terça-feira, 1 de setembro de 2015

Oito pernambucanos estão entre 100 parlamentares mais influentes no Congresso

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – Diap, divulgou, nesta segunda-feira (31), a lista dos “Cabeças” do Congresso Nacional em 2015. Estão na lista aqueles parlamentares que conseguem se diferenciar dos demais pelo exercício de todas ou algumas das qualidades e habilidades aqui descritas.Entre os atributos que caracterizam um protagonista do processo legislativo, estão a capacidade de conduzir debates, negociações, votações, articulações e formulações, seja pelo saber, senso de oportunidade, eficiência na leitura da realidade, e, facilidade para conceber ideias, constituir posições, elaborar propostas e projetá-las para o centro do debate, liderando sua repercussão e tomada de decisão. A pesquisa inclui apenas os parlamentares que estavam no efetivo exercício do mandato no período de avaliação, correspondente ao período de fevereiro a julho de 2015. Assim, quem esteve ou está licenciado do mandato, mesmo influente, não faz parte da publicação. Entre os 100 parlamentares que comandam o processo decisório no Congresso, 62 são deputados e 38 são senadores.
A bancada pernambucana conta com 8 representantes, o senador Humberto Costa(PT) e sete deputados: Bruno Araújo(PSDB), Eduardo da Fonte(PP), Fernando Filho(PSB), Luciana Santos(PCdoB), Mendonça Filho(DEM), Sílvio Costa(PSC) e Tadeu Alencar(PSB). 
Humberto Costa único senador pernambucano na lista
Pelo quinto ano consecutivo, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), foi considerado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) um dos 100 “cabeças” mais influentes do Congresso Nacional. O senador, que está na lista desde o seu primeiro ano de mandato, é tido pelo Diap como um político com habilidade de debatedor. 
“Fico contente de ser o único senador de Pernambuco a integrar essa lista, que é um termômetro muito importante de atuação política no parlamento”, afirmou Humberto. 
Membro de sete comissões permanentes do Senado e líder do PT pela terceira vez na Casa, o parlamentar já relatou, nos quatro anos e meio de mandato, mais de 215 proposições. No mesmo período, ele apresentou mais de 70 projetos de lei e 10 Propostas de Emenda à Constituição.