terça-feira, 21 de junho de 2016

Pernambuco deve receber mais de 560 mil turistas durante o São João

Fotos: Rafael Lima
Pernambuco é conhecido por ter uma das melhores festas de São João do Brasil. Caruaru é considerado o maior São João do mundo. Cidades do interior sempre atraem milhares de turistas durante o período, além do Recife que também está todo arrumado para receber bem os visitantes, desde suas portas de entradas, Aeroporto do Recife e Terminal Integrados de Passageiros (TIP) até seus polos de animação. Neste ano, a expectativa da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Estado é receber cerca de 600 mil visitantes entre os dias 20 e 26 de junho. Um número superior ao de 2015, quando 560 mil chegaram aos arraiais para fazer fogueira, comer as comidas típicas e dançar muito o forró.

Na área hoteleira, a expectativa é que a ocupação ultrapasse a marca de 75% em todo o Estado. O número é 8% superior ao do último ano. Em cidades como Caruaru, Gravatá e Arcoverde, esta ocupação pode passar de 90%. “Estamos muito confiantes que vamos receber mais turistas do que em 2015. Neste ano, os festejos juninos serão na sexta-feira, fazendo com que os turistas passem mais tempo aqui. Este momento é muito importante para nosso Estado, pois aquece a economia, gera emprego e renda para milhares de pernambucanos e ainda nos dá a oportunidade de conquistar esses visitantes para que eles retornem depois, em qualquer época do ano”, afirmou o secretário Felipe Carreras.


Com a finalidade de conhecer o perfil do turista que visita o estado durante as festas juninas, a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco (Seturel-PE), por meio da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), realiza, entre os dias 23 e 26 de junho, uma pesquisa nos principais polos de animação do Estado. Os dados irão apontar gênero, nacionalidade, escolaridade, idade, estado civil, renda, organização da viagem, tempo de permanência, avaliação dos meios de transporte e hospedagem dos visitantes. Os resultados darão base para o mapeamento do perfil socioeconômico dos turistas, nacionais e internacionais, tentando mostrar também o grau de satisfação em relação aos serviços oferecidos no Estado. 

Fonte: Assessoria de Imprensa.