quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Celpe registra melhor resultado dos últimos três anos; Vertentes terá nova subestação de energia

O indicador que afere a qualidade do fornecimento de energia da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) apresentou, no mês de agosto, o melhor resultado dos últimos três anos. Nos oito primeiros meses deste ano, o índice que avalia a duração média de interrupção por clientes (DEC) teve desempenho 17% melhor que o registrado no mesmo período de 2014. Na comparação com 2013, a melhora foi ainda mais significativa: 28% menos tempo de falta de energia, o que equivale a uma redução de quase quatro horas no tempo médio de interrupção de uma unidade consumidora.
No último mês de agosto, os clientes da Celpe, em média, ficaram uma hora e 15 minutos sem energia. A marca não era alcançada desde setembro de 2012, quando o DEC registrado foi de uma hora e 14 minutos. O resultado segue uma tendência de melhora mês a mês, com redução mais acentuada a partir de abril. O bom desempenho do indicador é reflexo dos investimentos realizados pela concessionária no sistema elétrico pernambucano. Ao longo de 2015, a Celpe aplicará mais de R$ 500 milhões destinados, principalmente, a obras de ampliação, manutenção, automação e modernização da rede de distribuição de energia.
Entre as medidas adotadas que impactam diretamente na melhoria do índice estão as ações de renovação da rede elétrica. Neste ano, estão sendo substituídos 539 quilômetros de fiação convencional por rede protegida ou isolada, minimizando interrupções no fornecimento por contato da vegetação urbana na fiação. A empresa ainda intensificou as ações de podas de árvores. Em 2015, já são mais de 230 mil intervenções em galhos próximos da rede de baixa tensão e dos circuitos de média tensão.
A automação do sistema também repercute positivamente, uma vez que permite em algumas situações restabelecer o fornecimento de energia remotamente, sem a necessidade de deslocamentos de equipes de prontidão. Até agosto, foram instaladas mais 130 chaves automatizadas na rede elétrica, de um total de 200 previstas para o ano. As ações de manutenção ainda contemplam a troca de 15 mil isoladores e a substituição de 2 mil transformadores por equipamentos de maior potência. Todas as ações integram o plano de investimentos da companhia para o ano de 2015.

AMPLIAÇÃO – Além da melhoria da continuidade do fornecimento, a Celpe está investindo também no aumento da disponibilidade energia em Pernambuco. Até o fim de 2016, serão ampliadas duas subestações e construídas 11 novas no Grande Recife e interior do Estado.
Neste ano, serão construídas quatro novas subestações. Na região metropolitana será iniciada a construção da Subestação Setúbal, na Zona Sul da capital. Em Vertentes, no Agreste, será concluída a Subestações Vertentes, que faz parte da Regional Caruaru. No Sertão Central e na Região do Araripe, serão concluídas as obras de construção das Subestações de Serrita e de Santa Cruz respectivamente, cuja conclusão será no terceiro trimestre deste ano.