domingo, 1 de novembro de 2015

Número de brasileiros em avião aumentou 170% em 10 anos


Os dados foram divulgados pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC) e mostraram que quase metade dos passageiros (45%) que utilizaram avião entre 2004 e 2014 ganham entre 2 e 10 salários mínimos. “Viajar de avião antes era apenas para a classe média e alta. Mas, com as ações sociais dos governos de Lula e Dilma, as pessoas de baixa renda também passaram a ter direito a utilizar o avião como meio de transporte para de locomover pelo Brasil e pelo mundo”, comentou o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE).
 

O estudo, intitulado “O Brasil que voa – Perfil dos passageiros, aeroportos e rotas do Brasil”, foi feito em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL). Ao longo de 2014, mais de 150 mil passageiros foram ouvidos nos 65 aeroportos responsáveis por 98% da movimentação aérea do país. Além dos 45% dos passageiros que ganham entre 2 e 10 salários mínimos, a pesquisa revelou que 6,1% ganham até 2 salários, 17,2% recebem entre 2 e 5 salários mínimos e 21,7% ganham entre 5 e 10 salários.

Os dados apresentaram que o Sudeste ainda concentra 45% das viagens feitas pelos brasileiros. O fluxo na região é seguido pelo Nordeste (21,5%), Sul (14,4%), Centro-Oeste (12%) e Norte (7,1%). Para o senador Humberto Costa, esse número deverá mudar nos próximos anos com a chegada do hub da Latam ao Nordeste. “A decisão da Latam de trazer um hub para nossa região mudará bastante o perfil dos passageiros no Brasil. E, como pernambucano, estou particularmente empenhado para que ele venha para o nosso Estado, pois temos uma excelente infraestrutura que satisfaz todos requisitos da empresa”, afirmou o senador.