentes, inclusive as que disciplinem o transporte alternativo de passageiros, sem esquecer dos caminhões que fazem carga e descarga, para o comércio, nas ruas do Centro, e que não seguem nenhuma norma.

Os toyotas são importantes para a economia local, fazendo o transporte dos moradores dos bairros e das comunidades rurais para o Centro, bem como para o fluxo de pessoas dos municípios próximos para Surubim.


MELHORIA DO SERVIÇO: embarque e desembraque é feito na rua. Organização pode ajudar a garantir mais passageiros 

Outro fato, é que, embora os toyoteiros, paguem alvará e impostos, não seguem nenhuma norma que discipline o transporte porque simplesmente não existe. 

Caso não se tome nenhuma medida, a tendência é o caos imperar. Mas será preciso determinação para propor as modificações e pulso firme para contornar a evidente insatisfação da categoria, que será exceção, pois a organização do trânsito de Surubim é uma demanda urgente da cidade.

O protesto desta terça terminou por volta do meio dia, quando as ruas foram liberadas para o trânsito. 
Uma comissão de toyoteiros foi recebida pelo secretário municipal de Defesa Social, José Lopes, que explicou o motivo da interdição.


CARGA E DESCARGA - sem qualquer ordenamento também atrapalha o fluxo dos veículos e...

CAMINHÕES - travam o trânsito em ruas importantes do Centro 

O secretário também explicou que a Prefeitura está concluindo estudos técnicos para definir as intervenções que o trânsito de Surubim sofrerá, mas que as medidas serão anunciadas com antecedência.

A prefeitura se manifestou por meio de nota de esclarecimento, divulgada pela Assessoria de Imprensa. Confira o texto:

NOTA DE ESCLARECIMENTO



Na manhã desta terça-feira (14), a secretaria de Defesa Social da prefeitura de Surubim interditou o acesso das toyotas pela rua Maria Rejane, localizada no centro da cidade. A interdição aconteceu por conta de obras da Compesa que estavam sendo realizadas na Av. Dr. Jerônimo Miranda de Melo, ao lado do Banco do Nordeste, que é normalmente utilizada como corredor de transporte pelos toyoteiros.
Por conta da interdição, diversos toyoteiros realizaram um protesto em frente à prefeitura, mas foram recebidos pelo Coronel José Lopes, secretário da pasta, que esclareceu os motivos da interdição.
Com o término das obras ocorrido por volta do meio-dia, as vias foram liberadas normalmente para o transporte.
A secretaria esclarece, entretanto, que algumas medidas serão tomadas com o objetivo de disciplinar e ordenar a circulação, embarque e desembarque de passageiros e mercadorias por parte dos toyoteiros.
Para tanto, será realizada uma reunião com lideranças dos mesmos, que receberão, em tempo hábil, informações a esse respeito.
Prefeitura de Surubim.