domingo, 6 de novembro de 2016

SÃO CAITANO : Gari é eleito vereador mais votado e promete “varrer” a corrupçao


Se nas capitais as eleições municipais deste ano foram marcadas pelo símbolo da vassoura, que varreu o PT do poder, nos grotões nordestinos a mudança se deu no campo do inusitado. Em São Caitano, a 148 km do Recife, o vereador mais votado passou os últimos dois anos recolhendo o lixo da cidade como gari, contratado por uma empresa terceirizada pela Prefeitura.
 
Marcelo Jacó da Silva Alves, 34 anos, ou simplesmente Jacky Leone, nome artístico que adotou por ser ator nas horas vagas, teve 1.223 votos, 5,20% dos votos válidos. Desbancou os poderosos, contrariou teses, entre as quais a de que a janela do Legislativo não se abre para lisos.
 
 
Fã de carteirinha de Jackie Chan, ator oriental especialista em artes marciais e do cantor Michael Jackson, Jacky Leone caiu na graça facilmente do povo de São Caitano por ter feito uma campanha bem-humorada para quebrar preconceitos. Além de dançar imitando o maior ícone negro de todos os tempos da música americana e se inspirar nos heroísmo de ação do Kung Fu, principal estilo de Jackie Chan, Leone usou, principalmente, a bandeira do combate à corrupção.

“Para varrer a corrupção, vote no homem da vassoura”, este virou o seu slogan de campanha, associando ao instrumento de uma profissão que abraçou por falta de oportunidades de melhores empregos na cidade. Como gari, Jacky trabalhou até abril deste ano. Casado, pai de três filhos, embolsava um salário de R$ 1,1 mil, já incluído o extra para varrer o lixo nos dias de feira. Mora num bairro periférico num casebre pertencente a sua mulher, que é viúva e desempregada, dependente de pensão.

No seu Facebook, apresenta-se como ator, artista, representante oficial da arte e cultura de São Caitano. Também como gari, coletor de lixo da sociedade na empresa Prefeitura de São Caetano e colhedor de tomates na empresa Zona Rural, além de entregador de pizza. Natural de Caruaru, cidade vizinha, mora em São Caitano desde garoto, sendo seguido por 658 amigos em sua principal página nas redes sociais, onde foca suas imagens em peças teatrais e nas ruas, divertindo amigos e fãs.

Jacky entrou na disputa influenciado por amigos e colegas de trabalho. A princípio, sua opção partidária era o PTB, partido do atual prefeito, derrotado pelo tucano Jadiel Braga, mas foi impedido de ingressar no partido dos seus sonhos por puro preconceito. “A direção local do PTB criou todos os tipos de dificuldades para o meu ingresso na legenda. Não fosse Felipe, um amigão que tenho aqui e que gosta de política, eu teria perdido o prazo de filiação. Foi graças a ele que me filiei no PSDB em cima faltando poucos dias do prazo exigido”, diz.

Para ele, a discriminação do PTB se deu pelo fato de ser gari. “Eu não tenho nenhuma dúvida disso”, afirmou. Mas o PSDB, especialmente o prefeito eleito, o recebeu de braços abertos. “As urnas deram o recado e baniram o preconceito”, ressalta o vereador, referindo-se à acachapante derrota sofrida pelo prefeito Doutor Neves. Abertas as urnas, Jadiel, que na eleição passada foi patrono da candidatura de Neves, teve 13.130 votos, 57,04% dos votos válidos, ante 9.071 votos (39,41%) do prefeito-adversário.

Fonte: Folha de Pernambuco.