terça-feira, 8 de setembro de 2015

"Prefeita ostentação" de Bom Jardim (MA) tem mandato cassado

Lidiane Leite, que está sem partido, foi afastada da administração da cidade.
Em sessão extraordinária na tarde do último sábado (05), a Câmara Municipal de Bom Jardim, no Maranhão, cassou o mandato da chamada "prefeita ostentação". Lidiane Leite, que está sem partido, foi afastada da administração da cidade; dos treze vereadores, dez compareceram.

A perda do cargo aconteceu depois que a política se ausentou da cidade por mais de quinze dias sem a autorização do poder legislativo. A ex-prefeita está foragida desde 20 de agosto, quando teve a prisão decretada pela Polícia Federal durante a Operação Éden.


A Polícia Federal investiga desvios de verbas que deveriam ser destinadas à educação para a compra de merenda escolar e reforma de instituições de ensino.


A Câmara empossou a vice-prefeita Malrinete Gralhada, que já estava no cargo interinamente desde a semana anterior. Mesmo afastada, a defesa de Lidiane chegou a suspender o mandado de segurança que dava à posse interinamente à Malrinete.


Lidiane Leite se notabilizou por relatos que indica que ela comandava a cidade por meio de mensagens de celular aos seus secretários. Ela chegou à prefeitura depois que o namorado dela, Beto Rocha, teve a candidatura impugnada; ela concorreu de última hora e venceu. Depois de assumir o cargo, passou a divulgar pela internet fotos de viagens, festas e roupas de grife que entraram na rotina dela.

Jovem Pan.