quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

CASO ALDO : PM prende acusado do homicídio que chocou Surubim

Foto: Divulgação / Polícia

O comando do 22º Batalhão da Polícia Militar de Surubim anunciou, nesta quarta-feira, a prisão de Keython Diniz de Moura, 20 anos, apontado em inquérito da Polícia Civil como suspeita do homicídio de Aldo Ribeiro Sales, no último dia 28 de novembro de 2015, crime que chocou o município.Havia um Mandado de Prisão em aberto contra o acusado.

ACUSADO foi preso por PMs do 22o Batalhão

“Na tarde de hoje, por volta das 13 horas, uma equipe comandada pelo tenente Anacleto, com apoio da Rocam, cumprindo Plano de Ação do Batalhão, realizando rondas na rua Margarida Barbosa de Souza, próximo ao Colégio Marista, avistou Kleython Diniz de Moura. Após ser dada voz de prisão, o acusado foi encaminhado a Delegacia e logo após recolhido ao presídio de Limoeiro”, informa a PM.

SEGUNDO ACUSADO - Dadá do Salgado está foragido.

O segundo acusado do crime, conhecido como Dadá do Salgado, segue foragido. Ele inclusive, teria ficado ferido, em um atentado, com um tiro na perna.


Aldo Ribeiro foi encontrado desacordado e gravemente ferido na rua Estácio Coimbra, no centro de Surubim. O rapaz sofria de transtornos mentais e tinha como marca o comportamento tranquilo e amigável.  Ele foi agredido e baleado, em uma tentativa de assalto. O fato foi registrado por câmeras de segurança.

Os dois acusados " chegam numa moto para assaltar. Eles estavam de capacete e o da frente tinha um capacete reserva na mão. O abordam para roubar e já partem para a agressão, com o capacete e coronhadas. Quando meu irmão já está desacordado no chão, leva um tiro na cabeça. Em nenhum momento, ele reagiu", contou Arnaldo Ribeiro, irmão da vítima.

Aldo ainda foi socorrido em estado gravíssimo para o Hospital da Restauração, no Recife, mas não resistiu.