quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Em liberdade condicional, condenado por estupro é preso por estuprar tia de 50 anos, e tentar abusar do neto da vítima, de oito anos de idade


Um homem foi preso na manhã desta terça-feira (3), no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, suspeito de estuprar a tia de 50 anos,  de tentar violentar o neto da vítima, de 8 anos. O crime teria acontecido no último dia 10, na casa da vítima, em Peixinhos, Olinda, também na RMR.

Segundo o delegado Gilmar Rodrigues, a prisão de Douglas Borges, de 24 anos, foi realizada em cumprimento a um mandado. O homem, já tinha cumprido quatro dos oito anos de condenação, pelo estupro de uma menina de 10 anos, e estava em liberdade condicional havia três meses. 

De acordo com o delegado , a tia, compadecida da sua situação, abrigou o suspeito no dia da sua soltura, há dois meses. “Ele não tinha onde ficar e a tia ofereceu ajuda, mas assim que chegou à residência já começou a espancá-la. Ele bateu muito nela, amarrou o pescoço, colocou um pano na boca e a estuprou. Em todo o momento, a ameaçava com uma faca no pescoço”, contou o delegado.

O homem só parou com a chegada da filha e do neto da vítima ao local. Ele teria se assustado ao ouvir o portão da casa abrir. Ao entrar na sala, a filha foi empurrada pelo suspeito. O neto, com medo, saiu correndo em direção ao quintal. Segundo Rodrigues, em vez de fugir, o homem teria corrido atrás do menino na intenção de estuprá-lo.

“Ele só parou de correr atrás da criança quando ela foi para a rua. E só fugiu quando percebeu que os vizinhos estavam se reunindo na rua”, completa revoltado ao dizer que não entende como liberam um homem com esse histórico criminal.

“Saiu sem um estudo criminológico, um exame psicológico. Ele é completamente tarado, não usa cueca”. O suspeito foi preso no trabalho. Ele atuava como segurança de uma farmácia perto da estação de metrô de Cavaleiro, em Jabotaão dos Guararapes, no Grande Recife.

O delegado acredita que ele fez outras vítimas desde o dia que sou solto. “Ele estava todo molhado quando o prendemos. Tênis ensopado, calça molhada. Parece que estuprou alguém e passou água no corpo. Ele alegou que tinha tomado banho, mas ninguém toma banho de roupa”, diz.

A prisão foi expedida pela 3ª Vara Criminal de Olinda. Ainda segundo o delegado, Douglas foi preso enquanto trabalhava como segurança de uma farmácia. 

O homem foi levado para a Delegacia de Peixinhos e após ser ouvido, encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) e em seguida, encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima,  na Região Metropolitana do Recife.

Fonte: G1 PE / Folha de PE.