segunda-feira, 24 de agosto de 2015

PM ganha reforço de motos da Rocam para combater assaltos no comércio de Surubim


A segurança ganhou um reforço com o aumento no número de viaturas na frota do 22º Batalhão da Polícia Militar, com sede em Surubim, tendo como destaque sete motos da Rocam, que serão utilizadas, sobretudo, para tentar conter o número de assaltos ocorridos no comércio da cidade.

Com as motos a polícia ganha em mobilidade. “No assalto ao magazine Luiza, o policiamento chegou no tempo adequado, mas a perseguição a moto por viatura é difícil. Com o patrulhamento conjunto, das motos com as viaturas, teremos uma resposta mais ágil no policiamento ostensivo”, destaca o subcomandante do batalhão, major Edvaldo Oliveira.    



A Rocam vai atuar, prioritariamente, em Surubim, embora possa ser utilizada em ações nos outros sete municípios atendidos pelo 22º batalhão (Vertente do Lério, Casinhas, Bom Jardim, João Alfredo, Orobó, Machados e São Vicente Férrer) . “O município é um pólo comercial, com 75% da população na zona urbana, numa região com cerca de 70 mil habitantes”, frisa o comandante do 22º, tenente-coronel Marco Aurélio.



SEM TRUCULÊNCIA -   o comandante do 22º batalha da PM em Surubim, Marco Aurélio, comenta ainda que o treinamento diferenciado dos policiais da Rocam e do Gati, não significa que a atuação dos militares seja truculenta, sobretudo nas comunidades mais carentes.

  “O treinamento é diferenciado, é a tropa especializada da PM, mas o padrão da abordagem é o geral. Nenhuma escola educa para truculência. Não existe orientação de nenhuma academia, de nenhum comando para que se use do desrespeito, nem com o pobre nem com ninguém. Até o bandido tem que ser tratado com dignidade. Temos que ser profissionais, até quando há resistência. Não podemos agir com emoção”, orienta.      
     
O reforço no policiamento contar ainda com a atuação do Gati, e outras quatro viaturas em Surubim e uma viatura em cada município da área do batalhão, totalizando 22 viaturas.

Fotos : Genival Siva (1,2,3,4,5) Carlos Galhardo (6,7)