quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Defesa Social coloca 2,5 mil policias nas ruas para reforçar segurança, por 24 horas

A Secretaria de Defesa Social realiza uma operação desde a meia-noite desta quarta-feira (23) no Estado, com o reforço, nas ruas, de 2.457 profissionais das polícias Militar, Civil, Científica e Corpo de Bombeiros. A ação, denominada Polícia nas Ruas, visa combater todo tipo de crime e vai durar 24 horas.

Na Polícia Militar, há o reforço de 1.464 profissionais. A Diretoria Integrada Metropolitana (DIM) da PM, responsável pelo policiamento na Capital e Região Metropolitana do Recife, recebeu um aporte de 928 policiais oriundos de atividade meio em unidades especializadas, do Quartel do Comando Geral, como também da SDS.

Já a Diretoria Integrada do Interior I (DInter I), que abrange as unidades operacionais do Agreste e Zona da Mata, conta com o reforço de 331 policiais militares. Outros 205 militares vão reforçar o efetivo da Diretoria Integrada do Interior II (DInter II), responsável pela segurança pública de oito áreas integradas do Sertão Pernambucano.





Já a Polícia Civil está empregando um reforço de 939 profissionais (168 delegados e 771 agentes e escrivães). Em sua atuação, a operativa vai ampliar a capacidade de investigar, prender em flagrante, agilizar atendimento nas delegacias e coibir crimes como homicídios, tráfico de drogas e roubos. No período de 24 horas, serão recolhidas, por meio de mandados de prisão preventiva e temporária, pessoas procuradas pela Justiça.

O Corpo de Bombeiros está colaborando, na operação, o incremento de 49 profissionais, que atuarão na Capital e RMR. O efetivo apoiará ações da PM nas vistorias a bares, no salvamento e resgate de vítimas e na prevenção de acidentes nas praias do Recife e Olinda.

A atuação também objetiva o combate às queimadas em áreas de vegetação, que representam 70% das ocorrências de incêndio nesta época do ano. Outra importante operativa da SDS, a Polícia Científica colocará mais peritos criminais a serviço do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).



“O policial tem uma missão, que é proteger a sociedade, zelando pela ordem, tranquilidade e legalidade. A população precisa e clama pela presença do policial, que, por sua vez, é movido pelo senso do dever. Fizemos essa convocação e todos se apresentaram para este dia, em que ampliaremos a ostensividade, com pontos e bloqueio e abordagens em pontos quentes, o cumprimento de mandados de prisão e busca e apreensão, prisões em flagrante, ações de salvamento, combate a incêndios e a realizações de perícias criminais”, resume o secretário Angelo Gioia.


Fonte: Folha de PE.