terça-feira, 10 de janeiro de 2017

SURUBIM: Justiça expede liminar e prefeita autoriza banco pagar salários de dezembro. Ex-prefeito parcela pagamento do INSS até o último mês da atual gestão


Os funcionários públicos municipais vão receber, ainda esta semana, os salários do mês de dezembro. Os valores estavam bloqueados pela Justiça, mas a prefeita Ana Célia Cabral (PSB) desistiu da ação. De acordo com a gestora, seguindo liminar judicial, ela autorizou o banco realizar o pagamento.

"Enviei ao banco autorização de pagamento do mês de dezembro dos funcionários, contratados, pensionistas, inativos, e comissionados. Com a liminar anterior, preservamos os salários dos servidores em detrimento ao pagamento de R$ 600 mil a fornecedores", justifica a prefeita.

Hoje, (FOTO) a prefeita participou de um seminário para novos gestores, promovido pelo Tribunal de Contas de Pernambuco, e no intervalo, conversou, por telefone, com nossa reportagem.

Ex-prefeito parcela pagamento de dezembro do INSS, até o último mês da atual gestão   

A prefeita de Surubim, Ana Célia Cabrasl (PSB) esclarece ainda que o ex-prefeito Tulio Vieira (PT) não fez o último pagamento da Previdência do mandato dele, e preferiu pelo parcelamento no INSS. A última parcela vence no último mês da gestão da socialista, em dezembro de 2020.

"O ex-prefeito não pagou à Previdência no dia 10 de dezembro, optando pelo parcelamento, ficando para nova gestão o débito de R$ 16 mil mensais, durante 48 meses, mesmo assim paguei as pessoas de confiança dele", afirma a socialista. 

PRÓPRIA PELE - a prefeita lembrou também que o Município ainda lhe deve o salário de dezembro de 2004, quando exerceu pelo último mês o cargo de vice-prefeita [do então prefeito Humberto Barbosa/PFL-DEM], embora já tenha aberto mão de receber o valor do qual tem direito.  

"Meu salário de dezembro de 2004, nunca recebi. O ex-prefeito Humberto Barbosa recebeu de Tulio [Vieira], no ano passado. Mas o vencimento da vice, só depois de 2020", brinca. 

O salário ao qual a prefeita se refere, deveria ter sido pago pelo sucessor do ex-prefeito Humberto Barbosa, ex-secretário do pefelista, o médico Flávio Nóbrega (PT), eleito pela oposição. No ano passado, filiou-se ao PSB e indicou o filho para vice da socialista. 

Da Redação.