sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

84% dos pequenos empresários evitam empréstimos


Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 84% de micros e pequenos empresários não vão obter empréstimos nos próximos três meses. O fato que faz com que esses empreendedores evitem investir no próprio negócio são as altas taxas de juros e o medo da instabilidade econômica do País.

Diante desse cenário, no próximo ano, a palavra de ordem para os empreendedores ainda é cautela. Para o presidente da Federação das Associações de Microempresas e Pequeno porte (Femicro-PE), José Tarcísio, o receio do empresariado é um reflexo do momento econômico do País. “Essa não é a hora de investir ou contratar. Na verdade, é de se manter no mercado. São altas taxas de juros e poucas ações do Governo para ajudar o empresário”, afirmou.

O presidente Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro, apontou pelo menos dois motivos que deixam os empresários com o pé atrás na hora de investir. “A primeira é que o momento econômico deixa os empresários receosos em assumir compromissos de longo prazo; a segunda é que as microempresas têm mais facilidade para se manter com recursos próprios e, por isso, a contratação de linhas de crédito não faz parte de sua cultura”, comentou. A pesquisa ainda mostrou que 49,3% dos entrevistados não pretendem contratar nos próximos meses.

Fonte: Folha de PE.