segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Sport bate Figueirense, se mantém na elite e ainda vai à Sul-Americana


O Sport entrou em campo contra o já rebaixado Figueirense precisando da vitória para seguir na Série A em 2017. E o time pernambucano cumpriu a sua missão sem tomar sustos. Venceu por 2 a 0 e de quebra ainda conseguiu uma vaga improvável na edição do próximo ano da Copa Sul-Americana. Os autores do gols do triunfo foram o atacante Rogério e o meia Diego Souza.  
O triunfo levou o Sport aos 47 pontos e à 14ª colocação do Brasileiro, a última da zona de classificação ao torneio continental. O time foi beneficiado ainda pelas derrotas do Vitória para o Palmeiras e do Coritiba para a Ponte Preta.


Com a permanência na Série A, o Sport terá a sua maior sequência na elite nacional em muito tempo. A última vez que passou mais de quatro anos seguidos disputando o Brasileirão foi entre 1991 e 2001.
A participação na Copa Sul-Americana do ano que vem será a quinta consecutiva do Sport.

Tempo para Diego Souza virar artilheiro


E a comemoração foi ainda maior graças a Diego Souza. Em um rápido contra-ataque, o meio-campista finalizou em direção ao gol e ainda contou com um desvio no zagueiro para anotar pela 14ª vez no torneio e se igualar a Fred e William Pottker (ponte Preta) como artilheiro.

"Fui presenteado depois de um ano difícil que passamos. Se tornar artilheiro com um atacante como o Fred e uma revelação como o Pottker me deixa lisonjeado. O ano foi difícil para nós, mas terminou bem. Só tenho de agradecer aos meus companheiros", afirmou Diego Souza ao canal Premiere.

Rebaixado, Santinha sofre última derrota 


Para cumprir tabela, São Paulo e Santa Cruz entraram em campo na tarde deste domingo (11) para a última rodada do Campeonato Brasileiro. Motivado com a contratação do novo Rogério Ceni, o Tricolor paulista goleou os visitantes por 5 a 0.

Com o resultado, a equipe comandada pelo técnico Pintado encerrou a competição nacional com 52 pontos, na 10ª colocação da tabela de classificação. O Santa Cruz fecha o Brasileiro rebaixado, no penúltimo posto, com apenas 31 pontos somados em 38 jogos.
Veja qual foi a premiação dos times:
Palmeiras: R$ 17 milhões
Santos: R$ 10,7 milhões
Flamengo: R$ 7,3 milhões
Atlético-MG: R$ 5,3 milhões
Botafogo: R$ 3,85 milhões
Atlético-PR: R$ 2,6 milhões
Corinthians: R$ 2,25 milhões
Ponte Preta: R$ 1,95 milhão
Grêmio: R$ 1,7 milhão
São Paulo: R$ 1,5 milhão
Chapecoense: R$ 1,3 milhão
Cruzeiro: R$ 1,15 milhão
Fluminense: R$ 1 milhão
Sport: R$ 900 mil
Coritiba: R$ 800 mil
Vitória: R$ 700 mil

Como ficou a tabela final do Brasileirão 2016:





Fonte : UOL Esportes / G1 / Folha de PE /  Estadão.