terça-feira, 21 de junho de 2016

Show do Safadão custa R$ 575 mil em Caruaru e R$ 195 mil em Campina Grande. MP notifica prefeito.

DIFERENÇA : valor pago em Caruaru pelo show do Safadão é maior R$ 380 mil que o valor cobrado em Campina Grande


Uma polêmica grande surgiu esta semana envolvendo os valores cobrados pelo cantor Wesley Safadão para realizar seus shows. Os valores são altos, tipo: sem crise, mas o que chamou a atenção é que sua apresentação, marcada para o próximo sábado (25) no São João de Caruaru, irá custar R$ 575 mil, só que para o show na cidade de Campina Grande foi cobrado o valor de R$ 195 mil e acontece no dia 1º de julho.
Prefeito de Caruaru, José Queiroz - PDT - foi notificado pelo Ministério Público Federal - MPF, Ministério Público do Estado de Pernambuco - MPPE, e pelo Ministério Público de Contas de Pernambuco - MPCO - para esclarecer valor do cachê dos artistas contratados para o São João da Capital do Forró. 
O Ministério Público Federal investiga as possíveis irregularidades na contratação dos artistas. Na investigação, a assessoria do MPF informa que "a partir de consulta ao Portal da Transparência, a Prefeitura de Caruaru pagaria valores bem mais altos pelos mesmos shows programados para o São João de Campina Grande". As diferenças de preços são apontadas nos shows de Wesley Safadão, Elba Ramalho e Aviões do Forró.
Essa diferença foi o que causou a polêmica. São quase 400 mil a mais para o show em Pernambuco. O valor foi divulgado pela Prefeitura de Caruaru no portal da transparência. 
A diferença no cachê é de 294%, segundo apurou o TV Jornal Notícias da TV Jornal no interior. A produção do telejornal mostrou ainda a diferença nos cachês de outras bandas. Aviões do Forró receberá R$ 250 mil pelo show em Caruaru e R$ 195 mil em Campina Grande. O show de Elba Ramalho, na abertura do São João de Caruaru, custou R$ 190 mil e em Campina Grande, irá custar 160 mil.

Em nota, a Fundação de Cultura afirmou que exigirá explicações sobre a diferença verificada nos valores dos artistas. A Prefeitura de Campina Grande informou que contratou Wesley Safadão com um ano de antecedência da festa e por isso, teria conseguido negociar este valor.

A Banda Aviões do Forró afirmou, em nota, que “os valores cobrados pelos shows são calculados de acordo com inúmeras variantes que envolvem a logística das produções o que pode acarretar tais diferenças como as de Caruaru e Campina Grande”. As assessorias de Elba Ramalho e Wesley Safadão não se pronuciaram.
Fonte: G1 / PB Agora.