terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Saiba como é o avião UTI que trouxe Jackson Follmann ao Brasil


O goleiro da Chapecoense Jackson Folmann chegou a São Paulo na madrugada desta terça-feira após quase dez horas desde a saída da cidade de Medellín (COL). O transporte do atleta foi feito por um avião UTI para evitar qualquer tipo de complicação ao longo do processo.
E a estrutura da aeronave utilizada no transporte é praticamente a mesma da utilizada em hospitais para um tratamento mais intensivo. 
O avião conta com ventiladores a volume, monitores de pressão invasiva ou intracraniana, desfibriladores, marca-passos, oxímetros de pulso, bombas de infusão, eletrocardiógrafo e kits de imobilização, além de medicamentos. 

O avião, além de Jackson, podia carregar apenas mais cinco pessoas: piloto, co-piloto, um médico, um enfermeiro e um passageiro. O goleiro passou todo o tempo deitado em uma maca.
Para evitar turbulência, que pode causar desconforto ao paciente, a aeronave voa em altitudes um pouco mais baixas do que jatos comerciais que fazem rotas nacionais e internacionais e a rota é calculada para evitar ao máximo passar por áreas suscetíveis a trepidações.
"Temos todos os recursos para manter a vida e o tratamento que for necessário", explicou Francisco Souto, médico chefe do avião.
Fonte: UOL.