quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Polêmica entre vereadores: Bomba cobra transparência da Prefeitura e Dr. Vavá do Governo do estado


PELA TRANSPARÊNCIA DA AGUA: vereador Vavá (PT) apresentou Pedido de Informações idêntico ao de autoria do vereador Bomba (PSD). Foto: Carlos Galhardo.

Na sessão desta quinta-feira (12) da Câmara Municipal, o vereador Luciano Medeiros (PSD), conhecido como Bomba, cobrou transparência da Prefeitura na contratação dos caminhões pipa, utilizados para distribuição de água para população de Surubim.


SEIS E MEIA DÚZIA: “Esse Pedido de Informação que o senhor está apresentando é uma cópia” Foto: Carlos Galhardo.

“Precisamos saber quantos carros estão contratados, quanto está se pagando, nome completo dos donos do carro, placa dos veículos, quais as comunidades que estão sendo atendidas e quantas viagens cada um está fazendo por dia”, disse, no plenário da Casa Euclides Mota.

Ainda de acordo com o vereador Bomba, já haveria indícios de que os proprietários desses veículos já teriam suspendido o fornecimento d’água por falta de pagamento, o que prejudicaria muito a população, neste período da forte crise hídrica que Surubim enfrenta com o colapso da Barragem de Jucazinho.

FOTOS : reprodução / internet

OUTRO LADO – o líder do PT, vereador Josivaldo da Silva, conhecido como Dr. Vavá, após a aprovação do Pedido de Informações cobrando transparência nos contratos com carros-pipa da Prefeitura, foi ao plenário cobrar a mesma transparêcia do Governo do Estado por meio do IPA, em Surubim.


“Sei que a Prefeitura vai enviar as informações que o vereador Bomba pede, é bom que o Governo do Estado, o secretário Nilton Mota, e o representante do IPA digam aqui também quantos carros estão contratados, quanto está se pagando, nome completo dos donos do carro, placa dos veículos, quais as comunidades que estão sendo atendidas e quantas viagens cada um está fazendo por dia”, afirmou.

“Esse Pedido de Informação que o senhor está apresentando é uma cópia”, protestou o vereador Bomba.

“O pedido é informal, o secretário envia as informações se quiser. Mas é bom frisar que a responsabilidade do abastecimento d’ água é do estado. A prefeitura e o exército estão apoiando. As escolas e os postos de saúde estão abastecidos”, completou o vereador Vavá.


Os vereadores frisaram que os carros dos do Ipa e do Exército podem abastecer apenas a zona rural do município. Atualmente, 65% da população de Surubim estão concentrados na zona urbana e os programas de distribuição de água em carros-pipa executados pela Prefeitura de Surubim,  Governo do Estado (Ipa) e Exército não são integrados, ou planejados em conjunto.